Se você tinha alguma dúvida de que a Mozilla tem uma fixação doentia pelo Chrome…

  1. Tudo começou com o sistema de releases freqüentes e sem sentido;
  2. Depois a interface mudou de tal forma que muitas vezes eu sou incapaz de dizer só de olhar se o browser aberto na minha frente é o Chrome ou o Firefox (a Mozilla jogou fora a  identidade do FF);
  3. Agora a Mozilla anuncia que o FF vai começar a suportar extensões do Chrome e o suporte a extensões próprias eventualmente será abandonado.

Mozilla:  uma empresa que já foi líder e hoje faz tudo ao seu alcance para se tornar irrelevante!

Ainda bem que ainda temos o Pale Moon, porque eu não consigo agüentar o Chrome.

15 comentários
  • Vagner "Ligeiro"

    Jefferson, isso é do motor de renderização. Não é que o “Firefox” vai virar o Chrome, mas sim que vai usar a mesma base que o Chrominium usa para mostrar as páginas. É o WebKit.

    Não tem nenhuma notícia, mas pelo que sei, o motor de renderização do Chrome é o chamado “Blink”, e é feito pelo próprio Google.

    Tenho usado o Opera, que é o mesmo motor do Chrominium, e acho bem mais estável e prático. O Firefox no meu note as vezes renderiza de forma esquisita e lenta. O Opera funciona redondo e com umas 10 abas abertas.

    O porém nisso tudo é que, ao que noto, quem é “usuário de risco” (geralmente o pessoal que procura pirataria na internet e usa os primeiros links que aparecem), tem um problema sério com quem usa Chrome (não vi isso no Opera ainda) – alguns adwares conseguem modificar facilmente a interface e comandos do Chrome para poder

    • Jefferson, isso é do motor de renderização. Não é que o “Firefox” vai virar o Chrome, mas sim que vai usar a mesma base que o Chrominium usa para mostrar as páginas. É o WebKit.

      Ué… mas se o browser vai usar as extensões do Chrome (e abandonar as próprias) e adotar o mecanismo de renderização do Chrome, o que falta para “virar o Chrome”?

      Se parece um pato, anda como um pato…

      • Vagner "Ligeiro"

        Não entendo esta visão preconceituosa sua. A diferença entre Opera, Chrome, Chrominium e Firefox está na apresentação e também como o software é integrado.

        Possivelmente o Firefox pode adotar o WebKit, mas ao mesmo tempo trabalhar com ele de forma mais segura, o que seria ideal em comparação ao Opera e ao Chrome, e também manteria o legado de ser estável e seguro.

        Chrome hoje não é estável e seguro.

        O Opera, que uso, funciona bem.

        Usei o PaleMoon por um tempo, mas acabei ficando no Opera. Isso pode no final acabar em uma discussão subjetiva aqui.

        • Preconceito?

          Eu não gosto do Chrome
          Eu não gosto do Opera

          Firefox segue de perto os passos do Chrome. Copia a UI, adota os complementos, abandona seus complementos, joga fora sua identidade como browser…

          É preconceito então eu não gostar da idéia? Eu é que não entendo por que você não entende. Basta seguir minhas tags “Firefox” para ter uma idéia do que eu espero de um browser. O Chrome só me atende no celular.

          • Vagner "Ligeiro"

            Preconceito é você já esperar algo pensando que vai ser daquela maneira, e assim ter um viés negativo a este algo.

            Se vê negativamente um Firefox com WebKit, bem, é sua visão, e noto um preconceito. Só aproveitei o espaço para tentar dar uma outra visão. Só que como falei, acaba isso sendo subjetivo, já que vai mais do jeito de usar e experiência individual do que de fatores técnicos. Não dá para mudar uma opinião assim.

            PS: Não vejo o Mozilla tendo uma fixação doentia, mas sim, devido a querer atingir um maior público que não o aceita, muda a interface para chegar próxima a quem já está em outras plataformas. “O artista vai onde o povo está”…

            • Vagner, a Mozilla não começou a copiar o Chrome hoje, nem ontem. Isso começou há muito tempo e coincidentemente ou não a reputação, a usabilidade e o market share do Firefox vem descendo rolando ladeira abaixo (era de 18% há dois anos e agora não passa de 12% no desktop). A Mozilla vem irritando usuários de longa data e desenvolvedores de extensões a torto e a direito.

              Esse artista está *abandonando o seu público* para ir atrás de um público que não o quer.

              Mas você espera que eu olhe para mais um movimento *nessa mesma direção* e pense “ahhh… desta vez a Mozilla pode ter razão…”.

              Daqui a pouco você vai me dizer que eu tenho que dar *mais uma* chance ao Linux, porque a visão atual que tenho dele “deve ser preconceito” e não estar fortemente baseada em minha experiência e necessidades pessoais.

              Vagner, esse é simplesmente o oposto da minha abordagem natural do mundo. Parafraseando uma frase muito conhecida: “Decepcione-me uma vez e a vergonha é sua. Decepcione-me duas vezes e a vergonha é minha”.

              • Vagner "Ligeiro"

                Tenho uma visão diferente da sua, que deixo para terminar este dialogo, pois já vi que não tem conversa aqui…

                “Decepção é o que mais existe no mundo, pois idealizamos demais e ficamos confortáveis naquilo que julgamos como tal… mas na hora que tudo desmorona, o que sobra?”

                Prefiro me adaptar a cada adversidade, do que esperar o outro me agradar ou se decepcionar… No mundo dos certos, todos estão errados. E no mundo dos errados, todos estão certos. ;)

                • Tenho uma visão diferente da sua

                  E tem todo o direito, caramba! Quando você finalmente perceber que *eu também tenho*, nós voltamos a conversar sobre o assunto.

                  • Vagner "Ligeiro"

                    Quando você fecha um argumento falando que “não presta”, sem deixar espaço para contra argumentar, não dá para conversar.

                    Deixei uma opinião sobre a experiência que eu tive e uma opção que pode ser que surpreenda ou não você. Não estou falando que você não tem direito de contra opinar.

                    Você tem direito de não gostar. Falar mal, depende… obviamente alguém vai vir e falar “olha, não é bem assim”, tal como faço agora. Retrucar falando “não gosto”, “è ruim”, “Números indicam que estou certo e você errado” só estraga a conversa.

                    Eu não quero ganhar uma discussão, só quero mostrar que há outros pontos a serem vistos.

                    “Ah, eu não gosto do Linux”, “Ah, eu não gosto do Chrome”. Total direito seu, e inegável. Só que se ficar enviesado só nesta visão, e isso digo como um leitor que gosta de seus textos, acaba lhe restringindo em uma pequena parte confortável do universo da informática.

                    Eu não lido com Linux (e admito – por pura preguiça), mas já operei um pouco e sei que uma hora posso precisar operar um deles – lembrando que Android é base Linux e muitos roteadores também. Não vou ficar criticando a toa.

                    Eu não uso o Chrome por motivos similares ao seu – necessidade de uso de mais abas, dificuldade de uso do mesmo e lentidão.

                    Usei o Opera, que é a mesma engine, e a experiência para mim é melhor. Mas boa parte das pessoas que atendo usa o Chrome, por isso tenho sempre que estar de olho nisso. E fora de casa, costumo usar o Chrome.

                    Usei o Firefox e tive alguns problemas de experiência de uso. O mesmo se deu no uso do Pale Moon (baseado em dicas que peguei aqui neste blog). Mas não renego que são bons navegadores, só eu que não me adaptei. Mas não falo mal e nem digo que não gosto.

                    Se eu não quisesse sua opinão, era eu simplesmente renegar a audiência e ser -1 nas estatísticas. E se algum amigo meu perguntasse se seus textos são bons, a recomendação seria negativa se fosse assim. Não é.

                    Então por favor peço que entenda um pouco os outros lados dos leitores. O blog é seu e a opinião é sua, mas isso não significa tratar mal quem passa por aqui, certo? ;)

    • O Opera funciona redondo e com umas 10 abas abertas.

      E o Palemoon funciona redondo com 775 abas abertas ;)

  • Intruder_A6

    Eu, por alguma misteriosa razão, continuo tendo problema de vazamento de memória mesmo usando o Palemoon, tem vezes que ele consome 5GB e às vezes até 8GB, e fica bem ruim, me obrigando a reiniciá-lo, não sei o que você faz de diferente que não tem problema???

    • Deve ser o tipo de site que você visita. Você usa Flash no browser? Eu não uso há muito tempo e meu Palemoon está usando apenas 1.2GB hoje.

      Você usa o Facebook? Aquela timeline virtualmente sem fim pode ser problemática. Acho que eu abro o Facebook no máximo uma vez por semana e só olho as notificações e saio.

  • Intruder_a6

    Uso o flash, e não sei como não precisar dele, tem alternativa que o substitua ??? O facebook, uso até menos que você.

    Eu gostaria de poder me ver livre do flash (no firefox ele vivia travando, mas no Palemoon ele resiste bem mais tempo sem me dar problema) mas tem alguns sites que visito em que o flash faz falta.

    • O Flash está bloqueado no Palemoon. Quando visito algum site e constato que *preciso* ver o conteúdo Flash, eu abro o link no Chrome.

  • Intruder_A6

    Desabilitei o flash no Palemoon, e vou observar o que vai acontecer.


Clique aqui para comentar.
OBS: Os links "Responder" não aparecem nesta página, mas aparecerão na próxima.Por favor use-os se estiver respondendo a um comentário.

Troquei o Firefox pelo Pale Moon. Até agora tudo bem.

PaleMoon_logo_ryan.com.brRelembrando:

Por isso decidi dar uma chance ao Pale Moon, que é essencialmente um Firefox otimizado para eficiência. A transição foi fácil, porque o Pale Moon aceitou os mesmos complementos e carregou os meus arquivos de sessão como se eu não tivesse mudado de browser. Só que este parou de gatilhar reclamaçãoes do Gmail.

O Pale Moon não congela mais por vários minutos antes de fechar como o Firefox. Ele simplesmente fecha. Isso ocorre por causa do meu absurdo número de abas abertas e já me acostumei com isso, até mesmo porque o Session Manager recupera tudo. Mas eu até prefiro que feche de vez, porque o tempo congelado me incomodava.

16/04/2015 – Desde que comecei a usar uma versão 64 bits do Windows (Windows 8.1 x64) há mais ou menos 120 dias, o Pale Moon deixou de fechar abruptamente.  Neste momento eu tenho perto de 3000 abas e o único problema que resta é que leva um minuto para abrir o Pale Moon. Mas como eu uso hibernação isso tem pouca importância.

O Pale Moon a partir da versão 25 não suporta mais o Windows XP na mesma build que as versões mais novas do Windows. É preciso baixar uma build específica para XP. Isso é ligeiramente inconveniente porque eu uso a versão Portable para, entre outras coisas, poder simplesmente alternar entre as versões do SO no meu desktop e sempre recomeçar de onde parei a navegação. Eu agora preciso antes copiar o meu “profile” entre as builds do Pale Moon (funciona). Isso é simples e rápido, entretanto. Mas eu sinto falta do “instantâneo”.

24 comentários
  • Intruder_A6

    Me interessei em testar este browser, uso o Firefox , mas o Firefox está sofrendo de gigantismo e isto já está me aborrecendo muito.
    O Pale Moon tem uma ferramenta que importa o profiles e todo o resto do Firefox mas ela só funciona com o firefox instalado para o Pale Moon instalado, o que eu quero é importar do firefox portátil para o Pale Moon portátil. Tem como ?

    • Sim. Se minha memória não falha, basta copiar todo o profile de:

      \Data\profile

      Para:

      \User\Palemoon\Profiles\Default

      Se isso não funcionar você ainda pode “pescar” só o que precisa.

  • Intruder_A6

    Copiei e até agora foi como se estivesse no Firefox, ele absorveu tudo, pelo menos o que testei até agora, inclusive abriu as mesmas abas que estavam abertas no Firefoox.

  • Intruder_A6

    E agora, como eu coloco ele em português ? No mais a experiência é exatamente a mesma que no firefox.

    • Xiii… esqueci de avisar que não tem versão em Português. Como eu leio inglês quase como se fosse português eu geralmente não percebo que estou usando outro idioma e a necessidade de avisar isso não me ocorre.

      Pelo menos, EU não sei como mudar o idioma.

    • Achei! Basta instalar um pacote de linguagem:
      http://www.palemoon.org/langpacks.shtml

      A tradução para pt-br ainda está incompleta e algumas coisas ainda vão aparecer em inglês.

  • Intruder_A6

    Ele absorveu tudo mesmo, até os componentes.

  • Intruder_A6

    Achei fácil pelo Google um componente para conversão para Português do Brasil, tão fácil que nem deveria ter feito esta pergunta aqui, era obvia demais. Já estou usando o Pale Moon em português do Brasil.

  • Intruder_A6

    O que estou achando falta é do botão de voltar (que eu uso muito), e até agora não achei como colocar. Quem sabe daqui a pouco eu consiga.

    • Que botão? Este?
      [img]http://ryan.com.br/blogs/quicktalk/wp-content/uploads/2014/12/PaleMoon_BackButton.jpg[/img]

  • Intruder_A6

    Obrigado, consegui achar.

  • Segundo o que é dito aqui, a versão 25 do Pale Moon se distancia bastante do código do Firefox. Se algo não funcionar direito, especialmente complementos, é recomendável testar a versão 24 para ver se isso resolve.

  • Intruder_A6

    Vou testar com bastante cuidado o Pale Moon para ver se realmente ele resolve os problemas do Firefox, até agora ele realmente parece mais ágil.

  • Intruder_A6

    Minha impressões sobre o Pale Moon:

    Não trava o plugin do Flash Player (que no Firefox é uma constante comigo), demora bem mais tempo para roubar toda a memória do micro, o firefox é bem mais rápido nisso, mas …

    Eu estou sendo muito importunado (realmente muito) por adwares no Pale Moon, por exemplo: quando clico com o botão da direita do mouse em alguma página WEB no Pale Moon ele abre um pagina de propaganda de um antivírus ou página de site de jogos (por exemplo), e outras chateações desse tipo, o que não acontece com o Firefox (até parece que o Pale Moon já veio com um maldito vírus embutido).

    Que porra é esta ? Será que a versão do Pale Moon Portable que eu peguei no site especializado de aplicações portáteis veio com vírus ou um maldito spyware).

  • Intruder_A6

    Já estou usando bastante o Pale Moon, e estou gostando bastante, em breve devo largar o Firefox de uma vez, mas …

    Como eu posso importar o profiles do Firefox no android para o Pale Moon, alguém sabe ?

  • Comecei a usar a versão 25 portable 64bit.
    Para ele existe o pack portugues de Portugal pois o BR ainda está em construção. Instalei PT mesmo mas não funcionou, continua em inglês. :(

    • Intruder_A6

      Também observei este problema. Acho o Pale Moon muito bom, mas ainda tem algumas coisas que pode melhorar.

  • Jefferson, continua com o PaleMoon? Achei que aqui está um pouco lento e abri os dois, Pale e Firefox ambos com 390 abas (mesmo profile, a não ser alguns plugins que o Pale não aceitou) e veja o resultado:
    [img]http://ryan.com.br/blogs/quicktalk/wp-content/uploads/2015/03/memoriapalexfirefox.jpg[/img]

    :huh:

  • Lucas Santana

    gostei muito desse Pale Moon, o visual é muito bom, o layout tambem facilita, o mozilla era muito amplo, gosto desse estilo clássico de abas

  • Intruder_a6

    O palemoon funciona bem melhor que o firefox, mas ele também tem um serio problema de vazamento de memória. As vezes estou usando (e sem abrir tantas janelas assim) e observo que ele começa a ficar um pouco lento, e quando vou verificar ele está consumindo mais de 5 Gbytes de memória, e ai só fechando e reabrindo (problema semelhante ao firefox) para que ele volte a funcionar bem.


Clique aqui para comentar.
OBS: Os links "Responder" não aparecem nesta página, mas aparecerão na próxima.Por favor use-os se estiver respondendo a um comentário.

Nova tentativa de usar o Firefox 31 fracassou. O danado usa memória RAM demais.

Eu sei que meu caso é complicado, mas mesmo assim…

Como o Gmail passou a implicar comigo por ainda estar usando o Firefox 11, decidi tentar outra versão. Apesar da mais recente ser a 33, comecei pelo Firefox 31, que eu já havia tentado usar em setembro sem sucesso. por ser a última versão disponível ESR. No momento eu estou com 2100 abas no Firefox e a sessão é carregada em cerca de 30 segundos. Veja o consumo de RAM logo depois do FF estar pronto para uso:

ProcessExplorer_FirefoxPortable11_ryan.com.br

“Apenas” 911MB de RAM. A memória total que tenho disponível no meu XP de 32 bits é 3.21GB.

Apesar disso não estar aparecendo na imagem, a versão usada é a portable. Por razão desconhecida o “stub” loader da Portable Apps nesta minha instalação se encerra logo depois de Firefox.exe ser carregado.

Nesta versão eu uso onze complementos

Fechei a versão 11, copiei o arquivo .session com minha sessão de 2100 abas para o diretório correto do Firefox 31 ESR recém instalado (instalei apenas os complementos Session Manager, Flashgot e All tabs Helper) e dei partida. De cara eu senti a diferença no tempo para carregar a sessão. Levou muito mais tempo, que eu não pensei em cronometrar. Mas o que me assustou mesmo foi isso aqui:

ProcessExplorer_FirefoxPortable31ESR_ryan.com.br

O Firefox 31 ESR, nas mesmas condições que o Firefox 11, consome 500MB a mais. Vendo de outra maneira: consome 50% a mais de RAM! E para quê?

E olha que nestes testes eu só carreguei uma das 2100 abas abertas.

No segundo teste que fiz para cronometrar, o tempo de carregamento da sessão foi ainda pior. Depois de 10 minutos esperando, desisti e matei o Firefox 31.

Eu pensei: será que essa minha versão do FF 11 tem algum ajuste lá em about:config que fiz e esqueci? Alguma extensão está ajudando em vez de atrapalhar? Instalei então uma nova cópia do Firefox 11 portable, com os mesmos três complementos e a mesma configuração básica. O resultado foi este:

ProcessExplorer_FirefoxPortable11_limpo_ryan.com.br

Perceba que o “stub” loader da Portable Apps está aí, mas mesmo somando o consumo de RAM dos dois, ainda consome menos que na minha instalação principal.

Como se pode ver claramente, para alguém com os meus requerimentos o Firefox 31 é um retrocesso.

12 comentários
  • Ricardo Macagnan

    é verdade, já não é de hoje que tenho reparado que o FF está cada vez mais pesado a cada nova versão. Está quase tão pesado quanto o IE. Já estamos ficando sem muitas opções de navegadores para usar, já que o Chrome é praticamente o “primo pobre” do IE…

  • Intruder_A6

    Infelizmente a versão 33.0 é tão ruim como! Cada vez que sai uma nova atualização eu tenho a esperança (vã) de que desta vez eles resolvam o terrível consumo de memória (e os problemas com o flashplayer), mas este não é o problema pior, o pior mesmo é o terrível Adobe Flashplayer, que frequentemente trava ou apenas consome recursos demais (e a minha máquina tem 12 GB), tem momentos que fica tão ruim que sou obrigado a fechar e abrir novamente o FF para poder usar ele e para que não atrapalhe o funcionamento dos outros programas. Se existisse uma boa alternativa sem perder os recursos do FF eu mudava na hora. E Flashplayer é muito útil, pena que ele funciona tão mal com o FF, será que tem alguma alternativa decente?

    Eu também uso o FF portable, mas mesmo na máquina em que ele está instalado a situação não é melhor.

    Não sei onde vai parar o FF, mas a impressão que tenho é que está dando problema de estouro de memória e travando no flashplayer cada vez mais rápido, está cada vez mais difícil de utilizar o FF.

    • Não é das melhores soluções, mas o que eu faço é usar o Firefox para tudo que não envolva Flash (o que é 99% da minha navegação) e uso esse plug-in no Chrome apenas.

  • VR5

    O que os colegas acham do Safari?

    • Saulo Benigno

      Safari? No windows? Sei que ele é morto. Tem mais de ano que ele morreu.

      Mas Jefferson, eu não entendi muito, o que é o Firefox ESR? Qual a diferença dele para o ‘original’?

  • Matuto

    Jefferson, tu já testou isso daqui:

    http://www.rizonesoft.com/firemin/

    Eu usei durante um tempo e depois esqueci de instalar novamente. Então vi agora meu Firefox 33.0.1 consumindo 450mb de RAM e instalei novamente. Caiu pra 12mb imediatamente com as mesmas janelas abertas.

    • Obrigado pela dica!

      Já baixei e estou testando. De cara ele parece provocar uma redução absurda. Neste momento meu Firefox tem 1.5GB em “Private bytes” e devia ter algo próximo disso em “working set” (WS). Mas ao rodar o Firemin o WS caiu para espantosos 20MB.

      Ao abrir uma página o WS fica oscilando entre 6MB e 300MB, como se o Firemin brigasse com o Firefox. Ao desligar o Firemin o WS subiu lentamente até 1GB. Eu ainda preciso verificar se isso é uma ilusão que provoca mais problemas que vantagens por isso só vou poder opinar mesmo depois de alguns dias de uso.

    • Já foi reprovado no primeiro teste. Meu Firefox periodicamente trava, consumindo uns 30% de CPU atribuída a um processo de kernel (fica vermelho no Process Explorer) e fecha sozinho depois de alguns minutos. Eu esperava que isso fosse devido ao uso de memória mas aconteceu a mesma coisa usando o Firemin e com o Firefox reportando meros 40MB de WS.

  • Marcio

    Jefferson, você está usando o adblock plus?
    Ele consome quantidades massivas de memoria, dependendo da quantidade de ads que uma página tem.
    Eu ficava intrigado com o meu firefox frequentemente estar na casa dos 800mb e pesquisando na net vi muita gente falando do adblock plus, devido a forma que ele usa para bloquear as propagandas mandendo o layout da pagina, acaba consumindo muita memoria.
    Removi o adblock plus e vi a quantidade de memoria usada pelo firefox cair pela metade com o mesmo padrão de uso.
    Claro que tem o incoveniente da volta dos ads.
    Estou pesquisando alternativas, mas ainda nao cheguei a um substituto a altura em termos de funcionalidade.

  • Matuto

    Bom… no meu Firefox aqui está tudo normal e com o consumo baixo.

    Uso o Adblock Plus e no momento estou com quatro abas abertas e uma delas no Youtube rodando um show (Edson Lima canta pra caralho!).

    O plugin do Flash Player tá usando 78mb e o Firefox oscila entre 17 e 12mb.

    Lembrando que o meu Firefox não é portable, uso no Windows 7 Pro de 64bits, e a versão é a última.


Clique aqui para comentar.
OBS: Os links "Responder" não aparecem nesta página, mas aparecerão na próxima.Por favor use-os se estiver respondendo a um comentário.

Acho que esbarrei no limite de abas suportado pelo Firefox 11 no Windows XP: 2300 abas.

E não é que a dupla Firefox 11 + Session Manager não seja capaz de suportar mais abas. Talvez até seja, mas não no Windows XP de 32 bits. O sintoma é que com o Firefox aberto o resto do Windows começa a ter um comportamento bizarro. Programas não querem mais abrir ou começam a travar, elementos visuais não aparecem mais… Os sintomas se parecem muito com o de esgotamento de recursos do qual o Windows 9x sofria. Infelizmente o problema de recursos do Windows 9x era documentado e podia ser mantido sob controle, mas não existe qualquer informação sobre como acompanhar isso no XP.

Tentei atualizar para o Firefox 31, mas este não conseguiu funcionar sequer com uma sessão reduzida de 1400 abas. O programa até roda, mas fecha sem aviso várias vezes por dia.

O jeito foi dividir minha sessão de 2300 abas em duas e alternar entre elas.

4 comentários
  • Pereirão

    Desculpe a curiosidade de um cara que, apesar de acompanhar seu blog já a algum tempo, não tem nada a ver com isso, mas você precisa dessa quantidade pornográfica de abas e, se precisa, por que?

    • Eu prefiro chamar de “obscena”. Mas acho que “pornográfica” também se aplica :D

      Eu já expliquei algumas vezes, aqui mesmo ou no Buzz. O problema é que “bookmarks” não se ajustam ao meu modo de fazer pesquisa. Quando estou lendo um texto e esbarro em links interessantes, abro tudo em abas e vou ler depois. Daí cada aba aberta pode desencadear uma ou mais abas. Até aí nada diferente do que muita gente faz. Porém o mecanismo de sessões do Firefoxx mantém todas as abas agrupadas naturalmente por assunto (eu sempre sei ao chegar a uma aba que o que me levou a abri-la foi algo que li em uma aba à sua esquerda) e memoriza a posição da página em que você estava lendo. No mecanismo normal de bookmarks se eu salvasse a página e reabrisse poderia não saber onde eu parei de ler nem porque razão achei o texto interessante. Mas no mecanismo de sessões a página é reaberta exatamente sobre o parágrafo certo. E tudo isso sem que eu precise fazer nada a mais. Nada para salvar. Nenhuma nota explicativa é requerida. Nada de pensar em uma descrição para a página ou motivo para o bookmark. Tudo se auto-explica pela relação entre as abas e a posição em que as páginas estão abertas.

      Isso preserva um rastro do meu raciocínio que eu hoje acho indispensável.

  • Joca

    Acho que o problema aqui nem é a quantidade de abas no Firefox e sim que em 2014 você ainda utilize Windows XP…

    • Eu e mais “alguns” milhões de pessoas (cerca de 300 milhões de computadores ainda rodam XP). O market share do XP ainda estava em 23% em agosto.

      E o que eu usaria? Linux? Mac OS?

      Porque eu já perdi a conta das vezes em que expliquei aqui e no Sete Problemas porque eu não me adapto ao 7. E o 8 é ainda pior.

      E sou inteligente o suficiente para a suposta vulnerabilidade do XP ser irrelevante. O *único* problema que me incomoda é a falta de suporte a mais que 4GB de RAM. Nada mais.

      Então, é uma questão de pesar prós e contras. Enquanto eu não encontrar meios de tornar a experiência com o 7 tolerável no dia a dia, vou usar XP.


Clique aqui para comentar.
OBS: Os links "Responder" não aparecem nesta página, mas aparecerão na próxima.Por favor use-os se estiver respondendo a um comentário.

Testando uma nova extensão para Firefox: Tab Control

Eu uso a extensão Tab Mix Plus (TMP) com apenas um propósito: ter a opção de abrir novas abas com CTRL+T ao lado da que estou lendo. O comprtamento padrão do Firefox, de abrir novas abas no final da lista de abas, pode fazer sentido para pessoas “comuns”, que só usam meia dúzia de abas. Mas qualquer um que trabalhe normalmente com dezenas de abas não vê lógica nenhuma nessa restrição.

Porém o TMP começou a me chamar a atenção negativamente. Sempre ao fechar o Firefox, uma enorme demora, seguida por uma mensagem do Firefox avisando que o TMP está demorando a responder e depois outra demora.

Há algum tempo o TMP era a única opção que conhecia para resolver meu problema, mas fiz nova pesquisa hoje e descobri nesta página duas outras extensões que fazem isso:

Eu optei por Tab Control por ser uma extensão bem mais simples. Super Tab Mode tem muito mais opções que não preciso e por isso tem o potencial de me criar problemas, como acontece com o TMP.

Porém desativar o TMP veio com um efeito colateral inesperado. Era ele que diferenciava as abas inativas das ativas no Firefox 11, tentando imitar o funcionamento do Bartab. Ainda estou vendo se dá para conviver com isso.

2 comentários
  • Jefferson, não tem 100% à ver com o assunto do addon, mas você ainda usa a versão 3.6 do FF ou já migrou pra alguma mais nova?

    Eu tive que desistir do Firefox pois cada versão dele estava ficando mais pesada e travando mais que a anterior..

    Uso em 3 maquinas diferentes com configurações bem diferentes, e ele as vezes com 2 abas só de eu alternar a aba ja travava e ficava alguns segundos pra voltar, isso em qualquer hardware..
    Nuca fui fã do Chrome por sua interface minimalista demais e falta de addons “de verdade”, mas estou muito satisfeito com a troca, apesar de algumas frustrações às vezes, mas o Firefox ultimamente só me decepcionou!
     

  • PS.: Agora que ví que você está usando a versão 11, como acompanho seu blog por Feed leio de trás pra frente :p


Clique aqui para comentar.
OBS: Os links "Responder" não aparecem nesta página, mas aparecerão na próxima.Por favor use-os se estiver respondendo a um comentário.

O Firefox Portable funciona muito bem

Em dezembro de 2010 2011, por uma razão que não me recordo agora, eu passei a usar o Firefox 3.6.12 portable e gostei muito. Depois, por causa do meu problema com abas, em abril deste ano eu comecei a usar o Firefox 11 portable e é o que estou usando até agora. Essas versões permitem que eu, simplesmente copiando um diretório, transfira todo o Firefox de um computador para outro (entre notebook e desktop, por exemplo) e recomece o meu trabalho de onde parei. Tudo vai junto: cache, favoritos, extensões, sessões…

Nota: meus links estão indo para as versões mais recentes das respoectivas “gerações” do Firefox não por que eu queira: eu não tenho os links originais de onde baixei as versões que estou usando.

Infelizmente não dá para usar duas versões portable ao mesmo tempo na mesma máquina. Isso resolveria alguns de meus problemas (e agravaria minha tara por abas, claro).

6 comentários
  • O Firefox Sync (padrão no Firefox desde a versão 4, acho), faz exatamente isso. Já experimentou?

    • Já. Testei justamente quando saiu o FF4.
      https://profiles.google.com/117578158927571476541/posts/FvGKXuquQUh

      ” O Firefox Sync também não funciona direito. Não há feedback algum e é falho. Supostamente, todas (é o que diz a propaganda) minhas abas abertas em um computador poderiam ser acessadas no outro. Mas das minhas 664 abas eu estimo que no máximo haviam 100 disponíveis no outro PC.

      OK. Tenho certeza que para a maioria dos usuários 100 abas já está bom demais (para mim, é extremamente baixo), mas é absurdo, do ponto de vista da programação, não haver um aviso “você ultrapassou o limite máximo tal – seu sync será incompleto” para evitar que o usuário só descubra isso quando precisar, não? “

      Isso pode até ter melhorado nas versões recentes do FF, mas não aposto nisso.

    • Fiz novo teste hoje, sincronizando com meu notebook. O Sync disse que eu podia continuar o que estava fazendo que o processo ia ocorrer em background. Depois de duas horas, nada estava sincronizado. Desliguei tudo e saí. Mais quatro horas depois eu liguei o notebook e os complementos apareceram sincronizados, mas nenhuma das mais de 1000 abas do desktop apareceu no notebook.

      Minha impressão não mudou. O Sync continua sendo uma boa idéia porcamente implementada pela Mozilla.

       

  • É uma pena, pois a idéia do Sync é boa…

  • Tentei usar o Sync mas ele perdeu vários favoritos meus, 2x.

    Depois disso passei a usar o SyncPlaces aí sincronizava através do Dropbox, agora estou usando o Chrome e o sincronizador dele pro meu uso funciona muito bem. 

  • Anaufabeto

    Sempre usei a versão 3.6.8 sem problemas. Atualizei para a versão 13 e fiquei muito contente com o visual mais atualizado. Mas, infelizmente o browse trava o pc completamente. Acer dual 4gb win 7 home premium. Desabilitei os add-ons e ainda assim o problema não foi solucionado. Vou tentar o 11. Espero que o 13.0.1 seja corrijido rapidamente.


Clique aqui para comentar.
OBS: Os links "Responder" não aparecem nesta página, mas aparecerão na próxima.Por favor use-os se estiver respondendo a um comentário.

Com o Firefox 11, minha tara por abas alcançou novo recorde.

Para quem não lembra ou não me conhece, um lembrete/aviso:

  • Não, eu ainda não vou explicar porque tenho tantas abas ;)
  • Eu não vou repetir aqui o que já expliquei antes. Tenho vários outros textos sobre essa minha tara por abas, começando por este e passando por este, este e este. Edit: Ainda tem este.

Usando o Firefox 3.6 eu começava a ter problemas sérios após passar das 800 e tantas abas. Depois de um ponto indeterminado, comprometia a sessão de tal forma que eu não podia mais consertar removendo abas para outras janelas e salvando como sessões separadas.

Então, não me lembro por quê, eu comecei a usar o Firefox 11 portable. Lentamente fui forçando os limites do browser até que hoje, após alcançar a marca de 1858 abas, decidi parar para fazer uma “arrumação”, dividindo tudo em duas sessões diferentes. Para isso usei os recursos do Session Manager.

  • Salvei a sessão de 1858 abas;
  • Pedi para abrir uma sessão e selecionei a que acabara de salvar, porém, usando a facilidade de escolha de abas que o Session Manager oferece nesse momento, desmarquei todas as abas que eu não queria nessa sessão.
  • Com o primeiro grupo de abas aberto, salvei em uma sessão específica.
  • Mandei abrir de novo a sessão de 1858 abas, tomando o cuidado de selecionar apenas as outras abas.
  • Salvei de novo.

Com isso fiquei com duas sessões salvas. Uma com cerca de 700 abas contendo apenas páginas de produtos em diversas lojas e a outra com todo o resto.

Eu só decidi fazer isso porque, apesar das 1858 abas não estarem provocando nenhum problema grave, eu estava tendo que conviver com os seguintes problemas menores:

  • Uso constante de 50% da CPU pelo Firefox após ativar um número incerto de abas. Eu acredito que era “só” 50% porque o Firefox ficava restrito a um dos núcleos do meu dual core. Senão seriam 100%;
  • Grande demora para fechar o Firefox, sempre dando erro de “script demorando para responder” relacionado ao Tab Mix Plus;
  • Após ativar um número incerto de abas, não conseguia abrir mais nenhuma. A aba abria sempre em branco;
  • Às vezes, após sair da hibernação, o Firefox vinha “todo preto”. Mas ao clicar na janela tudo voltava ao normal. Isso me fazia temer a escassez de recursos de GDI que pode derrubar o Windows;
  • Mesmo com poucas abas realmente ativas o Firefox estava consumindo facilmente mais que 1.4GB de RAM.

Eu ainda uso o Windows XP de 32 bits (só posso usar pouco mais que 3GB de RAM) e uso vários outros programas ao mesmo tempo, por isso existe um limite físico para até onde essa minha “tara” pode crescer ;)

Graças a essa maior “flexibilidade” do Firefox 11, eu abandonei definitivamente o Firefox 3.6.

12 comentários
  • Saulo Benigno

    Jefferson você usa o grupo de Abas? Ou tudo em uma janela só? Todas a mil em uma linha direta?
     
    Eu tenho um bocadinho, mas todas separadas por grupos…

    • É impraticável usar o recurso de grupos de abas do Firefox com minha quantidade de abas. A interface visual onde é feito esse agrupamento fica leeeeenta de doer. Se fosse possivel agrupar simplesmente arrastando os títulos das janelas, provavelmente eu usaria grupos.

      Então eu divido as coisas por janelas. É muito mais fácil e rápido no Firefox abrir uma nova janela e arrastar abas de uma para outra (funciona sem stress com minha quantidade obscena de abas) do que tentar usar grupos. Mas ainda assim, uma única janela ainda fica com mais de mil abas.

      Eu não me perco porque a extensão “Search tab” me leva rapidamente para o assunto ou aba que estou procurando.

       

  • Heinsenberg

    Também tenho problemas desse tipo. Meu computador pessoal é tem uma instalação com mais de 10 anos e eu nunca limpei a lixeira, nunca. Não vou entrar em detalhes do porque nunca limpei, tenho meus motivos, mas me gera um grande problema pois sempre tenho que adicionar mais HD´s para suportar o tamanho da lixeira. Atualmente são 12 HD´s com capacidade de mais de 10 teras para manter tudo em ordem.

    Estou pensando em migrar para o windows 7 pois o gerenciamento da lixeira é bem melhor do que o do win 95. 

    • A frase “cada doido com sua mania” me vem imediatamente à mente. :P

      Mas acho que você está falando do XP, não? Será realmente uma proeza você ter chegado a esse ponto ainda usando o Win9x.

  • andreribeiro

    Po Jefferson, ele te superou….kkkkkkkkk
    Parece até aquele cara, referido num dos causos do Flávio Xandó (ForumPcs), que guardava os arquivos na lixeira. O Xandó foi e zapp, passou o rodo… o cara ficou louco!!!

    • Olha, eu nunca me deparei com algo assim, mas sempre tive o cuidado de só apagar lixeiras com autorização. Houve uma época em que até para apagar aquivos temporários eu pedia licença. :)

      Eu tenho até um amigo que tem uma lixeira de verdade no quarto onde ele guarda tudo, menos lixo. Como eu disse, cada doido com sua mania. :)

  • Lucas

    Cara, eu sou viciado em deixar abas abertas, todos os amigos ficam reclamando disso, mas vc realmente me superou, 1800+ abas…
    Então, eu uso somente o Tab Mix plus pra gerenciar tudo isso, porem nao uso grupo nenhum de abas.
    Quais funções vc mais usa dele pra dividir essas abas e outros complementos que vc me indicaria?

    • Hoje, eu uso apenas o “Tab Control” e o “Search Tab 2.0”. Nem o Tab Mix Plus eu uso mais. E desisti de procurar um complemento que agrupe as abas. Todos são lentos demais para lidar com tantas.

  • Lucas

    E eu não gostei muito dele, pois quando abro o firefox ele recarrega todas as abas, o que demora muito e deixa o firefox Extremamente Lento. Fora isso ele é quase perfeito.
    Você sabe se tem como não recarregar todas as abas juntas?

    O que você gostou no “Tab Control” e no “Search Tab 2.0″ ???

    • Eu ainda uso o Firefox 11 e o meu só recarrega automaticamente uma aba de cada janela. Se não me engano, eu ativei em Opções -> Geral -> Só carregar ao selecionar.

       

      Tab Control: Me permite abrir toda e qualquer busca em nova aba e forçar toda nova aba a abrir à direita da atual

      SearchTab: localizar uma aba pelo título

       

  • E ai Jefferson, tudo certinho?
    então, tava buscando no google sobre o assunto, para resolver meu problema e vim parar aqui…

    eu tenho uns 50 complementos instalados no Firefox 21.0, e como tu deve imaginar(e saber eu imagino) ele ta travando direto(e fechando), por que eu também abro muitas abas numa tacada só, ou então entro num site e quando vou ver to com 40~50 abas abertas de coisas pra ler e dali eu não paro mais de abrir abas kkkkkk

    gostaria de saber se você conhece alguma alternativa ao “Load Tabs Progressively” pelamordedeus?
    Preciso de um add-on que faça com que TODAS as abas que eu abrir só carreguem quando eu abrir elas, ou então que carregue uma por uma… será que podes me dar uma força?

  • Bronco

    Putz, e eu achando que minhas cinquenta e poucas abas abertas eram coisa de maluco, kkkkkkkk!!!


Clique aqui para comentar.
OBS: Os links "Responder" não aparecem nesta página, mas aparecerão na próxima.Por favor use-os se estiver respondendo a um comentário.

Testando complementos de anotação de página (“post it”) para o Firefox

Eu comecei a falar sobre essa minha necessidade em julho de 2010 no Buzz. Nada do que eu testei na época conseguiu me agradar. Mas há algumas semanas eu fiz nova pesquisa e encontrei duas extensões que aparentemente funcionam bem.

Nota: estou usando o Firefox Portable 3.6.25

  • Internote v3.01 – Eu havia testado o Internote antes, mas o programa ainda estava na V2 e os bugs eram muitos. Agora funcionou direito na primeira tentativa, mesmo com 900 abas abertas;
  • FloatNotes 0.7.0.6 – Não funcionou na primeira tentativa. Nenhuma anotação era criada. Passou a funcionar “do nada” depois que eu abri uma página em uma nova janela. Aí o complemento passou a funcionar mesmo com uma única janela;

Eu prefiro o Internote porque ele tem um gerenciador de anotações onde eu posso ver tudo o que anotei e exportar para vários formatos e importar do formato próprio do complemento.

As anotações ficam “ancoradas” no ponto da página onde você as coloca. Assim você pode ter uma anotação para a página, no topo dela, e anotações para parágrafos e fotos espalhadas por ela.

Isso está sendo muito útil quando analiso produtos no mercadolivre, ebay, bic, dx, glb, etc. Às vezes o produto parece interessante, mas há um detalhe importante que o desqualifica mas não se percebe imediatamente. Eu faço notas sobre isso para evitar que eu compre o produto mais tarde, por engano. Também anoto quando eu vi algo melhor em outra loja.

9 comentários
  • NOVECENTAS abas???  O_o Tem certeza? Se com 20 aqui, o Firefox já vira um devorador de RAM, imagino com isso tudo.
     
    Lembrando de um desenho do Pica-Pau: Essa viagem é realmente necessária? :lol:

  • “tu tá” com a memória curta Luciano. :D

    Já comentamos sobre isso no Buzz, mais de uma vez. E você já entrou na discussão. Não estou pronto para deitar no divã e discutir minha tara por abas ainda :lol:

    E eu já passei de 1200 abas.

    • Walter R. Gomes

      Só pra completar, eu sei que o Jefferson usa versões antigas do Firefox, mas no 10.0.2 (e já deveria existir antes, eu que nunca havia ido atrás), em opções>geral você pode setar “só carregar abas ao selecionar”, eu tou com um caminhão de abas abertas aqui, mas não carregadas. Vou até testar esse plugin, já que tem aba que deixei aberta e nem lembro mais por quê :P

      • Isso existe desde o FF4, mas tem uma diferença para o comportamento do complemento que eu uso (bartab) que não recordo agora.

      • Eu estou testando o Firefox 11 e acabo de lembrar: O problema é que o Firefox não faz uma distinção visual entre as abas carregadas e as não carregadas. Isso me irrita. Porém instalar o Session Manager resolve o problema, porque as abas não carregadas ficam com o título em vermelho e itálico.

        Porém o que me impede mesmo de usar qualquer versão do Firefox superior à 3.6 é que nenhuma delas funciona com o Direct Folders. Total “deal breaker” para mim, porque ainda não encontrei um substituto tão bom quanto ele.

  • Julião

    Testei ambos e o FloatNotes apresentou o mesmo problema de só funcionar ao abrir “em nova janela”, porém ele não passou a funcionar na janela original de jeito nenhum (Firefox 10.0.2), só fui testar ele porque inicialmente estava com problema com o Internote em foruns, as notas apareciam em todas páginas do fórum e nas configurações principais dele não tinha as opções pra considerar a URL inteira, mas aí eu encontrei essas opções no menu contextual sobre a própria nota, só desmarcar a opção Ignore Parameters foi suficiente.
    Obrigado pela dica Jefferson, não conhecia essas extensões e já me peguei mais de uma vez me perguntando por que determinada aba estava aberta ou por que salvei “aquele” site nos favoritos :D

    • só desmarcar a opção Ignore Parameters foi suficiente.

      Obrigado pela dica. Eu provavelmente iria esbarrar nisso em algum momento.

  • Saulo Benigno

    Será que isso no 11 é resolvido? :)
    Sim foi lançado… impressionante.


Clique aqui para comentar.
OBS: Os links "Responder" não aparecem nesta página, mas aparecerão na próxima.Por favor use-os se estiver respondendo a um comentário.

A Mozilla quer aperfeiçoar o RSS.

Espero que funcione.

Um dos problemas com o RSS que contribui para a popularidade do limitadíssimo twitter na transmissão de notícias em tempo real é que o twitter sempre operou em modo PUSH, ou seja, uma vez que você publique algo, imediatamente (ou quase – depende da velocidade do servidor) todos os seus seguidores conectados recebem sua atualização. No caso do RSS sempre foi usado o sistema PULL, onde o leitor/agregador consulta periodicamente o feed para saber se existe uma novidade. Isso é suficientemente bom para muitos casos, mas como a popularidade do twitter demonstra, não em todos. Por exemplo, nenhum usuário do Muambator precisaria também ser seguidor deles no twitter para ter atualizações “mais próximas do tempo real” (nada é em tempo real com os Correios).

Pois a Mozilla quer trazer a tecnologia PUSH para o browser. Se for feito direito, eu só vejo vantagens.

3 comentários
  • Saulo Benigno

    Falando em Push, sabes que o WordPress tem plugins para isso, certo?
    http://wordpress.org/extend/plugins/pushpress/
    Dá uma olhada.. ;)
    Mais sobre
    http://www.blueglass.com/blog/google-push-update-and-why-pushpress-plugin-for-wordpress-is-a-must/

  • luciano José da silveira

    Já tinha lido alguma vez sobre isso mas que depende também do lado cliente.

    http://meiobit.com/38964/posts-em-tempo-real-no-google-reader/

    O RSS precisava ser evoluído para algo semelhante ao que ocorria no Google Buzz.

    O Tópico do feed não carrega os comentários, logo tenho que ir para a pagina para poder ler os comentários.

    Outro problema é a falta de inteligência no agrupamento e talvez deveria ser tratado nos clientes, tipo abri um relato num bugtrac como o Mantis e assinei o feed para me manter informado do andamento. Se ocorreram 5 atualizações no relato eu recebo como 5 tópicos, sendo que seria mais produtivo que eu pudesse ver todos como apenas um tópico com o conteúdo dos 5.

    • mas que depende também do lado cliente.

      Sim, não há como fazer o PUSH sem o cliente esperar por isso.

      O Tópico do feed não carrega os comentários, logo tenho que ir para a pagina para poder ler os comentários.

      Infelizmente é preciso assinar também o feed de comentários se você não quiser perder nenhum.

      sendo que seria mais produtivo que eu pudesse ver todos como apenas um tópico com o conteúdo dos 5.

      Os sistemas que suportam isso chamam o agrupamento de “digest”.


Clique aqui para comentar.
OBS: Os links "Responder" não aparecem nesta página, mas aparecerão na próxima.Por favor use-os se estiver respondendo a um comentário.