Por dentro do modem roteador WiFi Technicolor TD5136V2

Mais fotos e informações virão mais tarde. Estou agilizando a publicação de material acumulado.

Note que essa placa parece idêntica à do TD5130v2. Tão parecidas que eu achei que tinha colocado a mesma foto nos dois posts. Mas localizei duas diferenças: na outra existe um conector para antena WiFi externa (canto inferior esquerdo da placa) e está ausente o conector da porta serial. São detalhes tão discretos que parece o jogo dos sete erros.

Technicolor_TD5136V2_board_DSC02104_700_ryan.com.br


Clique aqui para comentar.

Por dentro do modem roteador WiFi Technicolor TD5130V2

Mais fotos e informações virão mais tarde. Estou agilizando a publicação de material acumulado.

Technicolor_TD5130V2_board_DSC02070_700_ryan.com.br


Clique aqui para comentar.

Por dentro do modem roteador WiFi Technicolor TD5130

Mais fotos e informações virão mais tarde. Estou agilizando a publicação de material acumulado.

Technicolor_TD5130_board_DSC02086_700_ryan.com.br


Clique aqui para comentar.

Por dentro do modem roteador WiFi D-LINK DSL-2730B

Mais fotos e informações virão mais tarde. Estou agilizando a publicação de material acumulado.

D-LINK_DSL-2730B_board_DSC02016_700_ryan.com.br


Clique aqui para comentar.

Por dentro do modem roteador WiFi D-LINK DSL-2640B

Mais fotos e informações virão mais tarde. Estou agilizando a publicação de material acumulado.

D-LINK_DSL-2640B_board_DSC02039_700_ryan.com.br


Clique aqui para comentar.

Por dentro do modem roteador WiFi ZTE ZXV10 W300

Mais fotos e informações virão mais tarde. Estou agilizando a publicação de material acumulado.

ZTE_ZXV10_W300_board_DSC02050_700_ryan.com.br

Componentes principais

  • Trendchip TC3162U – CPU
  • Trendchip TC2205F
  • Trendchip TC3086ADSL2/2+ analogue front-end
  • MC34063 – Conversor DC-DC
  • MP1482DS – Conversor DC-DC
  • Winbond W25Q64 – Flash SPI de 8MB
  • Winbond W9825G6JH – SDRAM de 16M x 16 bits (32MB)
  • Ralink RT3390L -WiFi

Como se pode ver o W300 tem 4x a memória RAM e a flash que o W300S.

O outro lado da placa não tem nada de importante, exceto o botão de reset.

ZTE_ZXV10_W300_board_DSC02068_320_ryan.com.br

A porta serial

ZTE_ZXV10_W300_board_SerialPort_DSC02065_ryan.com.br

Parâmetros: 115200, 8N1

 


Clique aqui para comentar.

Por dentro do modem roteador WiFi ZTE ZXV10 W300S

Não confunda o W300S com o W300. Este último em alguns mercados parece idêntico mas tem 4 portas LAN em vez de uma. O W300 brasileiro é bem diferente.
zte_zxv10_w300s_ryan.com.br

ZTE_ZXV10_W300S_board_DSC01491_700_ryan.com.br

Escrito na placa: AZR82 V1.0

Componentes principais

  • Winbond W9864G6JH – SDRAM 4M x 16bits (8MB)
  • Trendchip TC3162UE – CPU
  • Trendchip TC3086ADSL2/2+ analogue front-end
  • Ralink RT3390L – WiFi 802.11n
  • Winbond 25Q16VBS – Memória flash SPI de 2MB
  • AX6613 – Regulador Linear de 1A, low dropout
  • UTC MC34063 – 1.5 A, Step-Up/Down/Inverting Switching Regulators
  • MP1482DS – Conversor DC-DC

 

ZTE_ZXV10_W300S_board_DSC01489_detalhe_antena_ryan.com.br

Detalhe da antena

ZTE_ZXV10_W300S_board_DSC01488_320_ryan.com.br

No fundo da placa ficam apenas os LEDs

A porta serial

ZTE_ZXV10_W300S_board_serialport_DSC01492_ryan.com.br

Parâmetros: 115200, 8N1

Bootlog:

O bootlog desse modem é o menor que já vi.

Note que lá no início você tem a oportunidade de pressionar qualquer tecla para entrar no “debug mode”.  Mas chutando eu não consegui descobrir nenhum comando. Mais sobre isso adiante.

Mais adiante veja que o firmware diz qual o nome de administrador:

TMAR#ZTV5.5.0a

No fim ele pede para pressionar ENTER quando então é pedida uma senha, que é a senha do administrador configurada no modem. Após digitar a senha os seguintes comandos ficam disponíveis:

Pelas mensagens do boot pude apurar que o TP-Link TD-W8961NB e o TP-Link TD-8901N usam firmwares parecidos. E graças a isso pude descobrir que o comando para obter o help do debug mode é “ATHE”. Aqui está a lista completa fornecida pelo modem:

Quando você tem a senha do “GOD Mode” tem acesso a mais comandos. A senha, que é baseada no endereço MAC do seu modem, pode ser obtida usando o ATEN Password Generation Script do hacker PiotrBania. A lista de comandos estendida é esta:

Mesmo sem estar no “GOD Mode” é possível usar o protocolo XMODEM (uma gambiarra útil que existe desde 1977), disponível em programas como o Teraterm, para transferir arquivos entre a memória do modem e o PC usando apenas a porta serial.

Para fazer o dump do conteúdo inteiro da flash use o comando: ATDO bfc00000, 200000

Note que os dois números acima são hexadecimais. ‘200000’ (200KB em decimal) corresponde a 2MB em hexa.

O endereço inicial bfc00000 depende do modem e é obtido lá no bootlog, na linha que diz:

Leva cerca de 3min30s para fazer o download de 2MB por esse processo. Se você não está familiarizado com XMODEM, tenha em mente que após iniciar o download no modem você tem que dizer ao programa que você está usando que quer receber um arquivo. No Teraterm isso fica em File -> Transfer ->XMODEM -> Receive.

teraterm_xmodem_receive_ryan.com.br

Tenha em mente que um dump de flash inteira contém também o bootloader e arquivos de firmware para update “normal” não contém bootloader. Então esse dump não pode ser usado para instalação normal sem ser editado antes.

Dump disponível para download aqui.

Infelizmente alcancei uma barreira. Eu preciso pelo menos de uma amostra do firmware para poder aprender como instalar o firmware via porta serial. E para deduzir como transformar um dump em arquivo de firmware usável eu também preciso de uma amostra. Mas o único link para esse firmware que consigo encontrar na web é o endereço http://www.zte-xdsl.com/300s/Firmware.rar que não funciona mais. Se alguém tiver esse firmware, por favor contribua.

4 comentários

Clique aqui para comentar.
OBS: Os links "Responder" não aparecem nesta página, mas aparecerão na próxima.Por favor use-os se estiver respondendo a um comentário.

Por dentro do modem roteador WiFi Sagemcom F@ST 5350GV

Não tenho nada de interessante a dizer sobre esse aparelho ainda. Só estou documentando.

Sagemcom_F@ST_5350_GV_board_DSC01277_700_ryan.com.br

Componentes principais

  • CG3211QIR – HPNA
  • CG3213QIR – HPNA
  • Broadcom BCM6302 – WiFi
  • 32260-FM1 – Interface telefônica
  • TISP61521 (2x) –   Dual Forward Conducting P-Gate Thyristors
  • MP201 – Não identificado
  • MPDD8725- Não identificado – Possivelmente conversor DC-DC
  • TC4431 – Mosfet drivers

 

Sagemcom_F@ST_5350_GV_board_DSC01285_700_ryan.com.br


Clique aqui para comentar.

Por dentro do modem roteador WiFi D-Link DSL-2730R

Esse modem costumava ser distribuído pela GVT
DSL-2730R_A1_Image L(Front_GB)_640_ryan.com.br

DSL-2730r_DSC01896_700_ryan.com.br

Componentes principais

  • Ralink RT5390RL – WiFi
  • Ralink RT63087N –
  • Ralink RT63365E – CPU
  • W9825G6JH – Memória SDRAM de 16M x 16bits (32MB)
  • MXIC 25L640 – Memória flash SPI de 64Mbit (8MB)
  • IT7672M (2x) – Conversor DC-DC step-down

DSL-2730r_DSC01908_320_ryan.com.br

O fundo da placa não tem nenhum componente

A porta serial

DSL-2730r_DSC01899_700_portaserial_ryan.com.br

Parâmetros: 115200, 8N1

Cuidado ao fazer soldagem nos pontos TX e RX. As trilhas que saem delas são finíssimas e no meu primeiro modem eu demorei demais a fazer a soldagem em RX e a trilha se rompeu. Eu tive que usar outro modem porque não tenho a habilidade para reparar uma trilha tão fina ainda.

Neste modem você precisa usar a porta serial para o procedimento de recuperação do firmware.


Clique aqui para comentar.

Por dentro do modem roteador WiFi Thomson / Technicolor TG580v2

Esse modem costuma (ou costumava) ser distribuído pelas operadoras ADSl Oi e GVT/Vivo.

TG580v2_DSC01910_700_ryan.com.br

Componentes principais:

  • LV1482S (2x) – Conversor DC-DC step-down
  • EM639165TS – Memória SDRAM de 8Mx16bit
  • PSB 5061 – SoC
  • PSB 6970V
  • MXIC 25L1606 –  Memória SPI Flash de 16Mbit (2MB)
  • Atheros AR9271 – WiFi

 

TG580v2_DSC01927_320_ryan.com.br TG580v2_DSC01923_detalhe_antena_ryan.com.br
 O fundo da placa não tem nada importante  Detalhe da antena WiFi embutida

Recuperação de firmware

Se você ligar o modem com o botão reset pressionado o bootloader do modem carregará um mini servidor web disponível no endereço 192.168.1.1, com o objetivo de fazer o upload de firmware. Você pode encontrar firmwares para Oi e GVT no site oficial do fabricante.

A porta serial

TG580v2_DSC01928_detalhe_portaserial_ryan.com.br

Parâmetros: 115200, 8N1

A não ser que o bootloader seja apagado você sempre poderá instalar firmware facilmente, então a porta serial não é tão importante quanto em outros modems. Eu vou mostrar o que aparece somente para fins de documentação.

O modem oferece um menu de opções se você pressionar a barra de espaço três vezes no momento correto:

Note que o firmware é produzido pela Arcadyan, que é conhecida por complicar as coisas para quem quer fuçar com o firmware.

Se você teclar um ponto de exclamação entra no modo administrador e novas opções serão exibidas.

 

4 comentários
  • Marcio

    Eu ia perguntar qual o plugin que você usou para exibir a saída serial do modem, mas inspecionando o código da pagina vi que é o Crayon Syntax Highlighter, muito legal esse plugin, a exibição ficou bem elegante.

  • Aparentmente é possível de fazer o dump do firmware usando um script python chamado brntool, conforme é sugerido aqui.


Clique aqui para comentar.
OBS: Os links "Responder" não aparecem nesta página, mas aparecerão na próxima.Por favor use-os se estiver respondendo a um comentário.

Por dentro do modem com roteador Wi-Fi Sagemcom F@ST 2764 GV

Sagemcom_F@ST_2764_GV_DSC01229_670_ryan.com.br

  • RAM: 2x Etrontech EM6AB160 (64MB cada) Datasheet
  • Ikanos IKF6850
  • Ikanos FXS60
  • Marvell Link Street 88E6171 – Controle das 4 portas Lan Gigabit
  • Marvell 88E1119R – Controle da porta WAN
  • Coppergate CG3211QIR – Modem HPNA Datasheet
  • Coppergate CG3213QIR – Interface com a linha telefônica analógica para o CG3211  Datasheet
  • Atheros AR9227 – Interface Wi-Fi
  • MP6211DN (2x) – Current-Limited Power Distribution Switches Datasheet – Provavelmente controle de energia nas portas USB;
  • BF795 – Conversor DC-DC usado em meia dúzia de pontos da placa;

No fundo, apenas uma flash Macronix (MXIC) MX29GL256 (32MB) e um conversor DC-DC.

Sagemcom_F@ST_2764_GV_DSC01256_670_ryan.com.br

Detalhe do WiFi

Próximo ao Atheros AR9227 temos uma EEPROM 24C08. Não estou certo de por que a interface wireless precisa de sua própria EEPROM.

Sagemcom_F@ST_2764_GV_DSC02259_DetalheWiFi_700_ryan.com.br

Como você pode ver o roteador tem duas antenas impressas ANT1 e ANT2 (parecem “F”s se destacando acima e à direita) e no caminho para elas existem dois conectores WJ4 e WJ5 (que parecem ser do tipo U.FL) que talvez permitam a conexão de antenas externas. Entretanto você pode ter que desativar as antenas internas para que isso funcione e o modo mais fácil de fazer isso seria removendo os resistores R235 e R234, mas isso ainda é teórico.

14 comentários
  • Intruder_A6

    Conheço este modem VDSL2 usado pela GVT por fora, mas por dentro é a primeira vez. Como você conseguiu ele para abrir ?

    • Na OLX tem aos montes para vender. Quebrado, funcionando, bloqueado, desbloqueado…

      Essa cobaia está com defeito. Durante a operação começa a travar e mudar o firmware não resolveu.

  • Anderson

    Tenho um desse aqui em casa, firmware ver. 8440, bloqueado até os dentes,,, queria desbloquear a porta WAN ETH para usá-lo como roteador, será que é possível instalar algum firmware tipo Open WRT?

  • jaumxd

    Teria como resetar ele acionando manualmente um dispositivo similar ao CMOS das placas mãe de PC. No caso do PC vc identifica os pinos CMOS e com um aparato metálico dá contato nos 2. Estou perguntando pois meu modem não reseta mais para os padrões de fábrica pelos meios convencionais (botão na parte de trás e interface do navegador)

  • Consumo do aparelho simplesmente ligado na tomada, com wifi ligado mas ninguém conectado: pouco mais que 8W. Medido com Powerbay-SSM.

  • LuizHBH

    Olá Jefferson, eu acompanho seu trabalho desde os firmwares pros DVD Philips (2005) num forum argentino da época e agora, reencontrando seu site, tive uma duvida aqui.

    Esse modem F@st 2764 é um notorio LIXO no que diz respeito à WiFi dele, que alem de pouco alcance, ainda é instável. Quando vi a foto da placa, notei dois conectores proximos ao chip ATHEROS. Eles me parecem conectores de antena semelhantes aos de alguns equipamentos de celular rural. Imagino que esse que voce abriu nao tinha antena acoplada ali, correto?

    Você conseguiria testar e comprovar isso? Pois creio que a solução pra esse sinal ruim poderia estar nessas antenas, quero dizer, na FALTA dessas antenas!

    Obrigado !

    • Sim, são conectores para antena. Não lembro o nome desse conector agora mas eu tenho alguns e qualquer dia desses vou testar com antena externa. Pode não ser tão simples quanto conectar a antena porque às vezes você tem que cortar a antena interna e/ou ativar os conectores.

      Eu e o amigo Josè Carneiro fizemos testes com o O WiFi desse aparelho e achamos o alcance bom. Entretanto achamos o funcionamento inteiro do roteador instável, mas como só tivemos acesso a aparelhos descartados pela GVT, todos podem estar defeituosos.

    • Se não estou enganado, é conector U.FL
      https://en.wikipedia.org/wiki/Hirose_U.FL

      Mas ainda preciso testar.

  • André alisson

    Ola estou com um roteador deste, e consegui desbloquear ele dando downgrade no firmaware e mudando seus arquivos de scripts. A função dhcp pode ser desativada e usá-lo como um segundo roteador mais apenas conectando o cabo nas portas lan como em roteadores de operadoras normais a porta Wan não obtive sucesso nenhum nela, mais pelo menos conseguir usar ele como 2° roteador.

    Bom minha duvida é a seguinte, como de costume gosto de adaptar uma antena externa maior no lugar das fixas dos roteadores e como este a antena é interna resolvi abrir ele e me deparei com esses dois conectores WJ4 e o WJ5, e ao pesquisar vi que eles são do tipo UFL, mais ao ver o comentário do amigo Jefferson que talvez tenha que desativar as antenas internas para poder usar a externa por estes conectores fiquei numa duvida cruel, e infelizmente na minha cidade não vende os cabos e conectores para ele, so pelo mercado livre ai fiquei com medo de compra e sem ter sucesso, amigo teria como Vc testar depois e nos ajudar aqui se com uma antena ou duas externas nos conectores vai melhorar muito o sinal ou pouco ou vai dar conflito com as antenas internas?

    Desde já agradeço e espero respostas…

    • Não tenho tempo para essa experiência agora, mas acrescentei uma seção ao post explicando como isso teoricamente poderia ser feito neste modelo.


Clique aqui para comentar.
OBS: Os links "Responder" não aparecem nesta página, mas aparecerão na próxima.Por favor use-os se estiver respondendo a um comentário.

Por dentro do roteador Wi-Fi TP-LINK TL-WR340G v4.0

TP-LINK_TL-WR340G_DSC01291_670_ryan.com.br

Este aparelho usa quase os mesmos componentes do TP-LINK TL-WR720N V1 e a organização da placa também é muito parecida.

  • SOC Atheros AR9331
  • RAM Zentel A3S28D40FTP – 128Mb (16MB) Datasheet
  • Conversor DC-DC na entrada: AZ34063 Datasheet
  • Flash EON (cFeon) F16-100 – 16Mb (2MB) Serial Flash Memory

A fonte original é de 9Vx0.6A.


Clique aqui para comentar.

Por dentro do roteador Wi-Fi TP-LINK TL-WR720N V1

A versão 2 deste aparelho tem uma antena externa.

TP-LINK_TL-WR720N_V1_topo_ryan.com.brTP-LINK_TL-WR720N_V1_fundo_ryan.com.br

Este roteador é bem difícil de abrir. Além dos quatro parafusos no fundo, seis travas precisam ser deslocadas. Espero que mostrando aqui onde elas estão a tarefa seja mais fácil. As quatro travas das extremidades são liberadas puxando a tampa branca para fora. As duas centrais empurrando para dentro.

TP-LINK_TL-WR720N_DSC01259_640_travas_ryan.com.br
TP-LINK_TL-WR720N_DSC01261_670_ryan.com.br

 

Este aparelho usa quase os mesmos componentes do TP-LINK TL-WR340G v4.0 e a organização da placa também é muito parecida.

  • SOC Atheros AR9331
  • RAM Zentel A3S28D40FTP – 128Mb (16MB) Datasheet
  • Conversor DC-DC na entrada: AZ34063 Datasheet
  • Flash EON (cFeon) QH16-104 – 16Mb (2MB) Serial Flash Memory

Placa com inscrições 2050500234 Rev:1.0

Tem uma porta serial mas ainda não tentei usá-la.

A fonte original é de 9Vx0.6A. O conversor agüenta até perto de 30V na entrada mas o capacitor é de 16V, por isso com 12V você já está abusando.

TP-LINK_TL-WR720N_antena_DSC01267_ryan.com.br

Detalhe da antena

TP-LINK_TL-WR720N_SolderSide_DSC01272_670_ryan.com.br

Os terminais 4 e 5, 7 e 8, estão em curto em cada um dos três conectores RJ45 e a ligação não é visível.Por isso não dá para usar esse aparelho no caminho de um PoE DIY.


Clique aqui para comentar.

Modem ADSL e roteador Wi-Fi EDUP EP-DL520G

100V-240V 54M Wireless ADSL2 Modem Router EP-DL520G New – BuyinCoins.com.

Eu já me desfiz desse modem e testei-o por pouco tempo, por isso não vou poder falar muito dele. E só me lembro de algumas coisas:

  • Feito sob encomenda para um provedor chamado “Qwest”;
  • Aparentemente é o mesmo modem que o  Actiontec GT701-WG – Firmware disponível aqui (não testei);
  • Opções de configuração limitadas, comparando com roteadores modernos;
  • Configuração confusa;
  • O alcance me pareceu ruim;
  • Apesar do que diz o anúncio, não encontrei opção para WPA2. Apenas WPA;
  • Metade dos “LEDs” na frente são só enfeite;
  • usuário padrão: “edup”, sem senha.


2 comentários
  • Marcos

    Comprei um destes e não tenho do qe reclamar.
    Ele funciona muito bem e tem boa estabilidade.
    No site de firmware, tentei atualizar mas não foi possível.
    Há tempos pesquisei na internet e um cara conseguiu rodar o ddwrt nele, mas nunca tentei.

  • Tiago

    Eu também comprei este modem roteador. Mas não consigo conectar usando meu usuário terra. Sou cliente speedy, e minha conexão é de 1MB. Será que é um modem para conexões mais rápidas ou aldo do tipo que seja incompatível com minha conexão?

    Att,
    Tiago


Clique aqui para comentar.
OBS: Os links "Responder" não aparecem nesta página, mas aparecerão na próxima.Por favor use-os se estiver respondendo a um comentário.

Testando o TP-LINK TL-WR1043ND

TL-WR1043ND foi comprado em conjunto com o TL-WR841ND do qual comecei a falar em outro post e pelo mesmo motivo: alcance. Eu tenho três clientes residenciais com problemas e quero ter opções a oferecer. A TP-LINK jura que esse modelo, com suas três antenas e a tal tecnologia SST oferece o máximo em alcance. Vamos ver.

Custou R$135. R$55 (70%) a mais que o 841ND. Foi adquirido no mesmo vendedor e veio no mesmo pacote para diluir o frete.

Diferenças entre ele e o 841ND:

  • Uma antena a mais (mas são menores que as do 841ND);
  • Permite a conexão de um HDD USB ou pendrive para funcionar como Media Server, File Server ou FTP server;
  • Todas as portas são gigabit;
  • LEDs na frente do aparelho. Os LEDs do 841ND, em cima do aparelho, são irritantes.
  • Fonte de energia: 12V x 1.5A (o 841ND requer 9V x 0.6A) Tenha em mente que a fonte precisa ser capaz de alimentar o roteador mais qualquer geringonça USB que você conecte a ele. Gosto de aparelhos que usam 12V.

Tirando o menu que trata da porta USB, todas as outras funcionalidades parecem idênticas. Haviam umas poucas diferenças, mas sumiram quando atualizei o firmware do 841ND.

O roteador realmente só me importa se tiver um alcance maior que o 841ND. Nem gigabit, nem porta USB me interessam (nunca botei muita fé no desempenho), mas já que estou com o aparelho vou testar.

Atenção ao usar o setup do aparelho. O design é em três colunas, sendo que a da direita, com a Ajuda, muitas vezes fica “por cima” das opções na coluna central. É preciso ficar atento à barra de rolagem horizontal para perceber que existem mais opções ocultas.

É possível acessar qualquer funcionalidade, usando além do endereço IP do roteador, o nome de domínio “tplinklogin.net”. Essa funcionalidade está vindo nos novos firmwares TP-LINK aparentemente para todos os roteadores desde o ano passado.

Para acessar o setup: http://tplinklogin.net/

Para acessar o drive USB: \\tplinklogin.net\

É claro que isso só funciona na rede local.

Testando a porta USB

Antes que alguém pergunte: não, o roteador não suporta impressoras, nem qualquer outra coisa que não seja do perfil Mass Storage! Edit: suporta impressoras sim, nas versões mais recentes do firmware oficial. Leia a seção de comentários.

Me conectei direto a uma das portas gigabit, por cabo. Na porta USB eu conectei um HDD de notebook, que funcionou normalmente alimentado apenas pelo roteador.

Quando o roteador “monta” o volume, acende um LED rotulado “USB”.

Suporta volumes NTFS. Testado com uma única partição de 60GB.

Velocidade de gravação do HDD USB quando conectado ao desktop: 22MB/s

Velocidade de gravação do HDD USB quando conectado ao roteador: 2.5MB/s

Notar que espera-se de uma rede de 100Mbps bem configurada apenas 8MB/s, que ainda é o triplo do alcançado. Mas eu estava conectado a 1000Mbps (gigabit), que costumeiramente oferece pelo menos 50MB/s. Percebe-se com isso que o desempenho da porta USB para gravação é patético, só servindo para casos específicos (usar como FTP server, por exemplo).

Na hora de ler o que está gravado o desempenho é um pouco melhor. Variou de 4.8MB/s a 6MB/s (não fica estável, mesmo transferindo arquivos grandes).

O volume pode ser acessado com facilidade de qualquer computador da rede apenas digitando o IP do roteador no explorer. O nome do compartilhamento (o default é “Volume1”) vai aparecer na lista.

Controle de acesso ao drive

É possível criar usuários (com respectivas senhas) que terão acesso ao drive USB, com permissões somente leitura ou acesso total. Aparentemente quem não tem a senha sequer consegue listar o conteúdo. Essa funcionalidade já bate muito dispositivo metido a NAS que vi por aí, que escancara o conteúdo para qualquer um com acesso à rede.

Inicialmente eu levei uma surra, porque após habilitar o acesso o dispositivo recusava qualquer par usuário/senha que eu usasse. Mas reiniciar o roteador e o PC resolveu o problema.

Não é possível determinar que usuário tem acesso ao que. Todo usuário cadastrado tem acesso ao drive inteiro. Só o que muda é se tem permissão de escrita ou não.

O firmware instalado no aparelho, apesar de ser de abril de 2011, ainda é o mais recente disponível hoje, 18/02/2012.

Firmware Version:
3.13.4 Build 110429 Rel.36959n
Hardware Version:
WR1043ND v1 00000000
39 comentários
  • tarcisiocjr

    Ryan, se não me engano tu pode habilitar a função de print server no 1043nd se utilizar a DD-WRT.

    http://www.dd-wrt.com/wiki/index.php/Printer_Sharing  

    • Obrigado pela dica. Eu estava ciente da compatibilidade com DD-WRT, mas não sabia que o DD-WRT tinha função de print server.

  • ViniS

    Todos os roteadores que permitem ligar Mass Storage, tem péssimo desempenho no NTFS.
    Se usar o EXT2 ou EXT3, melhora o desempenho. 

    • Seguindo sua dica eu formatei o HDD como EXT2 usando o KDE Partition Manager do Ubuntu. Conectando ao roteador, o LED USB até acende, mas o compartilhamento não aparece. Fui checar no setup e encontrei a mensagem:

      “No volumes found. Plug an external USB drive into this Router, wait for 10 seconds and then rescan the volume.”

      Como a documentação da TP-LINK só menciona FAT32 e NTFS, fui checar e confirmei minha suspeita: o firmware da TP-LINK não suporta os sistemas de arquivo do Linux.

      Eu já estava mesmo pensando em testar com FAT32. E fiquei mais animado para fazer isso quando li todo o texto.

    • Confirmado: formatar como FAT32 traz ganhos tanto na leitura quanto na escrita:

      escrita: entre 8 e 8.5MB/s (estável)

      leitura: entre 5.8 e 7MB/s (instável)

      Para mim estes valores estão de muito bom tamanho. Mas o roteador está com a CPU praticamente livre. Não sei se ele manteria esse desempenho com a rede wireless em uso normal.

      O problema é que FAT32 não suporta arquivos maiores que 4GB. Se eu precisar de suporte a isso, vou ter que instalar DD-WRT e usar uma partição Linux, o que traz outros inconvenientes.

    • Acabei de constatar que o firmware aceita discos com múltiplas partições. Dividi o HDD de 60GB em uma partição primária de 10GB FAT32 e o resto numa partição primária NTFS. Dois compartilhamentos, Volume1 e Volume2 foram criados ao plugar o disco no roteador.

      Isso ajuda a minimizar o problema, mas ainda não é uma solução ótima.

  • ViniS

    É no mínimo sem noção um sistema baseado em linux não suportar o seu formato nativo.

    Se a performance de leitura/gravação fosse algo crucial para o seu caso, o ideal seria instalar um OpenWRT ou DD-WRT.

    Veja um gráfico de comparação:
    http://img831.imageshack.us/img831/9743/32801851.png 

    Com os sistema de arquivos linux, com destaque ao HSF+, dá para conseguir até 22MB/s de gravação

    No FAT32 conseguiram até 17MB/s
     

    • Para mim, na prática, 17MB/s ou 22MB/s são velocidades irreais, porque para conseguir isso só mesmo com conexão gigabit. E eu não tenho um único cliente ou amigo usando rede gigabit ainda. Caramba… meu desktop tem placa gigabit há anos mas o resto da minha rede é 100Mbps.

  • Confirmado: o 1043ND é vulnerável a um ataque brute force com o reaver-wps se o WPS (QSS) estiver ligado, mesmo com a versão mais nova (hoje) do firmware. Consegui “invadir” o meu em cerca de duas horas, a uma taxa de 3 PINs por segundo. Mas desabilitar o QSS no setup realmente fecha essa porta.

    • Jarbas Linns

      Jefferson,
      comprei um router desse e coloquei na minha empresa com um HD de 500 para usar como servidor de arquivos, o problema que encontrei é q ele só permite 5 usuários simultâneos, após isso os outros compartilhamentos das outras maquinas ficam inativos. Vc ja se deparou com esse problema ? Tem alguma solução pra isso ?

  • Erick

    Ryan, e o alcance do sinal melhorou ? estou pensando em comprar um para melhorar o sinal no meu quarto.

  • Intruder_A6

    Já tenho um destes há muitos meses, ele realmente não me dá dor de cabeça. Cheguei a testar com o firmware DD-WRT (não lembro qual versão) e perdi a suporte a arquivos NTFS (apesar de gostar dos recursos que ele acrescentava), o que eu não gostei nada, e acabei voltando para versão original da TPLink.
    Cheguei a atualizar a versão do firmware (firmware da TPLink) e o resultado é que por alguma razão a conexão ficou horrível, a minha rede sem fio ficou terrível, e o pior é que começou a colocar lixo dentro da minha rede Gigabit praticamente inviabilizando a comunicação (eu tenho uma rede gigabit com algumas máquinas com suporte a ela e o switch principal não é o wifi da TPLink, mas é também um TPLink de 8 portas gigabit), e acabei desistindo de atualizar o firmware.
    Também já tinha feito uns testes com pendrive USB e HD externo, e o desempenho foi medonho, principalmente para mim que tenho uma rede gigabite, eu prezo muito pela a velocidade nas transferências dos arquivos.

  • Ryan,
    Segue uma outra sugestão de firmware
    http://www.gargoyle-router.com/wiki/doku.php?id=tp-link_tl-wr1043nd
    A gargoyle da outra vida pra esse roteador – ficou muito melhor que o DD-WRT – essa é baseada na OpenWRT.
    Estou usando aqui e ficou show de bola !

    • Jorge

      Show de bola, inclusive, quanto a transferência de arquivos e reprodução de filmes, por exemplo?
       

  • Intruder_A6

    O que este firmware tem de interessante ? Tem suporte a NTFS por exemplo ? Como é a usabilidade ?

    • Pelo que eu entendi, é basicamente uma GUI para o firmware OpenWRT. Os recursos são os mesmos, só mudando o que a GUI expõe.

  • Marcoliti

    Tenho este roteador com dd-wrt, o unico problema é qd ligo meu disco usb 2teras para storage nao reconhece..dá essa mensagem:
    Block device, size 1.819 TiB (1999664930816 bytes) DOS/MBR partition map Partition 1: 232.8 GiB (249957842944 bytes, 488198912 sectors from 256) Type 0x07 (HPFS/NTFS) First 896 KiB are blank Status: Not mounted – Unsupported file system or disk not formated 

    Nao dá para usar ext pq tb ligo o disco as vezes diretamente com ao pc…

    A galera tem alguma ideia..será que com openwrt consigo…?? 

    • Você e particionou e formatou esse HDD em que OS? XP ou Vista/Seven? A mensagem diz que só encontra uma partição de 232GB e mal formada. Eu suponho que particionado pelo XP isso não aconteça, mas no momento é puro chute.

  • Marcoliti

    Qd comprei formatei usando windows 7.. aparentemente o disco nao tem partiçoes…tou usando mais de 1tera…vou ter que experimentar com outro disco…

    Já experimentei com uma pen drive de 8gb e tava tudo bem…será que tem limite de gb o dd-wrt o proprio roteador? 

  • Desde que eu comecei a escrever sobre esse roteador a TP-LINK colocou no ar dois novos firmwares para ele. O primeiro datado de 10/02 (mas não estava no site no dia 18/02) supostamente lida com o problema do WPS. O segundo firmware é ainda mais interessante, porque dá suporte a impressão na porta USB.

  • José Luiz

    Ryan, tudo bem?
    Dei uma olhada nos testes e fiquei especialmente preocupado com as taxas de leitura/gravação da porta USB. Por isso estou com a seguinte dúvida:
    Se eu conectar o adaptador wireless (dongle) que veio com minha TV e ligar o meu HDD externo de filmes full HD neste TP Link WR1043ND, conseguirei assistir tranquilamente aos filmes sem travamentos?
    Vi que o adaptador original da TV é de 300 Mbps e o WR1043ND também, contudo, as taxas de leitura/gravação dos testes através da porta USB não pareceram satisfatórios. Será que terei problemas?
    Obrigado pela ajuda.

    • O que você quer fazer envolve variáveis demais para que eu possa fazer qualquer afirmação nesse sentido. Mesmo que a velocidade de leitura fosse satisfatória (temo que não seja), você está querendo se conectar via wireless, que é um meio repleto de incertezas.

  • Uma consulta de um cliente fez que eu apressasse os testes do novo firmware.

    Sobre o problema no WPS:

    Não existe nada claro no firmware e nenhum arquivo TXT o acompanha. É preciso fazer um teste com o reaver-wps em um outro dia para ver o que realmente a TP-LINK fez. Mas ainda é possível desabilitar o WPS, logo não é um problema.

    Sobre o servidor de impressão:

    Aí eu tive uma agradável surpresa. Tenho duas impressoras aqui: uma HP Laserjet P1005, que aparece na lista de compatibilidade, e uma Epson Stylus T25, que não aparece. Conectei primeiro a T25, mas como era esperado ela não apareceu na lista do software controlador. Pluguei a P1005 e ela apareceu imediatamente. Fiz uma impressão sem problemas.

    Em seguida veio outro surpresa: teimosamente, pluguei de novo a T25 e ela apareceu imediatamente na lista! Fiz uma impressão via rede e tudo funcionou perfeitamente!

    O método da TP-LINK é interessante. Além do software controlador de impressão da TP-Link, é preciso instalar o os drivers da impressora em cada máquina de onde você vai imprimir. Isso a princípio parece um inconveniente desnecessário, mas no final não é. O driver da impressora sequer fica sabendo que a impressora não está conectada via USB. O que o controlador da TP-Link faz é redirecionar via rede toda impressão para aquela impressora. O software da Epson até mostra (ou parece mostrar) o nível de tinta dos cartuchos!

    melhor ainda: É possível usar um hub USB e ter mais de uma impressora conectada e um HDD USB, tudo funcionando ao mesmo tempo. Fiz um teste preliminar e o controlador TP-LINK lista as duas impressoras, e consegui imprimir em ambas, além de enxergar o HDD USB via rede.

  • hhanzo

    Olá Jefferson, Em relação ao alcance, qual a distância máxima que você já conseguiu um sinal razoável com esse roteador? Valeu!

  • Luciano Matias

    Olá Jefferson,
    Você saberia me dizer se haveria algum problema eu passar o WR1043ND para OPENWRT estando com o firmware mais novo da TP-LINK? Quando comprei veio com a versão 110429 aí atualizei para a última 120405. Agora estou querendo colocar o OPENWRT. Testei o DD-WRT 18777 e achei ele meio instável. Não aceitou uma subnet diferente que eu colocava aí então voltei para firmware da TP-LINK que faz o que quero e achei mais estável. Agora vou me aventurar no OPENWRT e quem sabe mais pra frente no Gargoyle.
    Um abraço!

  • Mauro

    Bom dia,
    Qual o aplicativo que devo baixar para utilizar a impressora neste roteador?
    grato,
    Mauro
     

  • Bauer

    Olá Jefferson, obrigado por seu artigo!
    Já liguei a minha multifuncional Samsung SCX-4200 na porta USB do roteador, e funciona perfeitamente para imprimir e até mesmo para escanear a partir dos notebooks da rede Wifi! Mas, colocando meu HUB-USB Encore (que não tem fonte), só dá para usar a impressora mais um pendrive. Colocando no hub-usb um HD externo Samsung, ele não funcionou. Ou seja, parece que falta energia!
    Daí, te peço a gentileza de detalhar/informar que “fonte” devo usar no roteador e qual o “hub-usb” que vc usou? Se possível, diga os modelos q funcionam e uma base de preço.
    Grato,
    Bauer

  • Andrioni

    Jefferson, sensacional teu artigo sobre o router. 
    Comprei um essa semana e já tinha verificado que a transferância USB é uma porcaria. Moro num apartamento grande e para ter acesso em toda área, tive que colocar o modem num lugar alto e só acesso via wifi.
    A dúvida é: nas tuas aventuras, alguma dica pra melhorar a taxa de transferência pro HDD-USB via wifi?

    PS.: estou usando o últmo FW original disponível no site da tp-link. 

  • Rodrigo

    Olá Jefferson, comprei este roteador hoje e só consigo fazer ele funcionar com um PENDRIVE de 4GB, quando tento usar um HD externo (Tipo de notebook) ele não aparece na área de “STORAGE CHARING”. O que pode ser isso, já fiz de tudo, formatei o HD em FAT32, NTFS, já tentei acessar do windows, do mac. Tem alguma dica?

    []s! 

  • Gerson

    Olá Jefferson.
    Como vai o funcionamento do Roteador1043? Vou comprar um esta semana e descobri que temos as mesmas impressoras. Minha dúvida é? posso ligar um hub e ligar as impressoras e um HD externo? Se possível, vai dar na medida para mim. Obrigado. Gerson

  • Gerson

    Realmente. Não prestei muita atenção. Obrigado pelo retorno.Gerson

  • Dayanne

    Olá! Jefferson.
    estou querendo comprar este roteador para minha casa quanto ao alcance dele qual e o máximo? para jogos online, videos (filmes online, videos de musica) funciona sem travamentos?
    tenho 02 notebook, 1 PC (via Ethernet) e uma impressora HP via cabo usb.

  • Saulo Benigno

    É verdade, estava lendo os testes e sobre o que mais você queria, alcance melhor, você não comentou.

    O alcance é tão bom quanto? :)

    Fiquei curioso também

  • Claudio

    Tenho um 1043ND e desisti de usar como cliente torrent e servidor de arquivos,
    ele tem o hardware muito modesto pra isso, como o meu lidava com a rede sem fio,
    com os torrents (transmission) e com a autenticação PPOoE da conexão da internet,
    nunca consegui mais que 4 ou 5MB/s lendo ou gravando arquivos no HD, o uso da CPU
    sempre ficava colado em 100% quando estava baixando torrentes acima de 800KB/s ou
    lendo/gravando arquivos no HD, isso usando o firmware DD-WRT 14896 e com uma conexão
    internet Velox de 10M, como estou fazendo um up pra conexão GVT de 35M resolvi deixar
    o 1043ND só para gerenciar a conexão e a rede sem fio, para torrentes e arquivos comprei um Dlink DNS-320L, tem o hardware bem mais parrudo em comparação com o do 1043ND e deixa a CPU do 1043ND livre pra cuidar da rede.

  • Jadir

    Olá Jefferson!
    Parabéns pela iniciativa de publicar seus testes com estes roteadores.

    Tenho duas dúvidas:
    1) – Tenho esse 1043ND e estou pensando em usar 4 HDs externos de 4tera cada utilizando um hub USB e fontes externas para os HDs. Quero saber se você ou algum outro usuário já fez esse tipo de teste ou se existe alguma possibilidade de isso funcionar. Será que qualquer hub USB vai me atender, ou existe algum específico.

    2) – Estou pensando em instalar um firmware alternativo no meu 1043ND simplesmente para poder usar torrent através da sua porta USB. Será que existe alguma maneira de usar torrent utilizando o firmware original para que eu não tenha que recorrer a firmware alternativo?

    Grato pela ajuda.
    Jadir.

    • Felipe Silva

      Esse roteador já tá bem ultrapassado, e tem um hardware bem fraquinho pros dias de hoje, teria de busca um modelo mais novo e mais potente, e mesmo assim, pode esbarra em alguma limitação com esse tamanho de HDs, acredito que eles vão funcionar bem com HDs de até 1,5TB, acima disso, os HDs tem um sistema de tabela de partições diferente.

  • paulo henrique lima

    Tenho um desse e funcionava muito bem no meu antigo apto, agora nos mudamos e o sinal nao chega muito bom noutro ponto do apartamento. Sera que se mudar as antenas, isso pode melhorar? Indicaria alguma? Dentro do que vi, se uma antena resolver, sai mais em conta do que comprar um repetidor de sinal…
    Obrigado


Clique aqui para comentar.
OBS: Os links "Responder" não aparecem nesta página, mas aparecerão na próxima.Por favor use-os se estiver respondendo a um comentário.