Batman and Harley Quinn (Batman e Arlequina, 2017) é muito engraçado

Na maior parte do filme eu devo ter ficado com um sorriso no rosto sem perceber, mas na metade eu estava mesmo dando gargalhadas. Tem alguns diálogos e situações memoráveis. A animação tem boa qualidade e embora a voz de Melissa Raunch (The Big Bang Theory) pareça estranha em Harley Quinn no início, tem horas que você acha que é a voz perfeita para a personagem. Gostei também da música.

Mas quem é fanboy do Batman, do tipo que fica alfinetando fãs do Superman no Youtube, provavelmente não vai gostar. Não é um filme para se levar a sério.

 

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

What Happened to Monday (Onde Está Segunda?, 2017) é muito bom

Poderia ser excelente, se não fossem os vários buracos no roteiro. Por exemplo (cuidado, spoilers):

  • A espantosa demora para invadir o apartamento de Karen não apenas uma, mas duas vezes;
  • E depois da primeira invasão, quem removeu os miolos do porteiro da parede para Adrian não ter visto quando subiu?
  • E os outros moradores? Karen era a única moradora de todo o prédio em um país com excesso de população? E precisava de porteiro?
  • Quarta teve uma grande idéia que a permitiu usar uma arma e mesmo sabendo que ainda não tinha se livrado dos perseguidores joga a arma fora?
  • Como Adrian pôde testemunhar um procedimento que supostamente era altamente secreto? Eu entendo que ele entrou no lugar de outro agente, mas eles só checam a identidade do defunto?
  • Se Sábado era virgem, como Adrian não notou se ele já tinha relações sexuais habituais com Segunda? A propósito, essa tradução dos nomes é de doer.
  • Como depois daquela explosão e do fogo o corpo de sexta sai em um pedaço só e reconhecível?
  • E a queda dentro da lixeira vazia? É feita de borracha?
  • Como ninguém nunca suspeitou que a criogenia era conversa fiada? Sustentar uma mentira dessas por 30 anos requer uma conspiração muito grande. E gente demais “do baixo escalão” parecia saber.

Mas gostei da direção (exceto na cena da captura inicial de uma criança, que foi muito mal encenada), da interpretação múltipla de Noomi Rapace e até da originalidade do roteiro.

 

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Superman: Doomsday (A Morte do Superman, 2007) é fraquinho

Mas vale a pena assistir por retratar um dos eventos mais conhecidos do universo DC.

O roteiro desse filme consegue ser muito mais absurdo que a estória em quadrinhos original. Pelo menos considerando o que me lembro do original. A pior parte são as batalhas inicial e final onde Superman (logo ele) parece acreditar que todos os prédios de Metrópolis são apenas decoração, não existindo ninguém dentro deles. E a baixa qualidade da animação chega a ser ridícula em alguns momentos.

Cenas memoráveis:

  • Superman faz uma cirurgia cerebral (memorável até por ser tão absurda);
  • Lex Luthor suja as mãos inesperadamente.
VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Justice League: The Flashpoint Paradox (2013) é impressionante

Assim como Gods and Monsters, essa não é uma animação típica, mas The Flashpoint Paradox é melhor em quase tudo. Animação, roteiro, direção, vozes… A estória se passa em uma linha de tempo alternativa onde Bruce Wayne morreu, Superman nunca existiu, a liga da justiça nunca se formou e uma guerra entre Atlantis e as Amazonas lideradas por uma Diana que de Mulher Maravilha não tem nada devastou a Europa, provocando mais de 100 milhões de mortes. Heróis e super-heróis morrem como moscas. Essa é seguramente um das melhores animações do universo DC.

O fato de toda a batalha se passar no gigantesco cemitério europeu torna a estória ainda mais fácil de digerir. Além do fato de já começarmos com o realismo de milhões de mortos não é preciso aturar aquelas batalhas absurdas de animações típicas como em Superman: Doomsday.

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Adorei Justice League: Gods and Monsters (Liga da Justiça: Deuses e Monstros, 2015)


Não encontrei trailer legendado

Esta não é uma animação de “super heróis” típica. A classificação de PG-13 não é à toa, porque dificilmente você vai querer que seu filho de 8 anos assista a tanta violência. O filme não chega a fazer questão de ser brutal e certas mortes são apenas “sugeridas”, mas o que não falta são pessoas sendo atravessadas por espadas e queimadas vivas.

É um estória de “universo alternativo” onde Batman, Wonder Woman e Superman são significativamente diferentes. A qualidade da animação é a básica que se espera de uma produção direto-para-DVD, mas gostei da direção, dos personagens e do roteiro, embora ache que o objetivo do vilão poderia ter sido melhor elaborado. Muito melhor uso do meu tempo que aquele desastre que é Wonder Woman 2017. Claro, eu julgo animações com outro conjunto de critérios e certas situações eu poderia rejeitar em um filme com personagens de carne e osso.

Juntamente com o filme, uma série chamada “Juastice League: Gods and Monsters – Chronicles” com três curtas de 6 minutos cada foi disponibilizada de graça no Youtube. O de Batman está bem no “espírito” do longa e é o único onde dá para entender o que se passa mesmo sem legendas. Eu nunca vira uma Harley Quinn assim.

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
1 comentário
  • VR5 - 274 Comentários

    No Legendas.tv tem as legendas tanto para o longa quanto para a série.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Consegui assistir a Transfomers: The Last Knight (O Último Cavaleiro, 2017) até o final.

É inacreditável. Não pensei que conseguiria. Acho que “o truque” foi ter começado com a expectativa bem baixa e considerando o filme nada além de uma comédia.

Não, isso não significa que eu “gostei”.

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Gostei de Baby Driver (Em Ritmo de Fuga, 2017)

Tem um monte de coisas que não fazem sentido na trama, mas eu fiquei entretido o bastante para não me incomodar. Gostei da direção, da música, do elenco e dos personagens.

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
2 comentários
  • VR5 - 274 Comentários

    Principalmente quando começa a tocar “Hocus Pocus”, da banda holandesa Focus… :)

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    • Gustavo Sarmento - 10 Comentários

      MAIS UM filme que toca esta música? :D

      Acredito que o mais recente tenha sido o reboot do Robocop, mas a lista é grande…

      Bem… bom pro pessoal da banda! Deve dar uns caraminguás a mais.

      VA:R_U [1.9.13_1145]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

The Hitman’s Bodyguard (Dupla Explosiva – 2017) é divertido

 

Gostei da comédia e da interação entre os dois personagens principais. Já a direção me incomodou nas cenas de luta, mas se você assistir como comédia não vai se incomodar tanto, até porque tem situações absurdas demais para você levar o filme a sério.

O trecho onde o personagem de Samuel L. Jackson questiona qual dos dois seria o cara “mau” aos olhos de Deus é inspirador. E Salma Hayek está envelhecendo muito bem o_O. O engraçado é que eu assisti ao filme inteiro achando que o ditador era “parecido” com Gary Oldman e só vi agora que é o próprio. Ele está diferente.

Aproveitando para criticar a idiotice tupiniquim, a versão em português do título é ridícula. Existem títulos que são quase intraduzíveis porque só um nativo vai entender, mas esse não é um deles. “O guarda-costas do matador” explica exatamente do que se trata e o público brasileiro vai entender, além de preservar a singularidade do enredo.

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
1 comentário
  • Snow_man - 121 Comentários

    Dupla explosiva realmente é nome pra outro filme.
    Gostei desse, mas realmente tem que levar apenas como comédia.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

O pior motorista do mundo

Isso eu recebi via Whatsapp do amigo José Carneiro. Achei tão inacreditável que decidi procurar no Youtube.

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

30 dias sem tomar café

E com um efeito inesperado: os sintomas da minha intolerância a lactose foram bastante reduzidos.

Um mês atrás eu fui parar no hospital depois de seis horas tendo vertigem. A suspeita era de que eu tivesse labirintite. Como eu tomava muito café (entre um litro e um litro e meio por dia, quando em casa), todos os dedos foram apontados para isso e eu decidi parar até fazer os exames. No primeiro dia eu senti mais falta, mas substituindo por chá isso não chegou a ser um incômodo. O único sintoma que tive de uma possível abstinência foi uma dorzinha leve no topo da minha cabeça dia sim, dia não, que só incomodava quando eu me movia, por uma semana.

Vendo como foi simples me livrar da vontade de tomar café, decidi tentar com outras coisas. Estou há 15 dias sem tomar refrigerantes e comer doces. Eu passo pela caixa de paçoca, pelos biscoitos recheados e panettone na cozinha e nem dou atenção. Também está sendo mais fácil do que me parecia. Eu não sinto como se estivesse me privando de algo pois é mais como se eu estivesse deixando de desejar algo de que meu cérebro não precisa realmente para se satisfazer.  Eu li em algum lugar que “açucar vicia” e que se você conseguir se livrar dele por tempo suficiente você pára de desejar doces. Aparentemente é verdade.

Outra coisa que aproveitei para mudar foi meu horário de dormir. Compelido pela necessidade de fazer exames que precisam ser feitos pela manhã, há 15 dias eu estou dormindo no período das 23h às 7 da manhã. Um recorde que não conseguia há anos.

Meu próximo passo é reduzir a quantidade de adoçante que tomo, porque aparentemente isso também vicia (ou, no mínimo, “dessensibiliza” o paladar). Meu objetivo é conseguir tomar chá sem nada adicionado (nem mel) e achar “bom”.

Quanto à intolerância à lactose, pode ser coincidência ou outro fator e eu não possa dar certeza ainda de nada. Só o tempo dirá. 30 dias é muito pouco.

O resultado do meu exame otoneurológico saiu hoje. Não tenho labirintite. Um dos vários indicadores disso é que minha audição está normal. Mas não vai ser por isso que vou voltar a tomar café. A médica me disse que, como sempre, a culpa pode ser do meu sedentarismo. Andar, correr, dançar, nadar, faz bem para o labirinto. Mais um motivo para que eu continue a evitar os refrigerantes e doces, porque se eu perder peso (devo ter algo entre 80 e 90 quilos) e voltar ao meu perfil “musculoso” de 73 quilos, todo exercício fica mais fácil.

 

 

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
5 comentários
  • Sidmar - 7 Comentários

    Eu acredito que se privar das coisas não resolve.

    O sucesso ocorre quando se atinge o poder de moderar.

    Penso que uma xícara de café por dia não deva deixar ninguém doente.
    O mesmo ocorre com o refrigerante mas em maior tempo, tipo uma vez por mês.
    Vinho, chocolate, bolacha, sorvete, etc.
    Tudo bem moderado deixa a gente mais feliz e não faz mal.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    • Luciano - 321 Comentários

      Eu tenho a mesma opinião, de que… radicalismo não faz bem.

      Tudo que é em excesso faz mal, até mesmo água.

      https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2014/05/26/beber-agua-em-excesso-pode-fazer-mal-a-saude-veja-mitos-e-verdades.htm

      O extremo oposto, ou seja, beber água demais, também pode fazer mal á saúde. Em pessoas saudáveis, o rim filtra em média 800 a 1000 ml de água em uma hora. “Não há risco de passar mal com quantidades de água que não excedam esses valores”, afirma a nutróloga Andrea Pereira, do Hospital Israelita Albert Einstein. “Já quantidades superiores a 3 ou 4 litros de água por hora podem aumentar o risco de hiponatremia, que é a queda do nível de sódio sanguíneo, podendo causar torpor, confusão e até convulsões”.

      Esse texto ai acima lembra de outra coisa que é necessário, mas tem que ter cuidado. O sódio.

      http://www.cliquefarma.com.br/blog/sodio/

      Eu sou hipertenso, tenho que tomar vasodilatador, mas pode se ver que se de alguma forma você banir o sódio e ingerir menos que o recomendado, terás problema justamente com a… água!

      Mas vamos ao café… nunca gostei de tomar café, mas recentemente ganhei uma cafeteira expresso, dessas que usam cápsula, quebrada de uma amiga, ela ia jogar fora e eu falei, eu quero. Consertei a dita cuja e digamos que passei a tomar um expresso curto a cada dois ou três dias. Não me afetou em nada negativo, mas percebi que quando você esta em uma tarefa entediante ou que é fácil perder a atenção, o café ajuda um pouco.

      E o açúcar… a menos que a pessoa seja um diabético, um pouco de açúcar na dieta é necessário, pois afinal é dele que retiramos energia. Basta lembrar que vários outro alimentos são convertidos em açúcar durante o processo digestivo. A exemplo o amido que no final do processo digestivo, vira glicose.

      Então vem a conclusão, a menos que você tenha alguma alergia ou restrição muito grave de alguma coisa, corta-la completamente do cardápio sem saber fazer a reposição por algo equivalente, pode fazer mais mal do que bem a longo prazo.

      O segredo é a moderação.

      VA:R_U [1.9.13_1145]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Daniel Plácido - 35 Comentários

    Eu estou a uns 15 dias sem café mas por problemas de gastrite.
    Não considerava que era tanto a causa mas o café era um veneno pra mim, já fiz endoscopia em 2015 e eu estomago estava bem ferido por dentro, na época diminuí o café tomei os remédios indicados e tal e resolveu.
    De uns meses pra cá voltou a toda doendo quase 24h/dia, comprei os mesmos remédios e nada resolveu, então resolvi cortar o café (logo pela manhã eu tomava café com estomago vazio), em uma semana já quase não sentia mais dor.
    Não sarou 100% mas 90%, e eu não estava tomando tanto café quanto tomava antes, então no meu caso preferi cortar mesmo o café totalmente.
    Irei voltar a tomar um café depois do almoço e tal, mas já me entupir de café logo pela manhã como eu fazia, não faço mais.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jorge Mendonça - 24 Comentários

    No meu achismo 1L de café já seria muito, imagina 1,50 litros. Eu tomo uns 300ml por dia.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    • Jefferson - 4.968 Comentários

      Eu não tenho certeza de quanto eu bebia. Eu me baseio pela quantidade de vezes que eu enchia a garrafa. Não era menos de um litro porque eu fazia café todo dia e não eram mais que dois porque mesmo nas ocasiões em que eu tinha que fazer café duas vezes, era sempre no final do dia, sobrando muito para o dia seguinte.

      O mesmo está acontecendo com o chá. Estou tomando mais de um litro por dia.

      VN:R_U [1.9.13_1145]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

“Quanto custa para fazer um diagnóstico?”

Um possível novo cliente entrou em contato pelo Whatsapp. Como ele fora indicado por um amigo que certamente não disse a ele que eu cobro por hora a segunda resposta que dei a ele foi o custo da minha visita, antes mesmo dele me perguntar. Então ele me perguntou:

E quanto seria para fazer um diagnóstico?

O que me lembrou imediatamente das tabelas de preço de alguns veterinários (clique para visitar a fonte):

 

Se eu vivesse me deslocando de um lado para outro da cidade e “dar uma olhadinha” significasse apenas um desvio de alguns minutos (considerando trânsito e estacionamento fáceis) eu até “poderia” fazer orçamentos sem compromisso. Mas não é assim que eu trabalho. Se eu tiver que me deslocar o valor é o mesmo para “fazer um diagnóstico” ou para resolver o problema.

 

 

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
4 comentários
  • Snow_man - 121 Comentários

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk adorei essas tabelas
    acho que vou começar a utilizar.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Daniel Plácido - 35 Comentários

    Complicado trabalhar na área técnica, cliente sempre acha que tudo é coisinha simples (se é tão fácil porque ele mesmo não arruma?).

    De vez em quando chega cliente aqui com computador ou notebook todo destrinchado pra eu só dar uma olhadinha que é coisa atoa que acham que vou arrumar só de passar o olho, esse tipo de cliente já dou um jeito de dispensar que sei que não vai dar valor no serviço.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • VR5 - 274 Comentários

    Falando em suporte Jefferson: você também é o “cara de tecnologia” da família? No meu caso ocorre que como sou a pessoa que mais manja de tecnologia todos os meus parentes querem que eu arrume um tempinho para ajeitar/configurar PCs, impressoras & periféricos, celulares, etc. E claro que querem de graça… rsrsrs

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    • Jefferson - 4.968 Comentários

      Esse problema eu não tenho porque apesar da minha família ser numerosa o meu “ramo” decidiu se afastar dos outros décadas atrás. Eu posso falar com um primo na rua e não saber quem é.

      VN:R_U [1.9.13_1145]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Gostei de Lockout (Seqüestro no Espaço – 2012)

O filme é cheio de situações altamente improváveis mas é interessante e divertido e a melhor parte fica por conta dos personagens de Guy Pearce e os dois vilões! O ator que interpreta o maluco é muito convincente.

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
3 comentários
  • VR5 - 274 Comentários

    Seria uma mistura de “Fuga de Nova Iorque” com “A Fortaleza II”?

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Alexandre Prestes - 7 Comentários

    Na verdade este filme está mais para Duro de Matar no espaço. E é sim divertido pra caramba.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Sistema comercial levando pelo menos 45s, travado, para abrir um diretório

Eu havia sido chamado à empresa para resolver outra coisa mas quando eu perguntei se estava tudo bem com a máquina do Faturamento (a segunda mais importante depois do servidor) a usuária comentou sobre esse “inconveniente” que ela tinha. Ocorria apenas numa operação especifica, quando ela precisava cadastrar notas fiscais de entrada. Ela me disse que, baseando-se em uma observação que eu fizera antes sobre um diretório com mais de 15 mil arquivos XML no servidor estar atrasando o backup, achou que fosse a quantidade de XMLs no diretório dela e já tinha apagado um monte, sem resultado. Eu conferi a quantidade de arquivos: 357. Não podia ser isso.

O diálogo que tive com a usuária foi engraçado e esclarecedor:

Eu: Você obviamente não perdeu seu tempo pedindo ao suporte do sistema para ver isso.

Ela: Eu não. Tudo agora que a gente pede eles dizem que “tem que falar com o contador”.

Eu: O contador?

Ela: É, tudo deles agora é assim.

Eu: A <nome do desenvolvedor do sistema> é uma empresa de contabilidade agora?

Rodei o Process Monitor (“PM” daqui em diante) para ver se eu encontrava alguma pista e a primeira coisa que eu notei foi outro problema do sistema comercial: o programa gerenciador de notas fiscais, que estabelece comunicação com a Fazenda, disparando uma quantidade impressionante de eventos por segundo.  Era impraticável fazer alguma análise com aquela avalanche de eventos atrapalhando mas por sorte se tratava de outro executável do sistema e por isso eu podia filtrá-lo. Se o problema fosse nesse programa eu não teria conseguido fazer nada porque o PM estava travando, tamanha a quantidade de eventos adicionados ao log por segundo.

Aqui cabe uma recomendação a qualquer programador que esteja lendo isso: seu programa é apenas um entre dezenas rodando na máquina. Ao checar por algo, não faça isso centenas de vezes por segundo “só porque você pode”. Não configure um timer de 100ms se 1s (ou 5s) basta. Se você acha que isso pode impactar a percepção que o cliente pode ter da velocidade do seu programa avalie deixar isso configurável pelo cliente, mas dificilmente alguém vai questionar uma pausa de 1s em operações que são espaçadas por minutos. Claro que isso pode ocorrer por acidente então uma dica: use o PM para checar se seu programa está se comportando bem.

Após configurar o PM  para observar apenas os eventos de sistema de arquivo do programa que estava travando por 45s, uma coisa me chamou logo a atenção: havia referências ao antigo servidor de arquivos da empresa, que fora desativado meses atrás, obviamente seguidas do erro “PATH NOT FOUND”. Um desses erros aparecia justamente após um intervalo de 15s sem qualquer evento ser registrado.

Isso fazia sentido e era rápido checar. Eu já tenho uma instalação do Virtualbox pronta para isso no servidor. Renomeei uma VM com o nome do antigo servidor e recriei o compartilhamento que estava sendo procurado. Com essa VM rodando e o compartilhamento acessível via rede eu repeti a operação no sistema. A abertura do diretório local da usuária foi feita quase instantaneamente.

Fiz uma rápida pesquisa sobre como fazer essa “emulação” de um modo mais “light”, sem precisar manter uma VM rodando para isso e vi algumas dicas interessantes, usando HOSTS, LMHOSTS, DNS, etc. Mas nada funcionou no tempo que eu tinha disponível e de qualquer forma o melhor jeito de mostrar a usuária e eventualmente ao suporte do sistema que o problema era esse era usar uma VM mesmo.

Eu fiquei pensando que outros problemas estariam ocorrendo diariamente na empresa por causa disso e os usuários não reclamam ao suporte do sistema porque sabem que não adianta. Se a configuração do sistema fosse em um INI ou no Registro eu mesmo tentaria resolver, mas eles guardam as configurações no banco de dados.

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
3 comentários
  • Snow_man - 121 Comentários

    Jeff, usando o comando do dos SUBST não dá pra emular a unidade?

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    • Jefferson - 4.968 Comentários

      O programa está procurando um caminho UNC (\\maquina\compartilhamento). Até onde consigo me lembrar o SUBST não suporta UNC.

      VN:R_U [1.9.13_1145]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Snow_man - 121 Comentários

    a burrada foi tão grande, que demorei a responder, de vergonha :s

    o comando melhor seria net use; o meu pensamento era que o caminho not found estivesse
    mapeado como unidade de rede, daí criar um novo mapeamento conseguiria enganar o programa.

    Se já existe coisas como emulador de drive de cd/dvd, talvez tenha algum soft que emule
    isso sem precisar ser uma máquina virtual. Vou pesquisar.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Erro BDE $2B27 “Unknown Internal Operating System Error”

A resposta curta: Verifique se é possível escrever no diretório TEMP do usuário.

A resposta longa:

Era para ser uma operação de rotina.  Encontrei o maldito gbplugin na máquina de um cliente e após pedir autorização, já que a máquina estava apresentando um comportamento estranho, dei boot com o Hiren’s Boot CD para removê-lo e nessa operação aproveitei para apagar o conteúdo dos diretórios TEMP da máquina e do usuário. Tudo rotina.

Ao terminar tudo funcionava, exceto o sistema comercial, que acusava “erro ao conectar ao banco de dados”. Testei acesso à internet e ao servidor e nada parecia errado. Por sorte esse sistema comercial pelo menos se dava ao trabalho de exibir uma mensagem de erro, que inicialmente eu não vira por ter ficado em segundo plano, com a única pista que eu tinha:  Erro $2B27 “Unknown Internal Operating System Error” ao tentar inicializar a Borland Database Engine.

Eu pensei: “Como isso pode ter acontecido? Eu não mexi em nada relacionado ao BDE!”

Pedir ajuda ao “suporte” era impensável. Eles iam provavelmente dizer que eu tinha que formatar a máquina. Eu tinha um “plano B” na forma de um backup Trueimage da instalação que eu fizera em julho, mas conciliar esse backup com todas as mudanças nos últimos três meses ia levar horas.

Uma rápida pesquisa com o Google não me deu nenhuma informação útil. Fui executar o bdeadmin para ver se encontrava outra pista e a mesma mensagem de erro foi dada. OK, vamos reinstalar o BDE para ver se isso resolve. Fiz um backup do diretório e tentei rodar o instalador. Aí acusou um erro dizendo que não podia escrever no diretório TEMP do usuário. Fui checar com o Explorer o caminho indicado e a mensagem foi de que o diretório estava corrompido.

Ahhhhh…

De alguma forma, o Windows 7 do Hiren’s boot CD corrompeu o sistema de arquivos dessa instalação do Windows 8.1 x64. A única coisa que eu fizera de “diferente” foi mandar alguns arquivos para a lixeira em vez de dar o meu habitual CTRL-DEL.

Mandei rodar o CHKDSK. Aparentemente o dano foi grande, porque teve que reiniciar automaticamente três vezes para consertar. Na segunda vez o Windows estranhou (um caso de “mão direita que não vê o que a esquerda está fazendo”) e ativou o “Reparo Automático”, que nunca repara nada mesmo.

Mas após a terceira execução do CHKDSK aparentemente o problema foi resolvido.

 

 

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
2 comentários
  • Snow_man - 121 Comentários

    Muito bom saber disso, BDE é uma caixinha de Pandora.
    Mas um defeito que li foi “Windows 8.1” :)

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    • Jefferson - 4.968 Comentários

      Nessa empresa tudo foi instalado recentemente, com cópias legalizadas. Eu só podia recomendar entre o Windows 7 e o Windows 8.1 e não me vi recomendando o cliente a gastar milhares de reais em um sistema “saindo de linha”, que nem podia mais ser encontrado com facilidade no comércio.

      E eu já estava usando o Windows 8.1 x64 há meses. Quando dá problema é muito pior que o Windows 7 para consertar, mas quando está funcionando é melhor que o Windows 7. Ao menos para mim.

      VN:R_U [1.9.13_1145]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Anúncio com mensagem da National Semiconductor para a competição em 1970

Nossa mensagem para a competição é simples e direta

 

Ahhh… bons tempos aqueles sem essa palhaçada do “politicamente correto” que temos hoje…

Nota: Não estou afirmando que a National fosse “melhor” que a competição.

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
5 comentários
  • Newton Pessoa - 2 Comentários

    Pela fonte tipográfica parece ser a National [antiga marca popular] da Matsushita Electric Company e não a National Semiconductors.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    • Jefferson - 4.968 Comentários

      Parece. Mas é impossível atribuir o texto à “outra” National.

      We’ve had it with namby-pamby, blue-sky advertising.

      From now on, National doesn’t pussyfoot. We’re going to take on the rest of the semiconductor industry and let the chips fall where they may.

      We’re the second largest manufacturer in just about every product category and we’re going to let everyone know it.

      We’re also going to introduce some new products that will knock the competition right off their profit margins.

      There are also a few things we’re not going to do.

      We’re not going to make a lot of products nobody needs. That’s Signetics’ job.

      We’re not going to introduce a new, hotshot device that isn’t even off the drawing board yet. Fairchild is much better at it anyway.

      We’re not going to promise a shipment for September that we couldn’t possibly deliver before Christmas. That’s TI‘s game.

      And, we’re not going to sit around on our ingots waiting for the second source business; Motorola‘s cornered the market on that one.

      In short, we’re going to be damned hard to compete with.

      You know where nice guys finish!”

      VN:R_U [1.9.13_1145]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 4.968 Comentários

    E aparentemente este é o mentor intelectual da mensagem, Bob Widlar:

    ;

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • VR5 - 274 Comentários

    Hoje em dia na era do “politicamente correto” um cara aparecer fumando, bebendo e fazendo esse gesto… kkk…

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    • Jefferson - 4.968 Comentários

      Eu não bebo, não fumo, não faço esse gesto (à toa) mas me incomodo ainda mais com a turma do “PC” do que com essas coisas.

      Gente que tem um problema com o conceito de liberdade de expressão e não se acanha de ficar policiando a vida dos outros.

      Pensando melhor, eles tem um problema com todo o conceito de “liberdade”.

      VN:R_U [1.9.13_1145]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

O que a indústria óptica e as religiões tem em comum?

Todas esperam que você abrace seus “produtos” baseado apenas em “fé”.

Nota: O que estou chamado de “óptica” aqui é o que quase todo mundo no Brasil chamaria de “ótica”.

Esta estória começa no meu post anterior. Saí do consultório com uma receita de multifocal hi-tech e mais blá-blá-blá de oculista, apesar de ter sido bem específico quanto a querer mais conforto para perto. Minhas primeiras palavras para o oculista foram “eu leio muito”.

A lente recomendada pelo oculista foi a multifocal Hoyalux Wide Pro com tratamento Blue Control. Na “ótica” onde consegui isso mais barato o par de lentes custa R$1400 à vista. Esta é a receita, com nomes editados para a proteção dos culpados:

Traduzindo a receita, para longe eu tenho meio grau de astigmatismo nos dois olhos e 0.25 de miopia no esquerdo. Para perto adicionar 2.25 graus às medidas para longe.

Eu indaguei o oculista sobre que benefício essa lente “blá-blá-blá-pro-blá-control” me daria comparada com uma prescrição somente para perto e a explicação dada não faz o menor sentido para alguém como eu, que nunca usou sequer bifocais. Até pareceu que com o simples movimentos dos olhos, automagicamente, a lente refocaliza para as mais variadas distâncias.

Então eu fui pesquisar na Internet, incluindo me sujeitar a muita conversa fiada no youtube. Tirando o “Blue Control” que tem muitas explicações e demonstrações de como funciona, para minha surpresa nem a Hoya se dá ao trabalho de explicar visualmente a “mágica” de operação de suas lentes multifocais. blá-blá-blá “regiões”, blá-blá-blá “clareza”, blá-blá-blá “tecnologia”, blá-blá-blá “conforto”… e nada de sequer uma simulação por slides de como a coisa funciona e, principalmente, qual a vantagem de uma lente dessas para alguém que só quer corrigir a visão para perto. Tanta tecnologia e eles não podem fazer um filme de demonstração? Esse obscurantismo para mim é sinal (sempre é) de que uma explicação minuciosa deixaria mais gente alarmada do que entusiasmada com essas lentes.

O que, raios, uma imagem como esta explica? Como você se adapta a isso? A imagem dá a entender que o tablet poderia estar em qualquer posição acima ou abaixo para ser lido com a mesma clareza e certamente só funciona assim se for por mágica.

Aparentemente essa regiões laterais são para quando você move os olhos lateralmente, sem mover a cabeça. Mas isso nem bate com o resto da imagem e a existência dessas regiões gera mais dúvidas.

Exemplos das minhas dúvidas:

  • Hoje eu tenho quatro monitores  na minha mesa*, três dos quais eu posso ver claramente apenas movendo os olhos. Para mim parece óbvio que eu vou perder essa capacidade com a lente exibida na imagem acima e vou ter que ficar movendo a cabeça até para focalizar os dois monitores mais próximos. Pior que isso: como meu monitor principal tem 22″ será que até para ler uma linha de texto se estendendo de um lado a outro da tela (no momento em que escrevo isso cada linha tem 34cm) eu vou ter que ficar movendo a cabeça lateralmente?
  • Hoje eu consigo ler em um tablet, celular ou computador com mais ou menos a mesma clareza em distâncias de 40cm a 1 metro. Neste momento eu estou digitando com um teclado no meu colo a 40cm e com o monitor mais elevado a 70cm do meu rosto. Com um simples movimento dos olhos, sem mover a cabeça, eu alterno entre o teclado (sou “dedógrafo”) e o monitor. Acho evidente que usando uma multifocal eu vou perder essa habilidade.
  • Hoje se eu estiver apenas lendo e inclinar a cabeça, continuo lendo com exatamente a mesma clareza; mas se eu usar multifocais não vou ser obrigado a manter a cabeça reta para que as linhas não cruzem as zonas de visão? Qual a altura dessa zonas?
  • Hoje o topo do meu monitor principal está exatamente na altura dos meus olhos quando minha coluna está ereta. Mas isso não está na região “para longe” dos óculos? Para ler o que está escrito no meu monitor, que hoje eu posso varrer de alto a baixo sem mover a cabeça, eu vou ter que inclinar a minha cabeça para trás em um movimento antinatural ou ter que redesenhar toda a minha mesa? Se eu tiver que refazer minha mesa vai ser para poder ver também o quarto monitor sem mover a cabeça, posicionando-o acima do monitor central. E não para acomodar as pseudo-vantagens de uma lente cheia de frescuras.

A explicação mais técnica que encontrei está na Wikipedia que pelo menos lista os problemas, convenientemente ignorados pelo marketing, que você pode ter com multifocais.

Na falta de explicações convincentes a favor das multifocais estou inclinado a teimar em comprar um óculos de foco fixo (ou até dois) só para ler e trabalhar com eletrônica mesmo. Minha prescrição “só perto” sai por R$390 com lente “Premium Trivex Blue Control”. Para mim o inconveniente de ficar trocando de óculos parece ser de longe muito mais conveniente que as limitações das multifocais. Já marquei consulta com outro oculista para ver no que dá.

Algum de vocês tem algo a dizer sobre isso? Estou especialmente interessado na experiência de alguém que usa multifocais.

 

 


* No centro, meu monitor principal FullHD de 22″. À direita, meu monitor auxiliar de 17″.  À esquerda o monitor de 17″ onde acompanho boa parte da casa pelo NVR. À esquerda deste, fora do meu campo de visão imediato, o monitor de 19″ com a imagem da TV por assinatura.

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
15 comentários
  • Marcel - 38 Comentários

    Não vou ajudar, só vou lançar mais dúvidas! :-)

    Minha mãe, quando se cansou de usar 3 óculos com cordõezinhos no pescoço (sim, ela não se habituou com o bifocal, nem com multifocal), decidiu usar lentes gelatinosas (para hipermetropia, que fique claro). Ainda assim, depois de usar lentes combinadas com óculos, passou para outro nível. Passou um tempo usando um recurso que eu até hoje me pergunto como funciona: uma lente de cada olho voltada para cada ocasião. Assim, ela enxergava melhor de longe com o olho esquerdo, e melhor de perto com o olho direito. E o cérebro compensava as diferenças e se acostuma, segundo ela…

    Faz um tempo que não converso com ela sobre isso, então não sei se parou. De qualquer forma, serve pra te lançar mais caraminholas

    https://coopervision.com.br/about-contacts/monovision-contact-lenses

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 4.968 Comentários

    Isso é a técnica da “monovisão”. Meus olhos foram operados com essa técnica mas não surtiu o efeito desejado. O primeiro cirurgião disse que eu me adaptaria e estou há cinco anos esperando por essa adaptação. Este segundo com quem falei agora explicou o motivo: a operação não alcançou a monovisão. Para isso eu precisaria de mais “x grau” em um dos olhos (não lembro agora).

    Eu poderia alcançar a monovisão com lentes de contato? Talvez. Mas também poderia com óculos.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 4.968 Comentários

    Eu acabo de testar duas multifocais de minha mãe. A experiência é instantaneamente desagradável. Basta mover a cabeça lateralmente para o mundo inteiro se deformar. E minha mãe certamente não comprou a mais barata.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 4.968 Comentários

    Isso parece ser o que estou procurando. É chamado de “óculos intermediário” ou “ocupacional”. Um exemplo são as lentes Hoya Desktop, que tem modelo para 4m e 2m.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Sidmar - 7 Comentários

    Jefferson, a uns 8 anos atrás eu tive esta mesma dificuldade que está tendo agora.

    Na época optei por um modelo de foco fixo para perto já que era mesmo para usar no trabalho com computador.

    Depois de uns 2 anos voltei para uma nova avaliação pois o óculos já não estava ajudando muito e como o grau tinha alterado e eu precisaria fazer novas lentes, resolvi investir no multifocal.

    Depois de pesquisar bastante escolhi este daqui (https://www.zeiss.com.br/vision-care/pt_br/products/lentes-para-oculos/lentes-progressivas/lentes-progressivas-precision-pure.html#produtos-disponiveis) na versão para perto (até 2 metros) que tem me atendido bem já a 2 anos.

    Mas os problemas realmente são estes que você levantou. O foco só é perfeito no centro da lente (na horizontal) em toda a sua extensão de baixo até em cima. Um pouco para os lados já detona geral a imagem. Conclusão, vai ter mesmo que ficar virando a cabeça de um lado para o outro para poder focar corretamente.

    Se bem que em alguns casos mesmo com o desfoque, hoje, eu já consigo trabalhar sem mexer a cabeça pois tem várias coisas que posso “conferir” sem focalizar então eu só movo os olhos e verifico o que preciso. Quando tenho mesmo que ler, aí não tem jeito. Tem que virar a cabeça.

    O movimento lateral ainda é aceitável mas o ruim mesmo é o pra baixo e pra cima.
    Eu também gosto de trabalhar com a posição do monitor mais abaixo, quase igual a sua com o nível dos olhos em torno dos 85% a 90% da parte superior da tela. Mas ficar levantando a cabeça para poder focalizar a parte superior é realmente bem ruim.

    Neste caso esta versão “para trabalho” do multifocal (a Zeiss tem versão para 1, 2 e 4 metros) coloca a parte superior da lente nesta distância ajudando um pouco com este problema de movimentação na vertical. Só que com isto não dá pra andar com ele na rua que vai ser bem ruim.

    Como minha visão pra longe ainda é aceitável, quando saio na rua eu retiro o óculos.

    O problema mesmo é dirigir. Dentro do carro não dá pra ver o painel sem o óculos e com eles não fica bom pra ver a rua/estrada. Ainda bem que eu quase não dirijo.

    Bem esta é a minha “visão” sobre isto. Não resisti ao trocadilho…

    Abraços.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 5.0/5 (1 vote cast)
    • Jefferson - 4.968 Comentários

      Depois da operação eu não tenho problemas para dirigir em nenhuma situação. Vejo mais que o suficiente de longe e até mesmo o hodômetro é perfeitamente legível. Usar uma multifocal no carro iria me criar problemas onde hoje eles não existem.

      Eu realmente não pretendo usar esses óculos para nada que não seja ler e analisar/reparar circuitos.

      Aparentemente essa sua lente é semelhante à Hoyalux Wide Pro. Mas estou apenas comparando blá-blá-blá. Evidência, que faz falta, nada.

      VN:R_U [1.9.13_1145]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
      • Jefferson - 4.968 Comentários

        Não, não. Juntando a sua descrição com o que está escrito na página, sua lente é um misto da Hoyalux Wide com a Hoyalux Desktop.

        VN:R_U [1.9.13_1145]
        Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Fernando Di Ramos - 21 Comentários

    Mano, não trago muita informação. Apenas experiência.

    Uso óculos desde os 7 anos, então uso óculos a quase 30 anos, :p

    Sou míope com astigmatismo. E a melhor lente que já usei na vida era hoya.

    O engraçado é que ela é barata. Comprei na última vez de outra marca mais cara e recomendada pela ótica… e a lente é horrível. Ela não é tão clara quanto a minha antiga, é mais pesada e um saco para limpar. Minha antiga hoya com papel higiênico ela ficava linda… já caiu em asfalto e não arranhou. Essa nova preciso lavar com detergente e secar sem realizar movimentos para a lente não manchar.

    Tenho um tio oftalmologista e ele sempre recomenda essas lentes “mais simples” sem muita invenção. É corrigir o foco da luz e só. abraços!

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • maximusgambiarra - 19 Comentários

    Eu tenho miopia, uso óculos há muito tempo e também nunca entendo o que querem dizer os nomes das lentes (não sei, porque as balconistas das óticas também não sabem). As minhas Crizal Trivex eu achava que eram da marca Crizal, modelo Trivex.
    Tentando entender o que é esse Blue Control das suas lentes, cheguei no blog desse cara, que tem um trabalho ultra relevante de traduzir para os não inciados as informações sobre as lentes de óculos:

    http://www.blogdopaulus.com/2017/03/guiabluelight.html

    Finalmente eu posso dizer que uso uma Hoya, as mesma dos filtros da minha camera!

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Walter - 98 Comentários

    Bom, vamos lá com a minha experiência.

    Como eu disse no meu comentário do outro post, operei há 25 anos, ainda com bisturi (ceratotomia radial). Eu tinha 7 graus de miopia e fiquei com 0.50 de miopia em um olho e 0.75 de astigmatismo em outro. Eu tinha 24 anos quando da cirurgia. Fiz com o pioneiro da cirurgia no Brasil, Dr. Molinari (o plano do Banespa cobria), muita gente zerou, mas eu não tive essa sorte.

    Eu tirei a minha habilitação após a cirurgia, sem a necessidade de lentes corretivas. Minha visão para distância é boa, mas tenho problemas a noite, a famigerada visão estrelada ao olhar para a iluminação artificial.

    Eu trabalho com design gráfico e passo muito tempo na frente dos monitores. Hoje uso dois de 29 ultra wide. É uma área bem grande para se acompanhar com os olhos, 1.40m de um extremo ao outro.

    Cinco anos atrás, aos 44 anos, comecei a sentir dificuldades para ler, trabalhar e muita dor de cabeça. Fui ao oftalmologista e ele me receitou uma multifocal. Fiz uma lente Zeiss que realmente nem me lembro qual era na época, mas era a segunda abaixo do portfólio da empresa. Foi cara, muito cara para a época, algo em torno de 1.900,00 reais. Hoje eu uso estes óculos apenas para ver TV.

    Conversando com um dono de ótica aqui perto de casa, ele me deu a dica que resolveu o problema, e pode resolver o seu. Ele me recomendou fazer uma lente para perto (presbiopia) com 0.50 grau, a mais do que o receitado, com anti reflexo, e usa-la só para trabalhar. É o que uso até hoje e funciona muito bem. Minha receita era de 1 grau, fiz óculos de 1.5. Eles já estão fracos e estou precisando fazer uma nova receita, dizem que após os 45 ou 50 a presbiopia sobe .50 a cada cinco anos.

    Como não sinto falta de óculos para longas e médias distâncias, não vou fazer mais multifocal, vai ser um óculos para longe, apenas para ver tv e ir ao cinema, um para leitura e outro para trabalhar.

    A única coisa que estou achando estranho no seu caso é essa prescrição de 2.25 para perto. É muita coisa! Você é muito novo para isso! Com a progressão natural do enfraquecimento do músculo, você não vai conseguir enxergar mais nada aos 60 anos!

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 5.0/5 (1 vote cast)
    • Jefferson - 4.968 Comentários

      Eu trabalho com design gráfico e passo muito tempo na frente dos monitores. Hoje uso dois de 29 ultra wide. É uma área bem grande para se acompanhar com os olhos, 1.40m de um extremo ao outro.

      Minha situação é bem parecida com a sua. Meus três monitores principais ocupam uma área de 1,30m.

      Foi cara, muito cara para a época, algo em torno de 1.900,00 reais. Hoje eu uso estes óculos apenas para ver TV.

      Você ainda deu “sorte” de pelo menos ter encontrado uma utilidade. Não que isso anime, considerando o preço.

      Conversando com um dono de ótica aqui perto de casa, ele me deu a dica que resolveu o problema, e pode resolver o seu. Ele me recomendou fazer uma lente para perto (presbiopia) com 0.50 grau, a mais do que o receitado, com anti reflexo, e usa-la só para trabalhar. É o que uso até hoje e funciona muito bem. Minha receita era de 1 grau, fiz óculos de 1.5.

      Eu estava matutando sobre algo assim ainda ontem. Seu relato me convenceu a botar dinheiro nessa idéia.

      Como não sinto falta de óculos para longas e médias distâncias, não vou fazer mais multifocal, vai ser um óculos para longe, apenas para ver tv e ir ao cinema, um para leitura e outro para trabalhar.

      É engraçado que os oculistas achem que com isso a gente não se acostuma.

      A única coisa que estou achando estranho no seu caso é essa prescrição de 2.25 para perto. É muita coisa! Você é muito novo para isso! Com a progressão natural do enfraquecimento do músculo, você não vai conseguir enxergar mais nada aos 60 anos!

      Eu também estava desconfiado desses números. Veja a receita que recebi ontem, do cirurgião que me operou:

      e a receita da semana passada:

      Elas só concordam no eixo!

      Minha idéia, no momento, é fazer ambas com uma lente barata e ver a que fica melhor.

      Este oculista não fez qualquer recomendação de lentes. Mas insistiu que eu vou ficar mais confortável com multifocais. Ainda assim ele frisou que isso quem decide sou eu.

      VN:R_U [1.9.13_1145]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
      • Jefferson - 4.968 Comentários

        Minha idéia, no momento, é fazer ambas com uma lente barata e ver a que fica melhor.

        Ou ir a um terceiro oculista munido das duas receitas (sem os nomes de quem emitiu) com o explicito requerimento dele me testar com ambas para ver qual está certa. Certamente mais rápido e mais barato.

        VN:R_U [1.9.13_1145]
        Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
      • Walter - 98 Comentários

        Vai ver que esse segundo médico já colocou 2.25 considerando o meio grau a mais para trabalho com monitores, mas mesmo assim, continua muito diferente. Acho que uma terceira opinião é válida sim. Isso se o seu plano de saúde não encrencar contigo.

        VA:R_U [1.9.13_1145]
        Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
        • Jefferson - 4.968 Comentários

          Eu falei com o SAC hoje e me disseram que não há qualquer problema. Ainda bem, porque pagar R$540 por mês para só ir ao médico a cada x anos e ainda ficar esbarrando em restrições é dose.

          Gostaria de ter dinheiro para pagar consulta particular de R$350 sem pestanejar. Mas não tenho.

          VN:R_U [1.9.13_1145]
          Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • VR5 - 274 Comentários

    Bom saber: agora com quase 48 anos finalmente minha visão está pedindo para usar óculos. E vai começar a peregrinação…

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Parece que um dia a tecnologia vai tornar os oculistas obsoletos…

…mas enquanto isso não acontece eles abusam do poder de esnobar você.

Já se passaram cinco anos desde que operei os olhos. No geral o saldo foi positivo, mas não tem sido uma experiência livre de problemas. Este mês eu decidi que passo tempo demais lendo para continuar tolerando o desconforto gerado pelos problemas residuais na minha visão e que vou voltar a usar óculos, pelo menos para leitura e trabalho com eletrônica.

Como além de querer uma segunda opinião eu não estava inclinado a perder uma tarde inteira para ter uma audiência de cinco minutos com oculista (ocorrência normal com aquele que me operou) eu marquei consulta com um outro conhecido cirurgião de Recife e durante a marcação foi frisado que era com hora marcada. Cheguei 20 minutos antes. Uma hora depois da hora marcada eu fui chamado e em vez de me deparar com o oculista me pediram para sentar à frente de três equipamentos diferentes para fazer testes que eu já conhecia. Após uns poucos minutos nisso me disseram que iam dilatar minhas pupilas.

Ninguém me avisou nada sobre isso na marcação, nem que eu ia ficar incapacitado de ler o que estava escrito no meu celular, onde eu estava tendo uma conversa com dois clientes via whatsapp. Mas este é outro problema.

Alguns minutos depois de terem aplicado o colírio me mandaram para a recepção dizendo que “daqui o pouco o doutor vai chamar”.

Meia hora depois me chamam. Pensei que finalmente ia falar com o oculista. Fui levado para outra sala onde passei por mais dois equipamentos.

Novamente me disseram: “daqui a pouco o doutor vai chamar”. Muito depois que o “daqui a pouco” virou “daqui a muito” e eu percebi que ia ser o último a ser atendido eu tive que ir perguntar à recepcionista se o atendimento ali era mesmo com hora marcada.  Ela me disse que o doutor tivera um imprevisto com uma cirurgia.

Meu atendimento só aconteceu duas horas e meia depois da hora marcada. Nossa conversa durou não mais que 10 minutos e saí de lá menos que satisfeito. Neste outro post eu discuto o resultado. Convenientemente para todos esses “profissionais” você tem que passar o dedo no leitor de impressões digitais quando chega, porque se fosse no momento do atendimento eu tenho certeza de que eles não achariam que “um imprevisto com uma cirurgia” fosse motivo para deixar um paciente com hora marcada esperando duas horas e meia, sem dar qualquer satisfação. Vossa excelência o médico ia voltar desse “imprevisto” para encontrar pelo menos metade da sua agenda ausente.

Quanto ao título do post, quase todo o trabalho do oculista hoje é feito pelas suas assistentes operando os equipamentos. Até o velho “fica melhor assim… ou assim?” Eu não me surpreenderia ao descobrir que até a receita que recebi fora preenchida previamente por uma das assistentes. Se eu estiver certo, para quê temos que esperar pelo oculista?

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
4 comentários
  • Moisés Fontana - 5 Comentários

    Essa sua história me lembrou uma situação que vivi a alguns dias.

    Precisei levar minha filhinha de 5 anos de idade, ao pronto atendimento, um local onde o hospital da cidade, que se diz referência na região, faz os atendimentos particulares, planos de saúde e tal, ou seja, não era o SUS.

    Chegando lá, me deparei com um cartaz enorme, colocado estrategicamente em um local onde ninguém poderia dizer não ter visto, com o tempo médio de atendimento de acordo com a gravidade do paciente.
    Pois bem, tinha lá desde atendimento imediato, atendimento em até 30 minutos, atendimento em até 120 minutos e atendimento em até 240 minutos, isso mesmo, dependendo do seu problema, você poderia ter que esperar até quatro horas pelo atendimento.

    Minha filha passou pela triagem e foi classificada para o grupo de 120 minutos, fomos atendidos em aproximadamente 90 minutos.

    Moro em uma cidade aqui do Rio Grande do Sul, onde uma lei municipal determina que nos bancos, o atendimento seja realizado em até 20 minutos, sob pena de multas e outras sanções.

    Agora acompanha meu raciocinio. Serviços de banco, eu diria que aproximadamente 80% deles, você consegue resolver sem nem ir ao banco, você pode utilizar o aplicativo no seu smartphone, ir a um caixa de auto-atendimento, ir até um correspondente bancário, utilizar o site do banco no computador, etc.
    Quando você está doente, você não resolve o problema abrindo um aplicativo no smartphone, você não resolve o problema em um auto-atendimento em uma máquina, você precisa ir ao médico.

    Está percebendo a ironia? Uma criança febril, com dificuldade em respirar, pode esperar 120 minutos pra ser atendida, enquanto alguém que vai para a fila do banco pagar uma conta, que poderia facilmente pagar aquela conta de inúmeras outras formas, tem direito a ser atendido em 20 minutos.

    Infelizmente, como sempre fala um dos meus cunhados, nesse país está tudo errado!

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    • Jefferson - 4.968 Comentários

      Eu entendo o que você quer dizer mas infelizmente há uma lógica nisso. Se você abrir vaga para caixa de banco vai ter fila de gente qualificada se esbofeteando pela vaga. Conseguir médicos é muuuito mais difícil. E o problema está aí: na falta de médicos. Um problema que não pode ser resolvido (facilmente ou sequer a médio prazo) por uma lei.

      VN:R_U [1.9.13_1145]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Fernando Di Ramos - 21 Comentários

    Medicina vai acabar, :p

    Diagnóstico por máquina/algoritmo em muito em breve vai superar completamente o trabalho humano. Já trabalhei em laboratório, é tudo pronto. Quem assina é o médico/biomédico mas quem laudou foi o equipamento.

    Os equipamentos de Oftalmologia já são em sua grande maioria automáticos, quem opera normalmente é técnico em enfermagem ou auxiliar de consultório.

    Acho que no começo deste ano vi uma matéria comparando o grau de sucesso de diagnóstico de um algoritmo com auto-aprendizado e médicos reais e a taxa de acerto foi maior com o algoritmo. É este o caminho e não tem volta.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Walter - 98 Comentários

    Juro que eu li:

    Parece que um dia a tecnologia vai tornar os ocultistas obsoletos…

    O_o O_o O_o

    Tou precisando ir no oftalmologista, e olha que a minha cirurgia, ceratotomia radial, feita à bisturi, já tem 25 anos.

    :yahoo:

    Brincadeiras à parte, já há 5 anos uso óculos para filmes (meio grau de miopia em um olho, e 0.75 de astigmatismo em outro, sequelas da cirurgia), e para leitura, 1.5 graus de presbiopia. Mas aí, os meus quase 50 anos justificam.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

A poltrona mais “confortável” para mim hoje é de plástico monobloco

É incrível como sua percepção muda quando você tem um problema de coluna.

Minha última cadeira “acolchoada” teve que ser afastada para manutenção porque todo o revestimento de couro fajuto tinha se desprendido e estava muito suja. Essa cadeira eu comprara há anos no Extra em Recife depois de pelo menos uma hora experimentando cadeiras no showroom.  Comprei este ano uma poltrona substituta “presidente”, bonita, imponente, que no meu teste no showroom não me pareceu causar dor mas que em casa foi reprovada em no máximo dois dias. Substituí “temporariamente” por uma de plástico do quintal e estou com ela há mais de seis meses.

Não tem indicação de modelo, mas é uma Grosfillex e pela aparência é uma “Poltrona Fidji Baixa“:

A julgar pelas inscrições embaixo ela foi fabricada em 1994. É surpreendente que o modelo tenha sobrevivido até hoje, com a atração que a maioria das empresas parece ter pelo conceito de “linha 20xx”. O fato é que essa cadeira oferece o que eu acho mais importante hoje: eu esqueço que ela existe. Até meus pés ficam perfeitamente assentados no chão, mesmo sem regulagem. Não é que a dor na minha coluna desapareça com ela, mas resta apenas uma dorzinha que eu só estou notando agora porque estou pensando no assunto enquanto digito. Se eu encontrasse um cadeira que anulasse 100% da dor eu compraria pelo menos meia dúzia.  :)

Já para dirigir eu sinto dor muito mais rápido no GOL 2000 do meu pai do que no meu UNO 97.

 

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
4 comentários
  • Ygor Almeida - 116 Comentários

    Por um acaso já experimentou sentar em uma cadeira tipo a do Jô Soares. Tudo bem que é uma de 2.5k em reais. Acho que não vai comprar 6 delas mas é uma delicia sem igual.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    • Jefferson - 4.968 Comentários

      Não pude deixar de notar o nome do produto:

      Cadeira Raynor Eurotech Ergochair V2 2016 Plus Elite Giratoria Ergonomica Diretor Presidente em Tela Mesh Preta

      Alguém está de sacanagem aí. Isso é um produto das Organizações Tabajara?

      R$2500 é certamente caro e certamente faz falta. Mas se fosse a única alternativa para zerar a dor na minha coluna eu pagaria. Entretanto, minha cadeira que está encostada por estar muito suja custou R$300 e neste momento eu não estou sentindo dor alguma na Grosfilex.

      Não, não é porque eu vi o preço dessa que a dor acabou na de plástico. :D
      Ontem mesmo, horas depois de ter escrito o post, a dor de que falei já tinha passado. Essa dor deve ir e voltar e eu nem me dou conta dela por estar acostumado.

      E o que é pior: eu poderia provar essa cadeira, achar confortável, e em casa descobrir que não serve. Já aconteceu com pelo menos três outras. Para “aprovar” de verdade uma cadeira só passando um dia inteiro com ela.

      VN:R_U [1.9.13_1145]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jorge Mendonça - 24 Comentários

    Pra quem tem problema de coluna todo investimento é válido mas os valores são bem altos. Você comprando a cadeira online pode usar alguns dias e como em 2 ou 3 dias você já confirma a eficiência, pode usar o direito de arrependimento e devolver se for o caso.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    • Jefferson - 4.968 Comentários

      Eu não gosto desse tipo de coisa e prefiro arcar também com o ônus (não apenas com o bônus) de minhas escolhas. Para mim o direito ao arrependimento só deveria valer enquanto eu não recebesse a encomenda.

      VN:R_U [1.9.13_1145]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Como desabilitar teclas do teclado defeituoso de um notebook

A última vez que discuti esse assunto foi há 10 anos no G&G. Na época eu queria remapear uma tecla. Hoje eu precisei desabilitar uma e minha dica de 10 anos não servia.

Esta semana mais um notebook meu apresentou problema no teclado. Na maior parte do tempo não estava conseguindo digitar sequer uma palavra inteira sem interferência. Eu tinha certeza de que era uma tecla não-ASCII que estava disparando ocasionalmente, mas não tinha certeza de qual. Não adiantava usar teclado USB ou o teclado virtual.

O primeiro passo foi aproveitar um momento em que o teclado me deixou digitar uma sentença inteira para acessar este teste online, que me mostrou que era a tecla “Sel” que disparava ocasionalmente. Particularmente importante é o fato de que as teclas do teste permanecem destacadas mesmo após serem desacionadas, o que permite flagrar teclas que disparam sozinhas por uma fração de segundo, que era o meu problema. Se eu não tivesse conseguido digitar o bastante para acessar o site meu plano era criar um atalho para ele em outro computador e copiar esse atalho para um pendrive.

O segundo passo foi baixar e executar o programa Sharpkeys. Um substituto muito melhorado do Remapkey com pelo menos três funcionalidades inexistentes no utilitário da Microsoft:

  • Permite mapear uma tecla para “nada”, efetivamente desabilitando-a;
  • Oferece a possibilidade de você simplesmente apertar a tecla que deseja remapear/desabilitar para identificá-la. Você não fica limitado às teclas que estão listadas;
  • A funcionalidade anterior oferece a possibilidade adicional de testar qual tecla não-ASCII está disparando sozinha. Basta executar o programa, ir até “type key” e esperar.

Note que toda mudança requer que você faça logoff. O Windows só confere os mapeamentos ao fazer login.

Apesar do autor dizer que você precisa estar usando Windows 2000, Windows XP, Windows Server 2003, Windows Vista, ou Windows 7, o programa deve funcionar também com todas as versões mais recentes do Windows. Eu conferi no Windows 8.1 x64.

Isso parece ter resolvido meu problema.

Coisas que o programa não pode fazer, segundo o autor, com alguns comentários adicionados por mim:

  • Inverter as posições de duas teclas. Isto é: você não pode trocar a posição do Z com a do Q e esperar que as duas teclas ainda funcionem;
  • Mapear um conjunto de teclas em uma tecla. Isto é: você não pode fazer com que apertar uma tecla qualquer tenha o resultado de um CTRL+C;
  • Mapear cliques do mouse para teclas (óbvio);
  • Suportar certas teclas de hardware que o Windows nunca “vê” como a maioria das teclas Fn (essa tecla geralmente só é “vista” pelo BIOS do notebook);
  • Suportar mapeamentos diferentes para usuários diferentes. O mapeamento é para a máquina inteira;
  • Proteger você de si mesmo. Se você desabilitar uma tecla essencial e não puder mais fazer login, vai ter que reformatar (não não vai. Isso é o que a maioria das pessoas acha. Basta fazer uma edição offline do Registro para apagar a chave HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\CurrentControlSet\Control\Keyboard Layout), tendo em mente que CurrentControlSet pode ser três chaves diferentes.

 

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 5.0/5 (1 vote cast)
1 comentário
  • Snow_man - 121 Comentários

    Obrigado Jeff. O notebook da minha esposa precisa, a tecla Del insiste em disparar sozinha, vou tentar desligar ela com o Sharpkeys.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Ver o suporte técnico de um sistema comercial trabalhar ainda é assustador.

Eu comecei a reclamar disto há quase dois anos.

Na semana passada eu comecei a trabalhar com o suporte técnico de mais um sistema comercial e isso serviu para manter a impressão negativa que tenho de todos eles. Eu não tinha tempo nem saco para acompanhar tudo o que eles faziam nas máquinas do cliente mas o que pude ver ou conferir depois que eles terminaram já basta.

  1. Compartilharam o diretório inteiro do sistema comercial na rede com acesso escrita e leitura para TODOS;
  2. A aplicação deles foi configurada para rodar com privilégio de administrador no servidor. Pelo menos nas outras máquinas não foi;
  3. Eu dei acesso remoto via Anydesk em todas as máquinas mas em seguida instalaram o AMMYY e, como o AMMYY tem problemas com isso, desligaram o UAC. No servidor e no caixa. Acho que quem configurou o balcão foi outra pessoa porque não fez isso.

E tudo o que eu posso fazer é ficar contornando as bobagens que eles fazem para tentar garantir alguma segurança para a instalação.

Por que essas coisas me incomodam:

1: Notas fiscais, banco de dados e outros arquivos podem ser apagados por acidente ou maliciosamente por qualquer pessoa que sente na frente de um computador, com qualquer permissão de acesso. Qualquer ransonware meia boca em qualquer máquina pode criptografar o sistema inteiro e pedir resgate. Qualquer file infector rodando em uma máquina pode infectar os executáveis do sistema comercial e assim infectar todas as outras máquinas, etc, etc, etc.  Estou acostumado a ver pior. Os “técnicos” de suporte saem compartilhando com permissões de escrita o diretório Arquivos de Programas e até partições inteiras incluindo as de sistema. No Windows XP você ainda flagrava isso só de abrir o explorer mas desde o Windows 7 a Microsoft deixou isso menos óbvio e é preciso executar com regularidade o comando net share para conferir se nenhum compartilhamento novo foi criado. Às vezes você só percebe quando está em outra máquina e nota os compartilhamentos extras aparecendo.

2: Quando uma aplicação precisa de privilégios de administrador ou o usuário vai precisar ser administrador ou vai ter que ter a senha de administrador, o que no final dá no mesmo. O ideal é que todos os usuários trabalhem no menor grau de permissão possível. Isso não impede a ação de ransonwares, mas esse não é o único problema de quem precisa dar manutenção;

3: Hoje, até eu que rodava o Windows 7 com UAC desligado para que ele não me enchesse o saco, acho perigoso.

 

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
13 comentários
  • Matuto - 53 Comentários

    Eu tive um cliente que o software do estabelecimento (criado por um programador exclusivamente pra ele)também era compartilhado e qualquer micro conectado na rede local tinha acesso irrestrito. Eu acredito que isso é um meio do programador “facilitar” a vida dele, ou seja, ele instala o software nos micros, compartilha e “um abraço” pro cliente. É tipo uma preguiça que eles tem de deixar o mínimo de segurança. Pelo menos nesse meu caso, o cliente não usava internet em nenhum micro (na época) e o programador criou uma rotina de backup do software, no servidor, pra copiar a pasta pra um HD externo três vezes ao dia pelo Cobian Backup. Eu acredito que o melhor para o cliente é quando o programador se comunica com o profissional de TI, para deixar tudo alinhado. No meu caso, o cara me odiava! hehehe

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    • Jefferson - 4.968 Comentários

      No meu caso, o cara me odiava! hehehe

      Rapaz, esses “programadores de banco de dados” parecem ter uma mentalidade que é difícil de compatibilizar com a mentalidade de quem faz a manutenção/segurança. É muito fácil entrar em rota de colisão com esse pessoal e para evitar criar uma situação em que alguém sinta vontade de me sabotar eu prefiro manter distância e tentar fazer meu trabalho apesar das besteiras deles.

      VN:R_U [1.9.13_1145]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Arthur Dowsley - 13 Comentários

    Mas em empresas rodando Active Directory os usuarios sem permissão não podem nem instalar nada. Aqui na empresa toda vez que precisam instalar algo, tem que me chamar. Simples assim. Pode trazer no pendrive, o que for. Não executa sem permissão de ADM. Acho que já ajuda bastante. Ai quando o “suporte do software” precisa, eu instalo ele faz o que precisa sobre minha supervisão e depois nem adianta pedir. Deleto assim que termina. Abs

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    • Snow_man - 121 Comentários

      Arthur, sei que AD ajuda muito, mas não tenho muita experiência; atualmente uso Windows Server apenas com compartilhamento de arquivos;
      Se pudermos trocar informações, agradeço.

      VA:R_U [1.9.13_1145]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    • Jefferson - 4.968 Comentários

      Mas em empresas rodando Active Directory os usuarios sem permissão não podem nem instalar nada.

      Eu posso estar falando bobagem, mas a não ser que você tenha criado uma diretiva de segurança com uma whitelist de executáveis, todo mundo pode instalar softwares como o Chrome, certo? E nesse caso você nem precisa de Active Directory, porque você pode implementar a diretiva em qualquer máquina avulsa. Até onde sei o AD apenas simplifica esse trabalho para um grande número de máquinas.

      Ai quando o “suporte do software” precisa, eu instalo ele faz o que precisa sobre minha supervisão e depois nem adianta pedir. Deleto assim que termina. Abs

      Você parece estar falando do ponto de vista do profissional de TI que atende UMA empresa. Eu estou falando do ponto de vista de quem atende por contratos de manutenção ou avulso. Aqui se eu bloquear o acesso do suporte do sistema, toda m***a que acontecer vai ser culpa minha. É impressionante como esses “sistemas comerciais” precisam de manutenção constante. Seria de se esperar que o sistema que já roda há sete anos na empresa já tivesse todos os bugs resolvidos, mas toda hora aparece uma novidade que requer a atenção do suporte do sistema. E não estou falando das palhaçadas do sistema tributário brasileiro que são incontornáveis. Estou falando de problemas até de campos em relatórios impressos que “desaparecem”.

      E eu não estou disponível em tempo integral nem fisicamente, nem remotamente. Pode levar qualquer coisa de alguns minutos até 24H para que eu possa fazer o atendimento.

      VN:R_U [1.9.13_1145]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
      • Matuto - 53 Comentários

        Jefferson, eu tenho uma teoria sobre esse problema do software sempre precisar de manutenção. No caso do meu antigo cliente, o programador vendeu uma “parte” do software pra ele, de acordo com o próprio cliente. Então qualquer alteração ou correção, é cobrada por fora e me parece que não é um preço muito justo (de acordo com o cliente). Então eu creio que o interesse do programador é resolver o mínimo de problemas possíveis para que sempre o cliente precise chama-lo e assim ele recebe de novo e de novo pelo serviço ou manutenção no software. Em resumo, o cliente passa dez anos usando o software e estará sempre vinculado ao programador, que continua ganhando dinheiro.

        VA:R_U [1.9.13_1145]
        Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
        • Jefferson - 4.968 Comentários

          Eu não quis entrar nesse detalhe mas desde que eu comecei a ouvir as reclamações de meus clientes sobre os problemas nos softwares eu tenho razoável certeza de que consertar uma coisa e quebrar outra faz parte do modelo de negócio da maioria dessas empresas.

          Eu posso apontar uma possível exceção: um de meus clientes usa um sistema que roda 100% no servidor do programador (é em PHP). O “paradigma” é outro. O cliente tende a enxergar como se estivesse alugando um conjunto de serviços e está menos propenso a achar que se o software não der problema toda semana ele não precisaria pagar todo mês por ele. O programador então se sente menos inclinado a sabotar sua própria criação.

          Não que eu esteja recomendando esses sistemas “no computador de outra pessoa”. De jeito nenhum eu recomendo. Eu apenas entendo a diferença.

          VN:R_U [1.9.13_1145]
          Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Snow_man - 121 Comentários

    Jefferson, eu quase citava um sistema comercial que um cliente usa, a diferença é que usam o Teamviewer. E infelizmente o sofrimento é o mesmo; em outro cliente, software de contabilidade, eu tinha deixado pra instalar o sistema em uma sub-pasta (d:\rede\sistema) mas na hora que o suporte começou, o “bendito” moveu pra raiz do D: e compartilhou geral.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    • Jefferson - 4.968 Comentários

      Jefferson, eu quase citava um sistema comercial que um cliente usa, a diferença é que usam o Teamviewer. E infelizmente o sofrimento é o mesmo;

      Fica pior que isso. Cada “técnico” parece ter sua preferência de software de controle remoto. Eu já cheguei a ter que remover uns quatro ou cinco instalados na mesma máquina.

      Idealmente, eu deveria poder determinar o meio de acesso para que seja usado apenas um, reduzindo a superfície de ataque. Mas eu não tenho como controlar esse pessoal.

      VN:R_U [1.9.13_1145]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Snow_man - 121 Comentários

    Jeff, passei por uma neste sábado; normalmente nem iria, mas como a sra da loja é uma pessoa muito agradável, fui no sábado às 14h (horário que iria maratonar a 3a. temp de Dark Matter).

    Situação: durante a semana as vendas não saíam pela net, ficando em contingência; foi piorando e ela acionou o suporte do sistema que, mesmo estando uns 600 metros de distância do shopping, só atendem remoto (ammyy ou anydesk). Resultado: bagunçaram o sistema (cuja base é, acredite, em MDB) e disseram que ela precisava chamar um técnico para formatar o micro (e ficar sem vender com cartões até resolver).

    Fui, fiz backup, formatei, dei acesso remoto, e o suporte me dispensou; como já estava no shopping, fui ver um filme e fiquei de passar lá na volta só pra conferir. O que estava antes foi embora, deixou outro no lugar dele, e este tinha parado porque não tinha o certificado digital da loja pra instalar no sistema. Na hora do backup, eu vi que estava lá o arquivo .PFX DENTRO DA PASTA DO SISTEMA DELES caramba!!!! E eu que tive que mostrar a ele; instalei o certificado e ele prosseguiu.

    Mas o sistema dele insistia em não enxergar o certificado; ele olhava em Opções de Internet, via lá mas nada no sistema. Daí o que o crânio me fala? Que o problema é do certificado, e que eu falasse com a Certificadora (que obviamente não tem plantão fim de semana), e a loja iria ficar sem vender com cartões até resolver na segunda-feira, imagina o prejuízo?!

    Enquanto ele ainda estava online acompanhando, entrei no site da certificadora (Fenacon), baixei todas as cadeias de certificados, instalei, e aí sim o sistema dele funcionou.
    5 minutos de boa vontade em vez de mais 2 dias sem vendas.

    Tá difícil hein, não sei como escolhem na hora de contratar esse pessoal para suporte.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    • Jefferson - 4.968 Comentários

      e disseram que ela precisava chamar um técnico para formatar o micro (e ficar sem vender com cartões até resolver).

      Por causa desse tipo de presepada eu faço uma imagem da instalação com Trueimage depois que o suporte do sistema termina a instalação e de vez em quando depois disso. Assim eu tenho uma razoável chance de resolver até os maiores desastres sem ter que depender deles.

      mesmo estando uns 600 metros de distância do shopping, só atendem remoto (ammyy ou anydesk).

      Porque assim entre outras coisas eles podem “atender” dois ou três clientes de uma vez. Se o cara passar um minuto sem mover o mouse para mim é isso que ele está fazendo: me fazendo esperar enquanto atende outro.

      Tá difícil hein, não sei como escolhem na hora de contratar esse pessoal para suporte.

      Tenho razoável certeza de que essa gente ganha salário mínimo. Você aceitaria bater cartão e tolerar patrão por esse valor?

      Não se pode esperar muito do conhecimento técnico e boa vontade de quem aceita.

      Por que eles se dariam ao trabalho e custo de contratar alguém realmente capacitado se podem jogar o problema nas contas do cliente e do “outro” suporte técnico?

      VN:R_U [1.9.13_1145]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 4.968 Comentários

    Outro exemplo de como eles são fraquíssimos.

    Em um de meus clientes a instalação do sistema comercial era coisa para horas de máquina parada. Eu terminava toda a instalação básica da máquina deixando faltando apenas instalar o sistema e telefonava para o suporte. Encontrar um técnico desocupado para fazer o serviço já podia levar qualquer coisa entre minutos e horas mas o pior vinha na instalação: o cara tinha que instalar o Chrome para acessar uma conta no 4shared de onde ele baixava os instaladores (e isso porque a empresa deles tem site) e depois começava um complicado processo de instalação que parava o tempo todo (provavelmente porque o técnico estava atendendo outra pessoa).

    Depois de ver pela terceira vez um técnico instalar manualmente cada um dos muitos aliases do Borland Database Engine (BDE) de que o sistema precisava eu perdi a paciência. Como é que esses caras não sabem que a configuração é armazenada no arquivo idapi.cfg e é só copiar o arquivo de outra máquina? Eu não espero que um técnico de manutenção saiba imediatamente disso, mas o técnico de suporte de um sistema que requer o BDE deveria saber como funciona o BDE!

    Ainda por cima, a Borland obsoletou o BDE em 2000. Nada de significativo mudou em 17 anos!

    Aproveitei uma distração de um deles que não apagou os instaladores quando terminou, copiei tudo para o servidor e anotei o procedimento deles. A parte mais difícil que era configurar o BDE eu faço simplesmente instalando-o e copiando um diretório BDE “modelo” por cima depois.

    O que antes requeria horas eu passei a fazer sozinho em 10 minutos. Há pelo menos três anos eu não chamo o suporte para corrigir problemas de instalação desse sistema.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    • Snow_man - 121 Comentários

      Parabéns pelo esforço, é essa linha de pensamento de trabalho que procuro manter.

      VA:R_U [1.9.13_1145]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »