Sem categoria

Teste

Scanner TCE S420
Scanner TCE S420
ScannerTCE_S420_byRyan.zip
View post
2.3 MiB
343 Downloads
Details...
Sem categoria

DIYOMATE S9 – Legendas

DIYOMATE S9 – Legendas externas SRT

Esta página é um complemento do meu review do DIYOMATE S9.

 

Exemplos de legendas SRT. Ignore a falta de nitidez das imagens, principalmente no contorno das legendas, pois é um efeito da captura do sinal de video composto. As legendas reais são bem mais nítidas.

Eu apresento todas as cores possíveis, no tamanho “-6” e na posição zero (a parte mais baixa da tela). Eu fiz essa captura mudando as opções com a imagem pausada. O S9 vai apresentando as alterações imediatamente, sem precisar fechar o menu.






No exemplo abaixo eu alterei a posição para 620.

Acentuação em português completa. O “À” está aparecendo como “Á” por causa de um erro no meu teste.

Sem categoria

Teste

gwwtbhtryrtytryerytetytrytytr

Sem categoria

Ant Movie Catalog : Batch Import

[Ant Movie Catalog]

Como rodar o mesmo script em vários filmes de uma vez (batch)

É recomendável que Auto-Run last script esteja desmarcado, como abaixo:

Agora selecione os filmes onde você quer executar o script

Aperte F6. Se você desmarcou Auto-Run last script, o programa vai aguardar por suas opções:

  1. Selecione o script desejado;
  2. “Show Results Window” precisa estar desmarcado, senão a cada execução do script vai haver uma parada para exibir os resultados.
  3. O conteúdo de “script options” e sua influência na execução depende do script. Você precisará ver que opções influenciam/atrapalham a execução em batch;
  4. Aqui você vê como será aplicado o script. No caso, apenas nos três filmes selecionados;
  5. Que campos do filme poderão ser modificados pela execução do script. No exemplo, eu quero apenas que o script traga a imagem e o título brasileiro do filme.

Clique em RUN e observe a execução.

Problemas

Nem todo script tem opção para não exibir perguntas para o usuário. Esses scripts pararão a cada execução esperando por respostas suas, mesmo durante um batch. Para evitar que isso ocorra é preciso modificar o script para que rode direto. Minha versão do script adorocinema tem opção para isto.

Caso você se arrependa ou encontre algum problema durante a execução, pode ser especialmente difícil deter a execução em batch. Você geralmente tem duas oportunidades: quando o script pergunta o nome do filme e quando exibe a lista de opções de filmes. Nos dois casos basta clicar em “Cancel” que o script perguntará se você deseja abortar o batch.

Mas se você estiver rodando meu script AdoroCinema, com a exibição dessas perguntas desligada, você não terá oportunidade de parar a execução em batch. Para deter a execução, fique com o ponteiro do mouse sobre o botão STOP e, na primeira oportunidade (pode ser difícil) clique nele. Isso abortará a execução.

Esta página foi visualizada vezes desde 20/02/2007

Sem categoria

Mídias – Custo por GB

Os preços desta tabela são apenas aproximações. Eu não me dei ao trabalho de fazer conversões exatas, nem de fazer extensas pesquisas de preços.

Comparação feita em 16/07/2006 e atualizada em 10/02/2007. A tendência é de que o custo por GB da maioria das mídias caia com o tempo, mas algumas já devem estar em seus preços mínimos, como o disquete (que pode até subir) e o CD-R.

O que foi observado na atualização da tabela:

  • Excetuando o MS PRO DUO, que ficou mais barato por GB que o SD, todos os outros produtos mantiveram suas posições na tabela em relação aos outros;
  • Valores dos HDDs foram coletados na loja que cobra mais barato em Recife (HDD é algo que prefiro comprar com uma garantia “certa”). Pelo Mercado Livre o custo cai e o HDD de 160GB passa a ter um custo menor que o da mídia blu-ray. O preço do HDD de 400GB desafiaria o da mídia DVD-R DL;
  • O preço da memória flash caiu 50% ou mais (menos, no caso do Compactflash, mas ainda assim caiu muito);
  • O Preço do blu-ray não caiu um centavo sequer.

Tenha em mente que custo unitário nem sempre é o fator mais importante. Consumo de energia, velocidade, durabilidade, tamanho e resistência a vibrações são outros fatores que justificam o uso de uma mídia no lugar de outra.

A tabela está ordenada por custo. As mídias de cima tem o menor custo por megabyte.

Mídia
Custo
Observações
DVD-R
0,27
Discos de 4,7GB por R$1,30 cada em Recife
DVD+RW
0,85
Discos de 4,7GB por R$4
DVD-R DL
1,12
Discos Dual Layer de 8.5GB a R$9,60 cada
CD-R
1,35
Discos de 700MB (0,7GB) por R$0,95 cada
BD-E
US$0,8
Blu-Ray Gravável – Discos de 25GB por US$20 (drive custa US$1000)
Hard Disk 3,5″
1,69
Drives de 160GB por R$270 (Samsung, com dois anos de garantia)
Mini DVD-R
2,14
Discos de 1,4GB a R$3,00 cada
Hard Disk 2,5″
4,86
Drives de 80GB por R$389 (Samsung, com dois anos de garantia)
Mini DVD-RW
6.07
Discos de 1,4GB a R$8.50 cada
MS Pro Duo
47
Cartão de 2GB
Secure Digital
52
Cartão de 2GB
CompactFlash
75
Cartão de 2GB
Disquete
428!!
Discos de 1,44MB (0,00144GB) por R$0,60

Atenção! Eu não tenho nenhuma relação com os anúncios e vendedores, nem endosso a compra de nenhum desses produtos. Os links foram criados para manter uma referência histórica de preços.

Pela tabela acima você pode notar que usar cartões de memória em filmadoras digitais pode ser péssimo negócio. Estas já são em geral suficientemente grandes para acomodar um HD de 2,5″, que tem menos de um décimo do custo por GB. Resta apenas os problemas de consumo mais alto (um HD desses consome 2,5W) e menor resistência a choques. Porém não deve ser tão preocupante o uso de HDs em filmadoras, já que faz tempo que são usados nos iPods, que tem que resistir a um abuso considerável de seus usuários. No que me diz respeito, basta que o HD seja facilmente removível, como em muitos notebooks, para que eu recomende sem dúvida a câmera que usá-lo, no lugar dos cartões de memória.

Esta página foi visualizada vezes desde desde 10/02/2007.

Sem categoria

Overscan : Como criar uma moldura ao redor do filme

Este texto é um complemento do meu texto principal sobre overscan

O que segue abaixo não são tutoriais completos de uso dos programas. Eu apenas mostro os passos necessários para inclusão de molduras.

Nesta página você verá:

  1. Como colocar uma moldura em um AVI sem converter o formato
  2. Como colocar uma moldura em um filme qualquer, convertendo para outro formato

1) Se você tem um filme em AVI e deseja apenas colocar a moldura sem converter para outro formato

O VirtualDub e VirtualdubMod (ambos freeware) fazem isso, mas é necessário que você já tenha alguma familiaridade com esses programas porque eles podem ser bastante hostis com o usuário iniciante. Para ter uma visão básica de como esses programas operam, veja este tutorial e este outro. Decidir pelo Virtualdub ou pelo VirtualdubMod também depende do seu filme e da sua experiência.

Basicamente, você o usa o filtro resize:

Em New width e New height você deve colocar as dimensões originais do filme. Marque Expand frame… e em Frame width e Frame height coloque as dimensões que vai ter o frame já com a moldura. No exemplo ao lado, eu acrescentei exatos 10% em ambas as dimensões, mas pode ser que seja melhor adicionar um mesmo valor absoluto e não percentual.

Clicar em Show Preview ajuda bastante a decidir:

No preview ao lado, veja o efeito que usar percentagem tem nas dimensões da moldura. Você pode usar o slider para escolher uma cena adequada e mudar o tamanho do frame enquanto o preview está aberto. Você verá em tempo real como vai ficar o filme com a moldura colocada.

2) Se você tem um filme em arquivo (*.avi, *.mpg, etc) e além de colocar a moldura deseja também converter para DVD-Video, VCD, SVCD, KVCD, etc.

O WinAVI Video Converter (popularmente conhecido apenas como WinAVI) faz o processo com extrema facilidade, qualidade e rapidez. Inconveniente: o WinAVI é shareware e o registro custa U$29. Enquanto você não fizer o registro, todos os vídeos gerados serão estampados com um aviso bem no meio da tela.

Após selecionar o vídeo que deseja converter, clique em Advanced na tela abaixo:

Na aba Encode (abaixo), marque Adjust the width e Adjust the height depois mova ambos os sliders até 85%, como mostra a figura abaixo. A moldura vermelha é o WinAVI ressaltando a diferença para as dimensões originais. O produto final ficará com a mesma moldura, porém preta.

Você pode, claro, escolher outro percentual diferente dos 85% do meu exemplo. Você também pode definir um percentual diferente para cada dimensão de modo a deixar a moldura com uma largura homogênea.

Abaixo, um exemplo de filme convertido com moldura, mostrando a estampa que a versão shareware do WinAVI deixa no centro da tela:

Acrescentar uma moldura no WinAVI demora mais do que simplesmente converter.

Sem categoria

Overscan : Por que as legendas são cortadas na TV?

Texto publicado em julho de 2006 e atualizado em 14/06/2007

Introdução

Algumas pessoas, notadamente os fãs de Anime, reclamam que as legendas do filme (legendas fixas) são cortadas e que não conseguem fazê-las aparecer não importa o ajuste (PANSCAN, LETTER BOX e 16:9) que façam no seu DivX player. Mas assistindo no computador as legendas sempre aparecem normalmente. O fato é que esse problema não é provocado pelo DivX Player (ou por qualquer player), mas pela combinação de erro na hora de legendar o filme com a forma com que as TVs funcionam.

Todas as TVs “comuns” (isso exclui, acho, apenas Plasma, HDTV e outras novas tecnologias) aplicam o que se chama overscan na imagem que recebem: A imagem é “esticada” para garantir que em qualquer situação toda a tela da TV esteja sempre preenchida (isso é feito para agradar a “massa” de consumidores, provavelmente da mesma extirpe que não suporta filmes widescreen). Isso resulta numa perda de imagem ao longo de toda a borda, que pode chegar a, pasme, 20% da imagem original.

As pessoas que trabalham criando conteúdo para TV sabem disso, por isso nunca colocam conteúdo importante dentro das margens da imagem que produzem. O pessoal que faz legendagem de filmes Anime (os “fansubbers”) muitas vezes não tem consciência disso, por estarem criando tudo em um PC e para ser visto em um PC, então colocam as legendas muito próximas da margem inferior com o intuito de não estragar o filme. Isso funciona perfeitamente no PC, mas não na TV.

Mesmo um fansubber que teste em uma TV o que produziu pode ser enganado se estiver usando a saída TV OUT de sua placa de vídeo para isso. As placas modernas tem esquemas de compensação em seus drivers que minimizam os efeitos do overscan nas TVs, justamente porque seria inaceitável trabalhar com o “Menu Iniciar” escondido na margem inferior da tela 🙂

E, em uma discussão que vi enquanto fazia pesquisa, alguns fansubbers mesmo cientes do problema não dão a menor importância. Direito deles, claro, já que ninguém tem a obrigação de agradar a grupos específicos quando trabalha de graça. E 99% das pessoas que assistem aos animes legendados nunca se preocuparam em agradecer o trabalho do tradutor/legendador.

Para compensar isso, é necessário que o aparelho de DVD tenha um recurso de Zoom reverso (ZOOM OUT), para “afastar” a imagem. Mas a maioria só tem o Zoom “normal” (ZOOM IN) e os que tem Zoom Out geralmente o fazem exageradamente, tornando a imagem pequena demais. Algumas TVs que tem esse recurso também podem resolver o problema. Ou usar o Modo de Serviço de sua TV para ajustar a imagem na tela.

Note que esse problema apenas afeta filmes com legendas fixas que foram posicionadas inadequadamente. O único modo (conhecido) de corrigir isso é re-processar o filme, incluindo uma “moldura” que mantenha todo o conteúdo da imagem dentro da área visível da tela quando a TV fizer o overscan. Veja aqui como colocar essa moldura.

[14/06/07] Pela primeira vez foi identificado um problema de overscan na exibição de legendas externas. É com o gravador de DVDs com HDD RJTECH RJ-2100DVRX, que coloca a janela de exibição de legendas baixo demais, provocando o corte de parte da segunda linha, se houver uma. Exemplo aqui. Para corrigir esse problema, só mesmo ajustando o overscan da TV.
Testes de overscan

1) com o DivXTESTCD 1.1 ( Test_2_10.avi ou Test_2_11.mpg )

A foto abaixo, de meu notebook, mostra o filme inteiro dentro da área da tela (não existe overscan)

A foto abaixo é da mesma cena, exibida pelo DVP642K conectado a uma TV SEMP de 14″, mostra a perda de 10 por cento da largura. Desculpe a foto amadora, mas estou sem tempo para caprichar 🙂

Se o exemplo não fosse widescreen (não existe exemplo fullscreen no DivXTESTCD 1.1), você veria a mesma perda também na altura. Compare os exemplos e você vai notar que é muito fácil posicionar algo na tela incorretamente de forma que desapareça por causa do overscan.

Lembre-se: é a TV que faz overscan e não o dvd player!

A propósito, a finalidade dos círculos concêntricos (o “alvo”) na imagem é testar se o “aspecto” está correto. Uma TV desajustada poderá apresentar a imagem esticada ou comprimida em um dos sentidos. Os círculos denunciam isso porque ficam “ovais”. Não sei se é impressão minha, mas acho que você poderá notar que a exibição na SEMP mostra os círculos um pouquinho mais largos que altos. Já no notebook, parecem perfeitos.

2) Com um anime fansubbed

A primeira imagem é de um frame aos 11m04s do episódio 07 de Hellsing, de 640×480, legendado pelo grupo brasileiro OMDA, como visto em meu notebook:

Agora, exatamente a mesma imagem, como vista na mesma TV SEMP do outro exemplo, ligada ao DVP642K:

No caso deste filme específico, este foi um exemplo extremo. A maior parte do tempo, dá para ler as legendas perfeitamente, porque o fansubber dividiu o texto em duas linhas. Mas veja como este filme está “no limite”. Em uma TV com um overscan ligeiramente maior ou com uma legendagem ligeiramente mais baixa, a leitura vai ficar difícil ou impossível. Perceba como só dá para perceber o “g” de “desgraçado” pelo contexto.

Novamente, lembre-se: é a TV que faz overscan e não o player!!

Mais exemplos na TV

Você pode até pensar que TVs maiores e mais caras (ou mais recentes) podem ter um problema menos acentuado, ou que talvez o uso de outras entradas de vídeo mudem algo, mas veja os seguintes exemplos:

Como você pode ver, a LG apresentou o pior overscan. Em ambas as TVs isso pode ser corrigido porque por sorte eu sei como entrar no modo de serviço das duas (explicação no final deste texto).

Se duas TVs de mesma diagonal visível forem comparadas numa loja lado a lado, a TV com maior overscan parecerá ter uma magem maior e o consumidor médio não nota que isso ocorre porque há menos imagem visível. Logo a TV com maior overscan ganha uma vantagem comercial mesmo que a intenção do fabricante não tenha sido essa.

O Philips DVP720SA (não vendido no Brasil), o DVP5100 e o GOTEC 5990 tem Zoom out!

Modo de Serviço

ATENÇÃO: Os procedimentos descritos aqui podem prejudicar o funcionamento de sua TV. Embora eu aja de boa fé e todas as informações aqui sejam conferidas e quando possível testadas em meus próprios equipamentos, não me responsabilizo pelas conseqüencias do uso dessas informações, mesmo que estejam erradas ou incompletas. Se a TV não é sua, peça autorização ao papai ou à mamãe para mexer. Se é sua, aceite a responsabilidade pelos seus atos. Minha responsabilidade, em todo o meu site, limita-se à devolução do valor que você pagou a mim pelo uso das informações que, em 100% dos casos, é R$0.00. Se você azarar sua TV mexendo no Modo de Serviço, mande para a Assistência Técnica!

Algumas TVs dispõem de um recurso oculto chamado “Modo de Serviço” (Service Mode) usado pelas Oficinas Autorizadas para fazer pequenos ajustes, sem sequer abrir a TV. Entrando no “Modo de Serviço” aparece um menu que permite até ao usuário comum fazer diversos ajustes, entre eles a altura e a largura da imagem na tela. Se você dispuser de uma TV com esse recurso poderá eliminar completamente o efeito do overscan.

Mesmo nas TVs que sabidamente tem o recurso, ainda é necessário conhecer a combinação de comandos que é a “chave” para entrar nele. Isso não fica facilmente acessível, para que um usuário não bagunçe toda a configuração da TV. Pode até ser necessário usar um controle remoto especial ou mesmo fazer uma pequena intervenção eletrônica para ativar o menu.

Nesse ponto você me perguntaria: Minha TV, uma “Mytzplick abcd” tem esse recurso? ou que TVs tem esse recurso?

Veja esta lista:

http://www.eletronica.pop.com.br/Modos%20de%20Servico%20de%20TV.htm

Como minimizar o overscan na Sony WEGA KV-29FS110

A Sony chama o Modo de Serviço de SAM (Service Adjustment Mode)

O procedimento afeta apenas a entrada corrente, ou seja: se você fizer ajustes enquanto a entrada Video Componente estiver ativa, nada é alterado na sua exibição dos canais de TV aberta. Isso permite que você defina uma “entrada sem overscan” no seu aparelho.

Segundo a lista do link acima, este procedimento deve ser o mesmo para toda a linha WEGA e os modelos KV-20M20, KV-20S20, KV-21RD1, KV-C2583, KV-9PT50, KV-14FM14, KV-32FV16 e KV-13FV26.

O meu controle remoto é um RM-Y194. A única diferença para o modelo abaixo (no que diz respeito ao SAM) é que no meu a tecla [ENTER] é denominada [ENT]

Entrar no Modo de Serviço nessa TV é facílimo. Com o televisor em Standby (led vermelho aceso) aperte no controle remoto, em seqüencia: [DISPLAY][5][VOL+][POWER]

Segundo um Manual de Serviço da Sony que achei, este procedimento é o mesmo para os modelos ao lado, porém a tela apresentada é outra e o procedimento a partir daqui é um tanto diferente, mas todos os comandos de teclas são os mesmos .

O Manual de Serviço dessas TVs (95 páginas) está aqui

  • KV-20FS100
  • KV-20FV300
  • KV-21FM100
  • KV-21FS100
  • KV-21FV300
  • KV-24FV300
  • KV-25FV300

A TV deve ligar exibindo uma imagem mais ou menos assim:

Agora que eu já mostrei como ele aparece, vou editar a imagem para identificar as opções:

  1. Dispositivo (“DEF” pode ser uma forma abreviada de “default”). Muda-se com os botões [2] e [5]. Não mexa nisso!;
  2. O sistema de vídeo padrão para a entrada atual;
  3. Ainda não sei;
  4. A entrada atual (a que você vai modificar);
  5. O nome do parâmetro que está sendo modificado. Muda-se com os botões [1] e [4];
  6. O número do parâmetro que está sendo modificado. ;
  7. O valor do parâmetro. Muda-se com os botões [3] e [6];
  8. Ainda não sei (“NVM” deve significar “Non-Volatile Memory”);
  9. Provávelmente a versão do firmware da TV.

Enquanto estiver no modo de Serviço, você pode mudar a entrada da TV apertando [TV/VIDEO] no remoto que (4) mudará de acordo, mostrando onde é que você está fazendo as alterações. No momento em que você entra no Modo de Serviço a TV já exibe como fundo a imagem presente na entrada que estava selecionada quando a TV foi desligada pela última vez. A minhas imagens mais acima estão pretas porque eu removi o sinal da entrada para facilitar a visualização das opções. Como você verá mais adiante fica um pouco mais difícil de visualizar o menu quando este está sobreposto a uma imagem, mas para ajustar é melhor que esteja sobreposto.

Para mudar o parâmetro selecionado, use [1] e [4]

Para mudar o valor do parâmetro selecionado, use [3] e [6]

Como só vamos fazer as alterações necessárias para minimizar o overscan, os parâmetros que nos interessam são apenas 1 e 3, como mostro abaixo:

38 e 40 são os valores default que encontrei na minha TV. Modelos diferentes tem valores default diferentes.

Para o leigo, os dois itens parecem ter sido inspirados no dicionário do “Seu Crêisson”, mas o significado para quem tem mais experiência é óbvio:

HSIZ = Horizontal Size

VSIZ = Vertical Size

Bem, usando [1], [4], [3] e [6] faça as alterações até achar que ficou satisfatório. Ficará bem mais fácil se você tiver uma imagem sendo exibida.

Para minha surpresa, eu não consegui mais do que 5% da imagem de volta (note que faltavam 10%), mesmo reduzindo bastante os valores de HSIZ e VSIZ, como mostra a imagem abaixo:

Intrigado com isso e como estava testando com um DVP5100, testei com outros dois DVD players: o Philips DVP642 (mesmo fabricante, chipset diferente) e o LG DVK9944X (fabricante diferente, mesmo chipset). Nada mudou.

Repeti o procedimento com outra entrada. Testei Video Componente e Video Composto. Nenhuma diferença.

Mas os 5% que ganhei foram suficientes para resolver o problema com os animes (eu coloquei 30 em HSIZ e 30 em VSIZ):

Nota: o problema do arredondamento no lado esquerdo ocorre quando mexemos em VSIZ. Quanto menor o valor, pior fica. Abaixo, VSIZ=0:

Não me preocupei ainda em descobrir que parâmetro pode corrigir isso. Para mim já está suficientemente bom, mas um purista vai preferir esconder a borda esquerda da tela, aumentando um pouco HSIZ.

Mais tarde, descobri como obter os outros 5% da imagem que faltavam. Bastou mudar o parâmetro 14 (HBLK) de 0 para 1 que quase todo o resto da imagem dos lados esquerdo e direito apareceu automaticamente. Nada mudou em cima e embaixo. O problema é que a área adicionada ficou “diferente”. Na maior parte do tempo aparenta apenas ter um brilho maior, mas dependendo da imagem exibida aparecem efeitos esquisitos nas duas laterais. Ainda não estou certo de que valha a pena o problema só pelos últimos 5% da largura.

[29/07/2006] Me enganei redondamente. Colocar HBLK em 1 fez com que as laterais da imagem esticassem dobrando sobre elas mesmas e o efeito esquisito que eu estava vendo era a transparência das dobras. Além disso, dois incômodos riscos curvos verticais apareceram mais para o meio da tela por causa disso. Por isso, passei HBLK de volta para zero e me conformei com a perda dos 5%.

Todas as alterações que você fizer serão revertidas quando a TV for desligada da tomada, por isso você pode fazer experiências à vontade, até um certo ponto. É tecnicamente possível que alguns parâmetros sejam críticos e levem à queima do aparelho se forem suficientemente desviados do valor correto por muito tempo. Somente um técnico treinado no aparelho em questão pode dizer com certeza se é seguro ou não experimentar com os valores.

Para gravar permanentemente, aperte em seqüencia [MUTTING] e [ENT] ou [ENTER]

Enquanto você não teclar a seqüencia acima dentro do Modo de Serviço, você pode ligar e desligar a TV, entrar e sair do Modo de Serviço que suas modificações serão mantidas, mas apenas até o momento em que a TV for desligada da tomada (ou faltar energia, dãaa…).

Apertando em seqüencia [8] e [ENT] a TV entra em RESET, voltando às configurações de fábrica para as opções do usuário. A TV se oferece de novo para sintonizar automaticamente os canais e todas as suas opções personalizadas de áudio e vídeo voltam ao padrão de fábrica, mas todas as alterações feitas no Modo de Serviço são preservadas. Seria bom saber como se reseta também o Modo de Serviço, mas pelo que pesquisei não existe jeito.

Como minimizar o overscan nas LGs CP29K30A, RP29FA35A e RP29FE80

Obrigado ao Rafael Biller pela dica que me permitiu entrar no menu!

Ao contrário do que ocorre na Sony, este procedimento afeta todas as entradas. Se você fizer o ajuste na entrada de Video Componente, vai afetar a recepção de TV aberta.

Este procedimento possivelmente é o mesmo para a LG Flatron 29Q54

Com a TV ligada na entrada que você deseja modificar (TV/Video1/Video2/Video3/Componente), aperte ao mesmo tempo os botões MENU do controle remoto e da TV e segure por uns 5 segundos (o controle tem que estar apontado para a TV, dãa…).

Solte somente depois que o menu Service1 aparecer na tela:

O número de opções é enorme! Apertando a tecla [MENU] você alterna entre as páginas abaixo:

Todos os valores das imagens acima, com exceção do menu Service2, são os valores de fábrica da minha TV. Se você bagunçou a sua, do mesmo modelo (CP29K30A) e não sabe mais quais os corretos, pode usar os meus como base para a correção.

Para corrigir o overscan, vá até o menu Service2 e usando as teclas [CH] e [VOL] (são quatro no total) mude os valores de:

  • VA – Tamanho Vertical
  • VS – Posição Vertical
  • HS – Posição Horizontal
  • EW – Tamanho Horizontal

Eu não faço a menor idéia do que essas abreviações significam. Provavelmente só fazem sentido em coreano (a sede da LG é na Córeia do Sul).

Após estar satisfeito, aperte [ENTER] para gravar. A seguinte mensagem aparecerá rapidamente na tela:

Como ficou a imagem com o overscan corrigido:

Note que a LG também fica com a borda esquerda curva, como na Sony WEGA; e a borda direita fica ligeiramente torta. Nada que me incomode, entretanto. Eu percebo a falha ao ligar a TV, mas depois de começar a assistir eu não a enxergo mais. Note que isso varia de pessoa para pessoa.

Dicas não confirmadas:

A LG dispõe de um controle remoto especial para acessar o Modo de Serviço, mas se o seu controle remoto tem um circuito integrado SAA3010T, basta conectar uma chave entre os pinos 1 e 11 do mesmo

Veja mais sobre Modo de Serviço em:

http://home.tiscali.nl/m.majoor/tv__matchline_service_mode.htm (TVs Philips)

DVD

Language Codes

Aparentemente, todos os DivX players baseados em chipset Mediatek 1389 podem identificar qual a linguagem usada no arquivo de legenda se esta for identificada usando-se Language Codes

Exemplo:

Matrix.avi
Matrix.pt.srt Identificado como “Português”
Matrix.en.srt Identificado como “Inglês”

A forma exata como essa identificação aparecerá na tela varia. No DVP5100, o nome da linguagem aparece por extenso, mas nos LGs aparece uma abreviatura de três letras, como “POR” e “ENG”.

Isso, claro, só aparece na tela no momento em que estamos alternando entre legendas com o botão subtitle do controle remoto.

O language code deve estar encostado ao nome do filme, no nome da legenda, senão a coisa não funciona. Por exemplo:

Matrix.avi
Matrix.pt.srt Identificado como “Português”
Matrix.ruim.pt.srt Identificado como “Russian” (o aparelho pegou as duas primeiras letras após o nome do filme)

Como o aparelho pega as duas primeiras letras e ignora o resto, você pode usar isso a seu favor se não quiser se confundir. Você pode usar “ptbr”, “pt-br” ou associações do gênero para distingüir a legenda em Português Brasileiro da em Português europeu.

À primeira vista, os Language Codes parecem baseados na tabela ISO_3166-1, mas um exame mais cuidadoso revela que são bastante diferentes..

Os nomes das linguagens, embora a princípio pareçam estar em Inglês, estão mais ou menos nas respectivas línguas. Por exemplo: O “Espanhol” aparece na tabela como “Español” e não como “Spanish”

Linguagem
Language Code
em ASCII
Language Code
em hexadecimal
Language Code
em decimal
Afar
aa
6161
24929
Abkhazian
ab
6162
24930
Afrikaans
af
6166
24934
Albanian
sq
7371
29553
Amharic (Ameharic)
am
616d
24941
Arabic
ar
6172
24946
Armenian
ia
6961
26977
Assamese
as
6173
24947
Aymara
ay
6179
24953
Azerbaijani
az
617a
24954
Bashkir
ba
6261
25185
Basque
eu
6575
25973
Bhutani
dz
647a
25722
Bihari
bh
6268
25192
Bislama
bi
6269
25193
Bengali;Bangla
bn
626e
25198
Breton
br
6272
25202
Bulgarian
bg
6267
25191
Burmese (Myanmar)
my
6d79
28025
Byelorussian
be
6265
25189
Cambodian
km
6b6d
27501
Català (Catalan)
ca
6361
25441
Chinese
zh
7a68
31336
Corsican
co
636f
25455
Czech(Ceske)
cs
6373
25459
Dansk (Danish)
da
6461
25697
Deutsch
de
6465
25701
English
en
656e
25966
Esperanto
eo
656f
25967
Español
es
6573
25971
Estonian
et
6574
25972
Finnish
fi
6669
26217
Fiji
fj
666a
26218
Faroese
fo
666f
26223
Français
fr
6672
26226
Frisian
fy
6679
26233
Galician
gl
676c
26476
Georgian
ka
6b61
27489
Greek
el
656c
25964
Greenlandic
kl
6b6c
27500
Guarani
gn
676e
26478
Gujarati
gu
6775
26485
Hausa
ha
6861
26721
Hebrew
he
6865
26725
Hebrew
iw
6977
26999
Hindi
hi
6869
26729
Hrvatski (Croatian)
hr
6872
26738
Indonesian
id
6964
26980
Indonesian
in
696e
26990
Interlingue
ie
6965
26981
Inupiak
ik
696b
26987
Irish
ga
6761
26465
Islenska(Icelandic)
is
6973
26995
Italiano (Italian)
it
6974
26996
Inuktitut
iu
6975
26997
Japanese
ja
6a61
27233
Javanese
jw
6a77
27255
Kannada
kn
6b6e
27502
Kashmiri
ks
6b73
27507
Kazakh
kk
6b6b
27499
Korean
ko
6b6f
27503
Kurdish
ku
6b75
27509
Kinyarwanda
rw
7277
29303
Kirghiz
ky
6b79
27513
Kirundi
rn
726e
29294
Latin
la
6c61
27745
Lingala
ln
6c6e
27758
Laothian
lo
6c6f
27759
Lithuanian
lt
6c74
27764
Latvian, Lettish
lv
6c76
27766
Macedonian
mk
6d6b
28011
Magyar
hu
6875
26741
Malagasy
mg
6d67
28007
Malay
ms
6d73
28019
Malayalam
ml
6d6c
28012
Maltese
mt
6d74
28020
Maori
mi
6d69
28009
Marathi
mr
6d72
28018
Moldavian
mo
6d6f
28015
Mongolian
mn
6d6e
28014
Nauru
na
6e61
28257
Nederlands
nl
6e6c
28268
Nepali
ne
6e65
28261
Norsk
no
6e6f
28271
Occitan
oc
6f63
28515
Oriya
or
6f72
28530
Oromo (Afan)
om
6f6d
28525
Pashto, Pushto
ps
7073
28787
Persian
fa
6661
26209
Polish
pl
706c
28780
Portugues
pt
7074
28788
Punjabi
pa
7061
28769
Quechua
qu
7175
29045
Rhaeto-Romance
rm
726d
29293
Romanian
ro
726f
29295
Russian
ru
7275
29301
Sangho
sg
7367
29543
Samoan
sm
736d
29549
Sanskrit
sa
7361
29537
Scots Gaelic
gd
6764
26468
Serbian
sr
7372
29554
Serbo-Croatian
sh
7368
29544
Sesotho
st
7374
29556
Setswana
tn
746e
29806
Shona
sn
736e
29550
Sinhalese
si
7369
29545
Sindhi
sd
7364
29540
Siswati
ss
7373
29555
Slovak
sk
736b
29547
Slovenian
sl
736c
29548
Somali
so
736f
29551
Sundanese
su
7375
29557
Svenska
sv
7376
29558
Swahili
sw
7377
29559
Tagalog
tl
746c
29804
Tajik
tg
7467
29799
Tamil
ta
7461
29793
Tatar
tt
7474
29812
Telugu
te
7465
29797
Thai
th
7468
29800
Tibetan
bo
626f
25199
Tigrinya
ti
7469
29801
Tonga
to
746f
29807
Tsonga
ts
7473
29811
Turkish
tr
7472
29810
Turkmen
tk
746b
29803
Twi
tw
7477
29815
Uighur
ug
7567
30055
Ukrainian
uk
756b
30059
Urdu
ur
7572
30066
Uzbek
uz
757a
30074
Vietnamese
ui
7569
30057
Volapuk
vo
766f
30319
Welsh
cy
6379
25465
Wolof
wo
776f
30575
Xhosa
xh
7868
30824
Yiddish
ji
6a69
27241
Yiddish
yi
7969
31081
Yoruba
yo
796f
31087
Zhuang
za
7a61
31329
Zulu
zu
7a75
31349

A finalidade dos códigos em hexa e em decimal é para programação dos próprios DVD players, mas não conheço nenhum DVD player brasileiro que faça uso deles.

Para diferenciar uma legenda em Português de Portugal da em Português brasileiro, use “pt-br” ou “ptbr”. O DivX player geralmente só olha as primeiras duas letras e reconhecerá como “Português” de qualquer forma, mas assim você poderá diferenciá-las no computador.

Sem categoria

Código Fonético Internacional

Recomendado ao soletrar palavras pelo rádio ou telefone

No Brasil, costumamos usar um código popular do tipo: ” B de Bola, C de Casa, D de Dado…” quando estamos soletrando algo. Esse código só é mais ou menos padronizado até a letra E, pois a forma como se soletram as outras letras sempre depende do vocabulário da pessoa que dita. Assim se alguém fosse soletrar a palavra MELSEC para você diria algo como:

M de Maria, E de Ernesto, L de Luís, S de Sapato, E de Ernesto e C de Casa

Outra deficiência desse método é que na verdade você não precisa complicar tanto. Se a pessoa do outro lado deixa claro que está soletrando, pode dizer para você apenas:

Maria, Ernesto, Luis, Sapato, Ernesto e Casa

E você vai entender do mesmo jeito que se trata da palavra MELSEC.

Mas e se você estivesse soletrando para uma pessoa que não entendesse sua língua ou achasse que “sapato” se escreve “çapato” ?

Um organismo internacional chamado ITU estabeleceu um código padronizado e universal para ser usado ao soletrar-se palavras pelo rádio. O Ministério das Comunicações brasileiro reconhece esse código.

Usando o código, MELSEC seria soletrado assim:

Mike, Echo, Lima, Sierra, Echo, Charlie

Você possivelmente já deve ter ouvido esse código sendo usado pela polícia ou na televisão, mas sem entender que a pessoa na verdade estava soletrando. Usa-se o código entre outras coisas para soletrar placas de carro.

Por favor, note que NÃO se fala “M de Mike, E de Echo…” Isso é completamente desnecessário.

CÓDIGOS RECONHECIDOS PELO
MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES
Letra a ser usada Palavra-código Pronúncia *
A Alfa AL FA
B Bravo BRA VO
C Charlie CHAR LI
D Delta DEL TA
E Echo E CO
F Foxtrot FOX TROT
G Golf GO LF
H Hotel HO TEL
I India IN DI A
J Juliett YU LI ET
K Kilo KI LO
L Lima LI MA
M Mike MA IK
N November NO VEM BER
O Oscar OS CAR
P Papa PA PA
Q Quebec QUE BEK
R Romeu RO MEO
S
Sierra
SI E RRA
T Tango TAN GO
U Uniform IU NI FORM
V Victor VIC TOR
W Whiskey UIS KI
X XRAY EX REI
Y Yankee IAN QUI
Z Zulu ZU LU
(*) As sílabas em negrito deverão ser acentuadas.
Quando for necessário soletrar algarismos ou sinais **, deverá ser usada a seguinte tabela:
Número a ser usado Palavra-código Pronúncia *
0 Nadazero NA DA SI RO
1 Unaone U NA UAN
2 Bissotwo BI SO TU
3 Terrathree TE RA TRI
4 Kartefour KAR TE FOR
5 Pantafive PAN TA FAIF
6 Soxisix SOK SI SIX
7 Setteseven SE TE SEVEN
8 Oktoeight OR TO EIT
9 Novenine NO VE NAIN
Ponto decimal Decimal DE CI MAL
Ponto final Stop STOP
** Cada sílaba deverá ser igualmente acentuada.
As estações de rádio brasileiras, quando comunicando entre si, poderão usar além do código acima, nomes de peças eletrônicas ou nomes de países.
Sem categoria

LINKS ÚTEIS

Esta seção não pretende ser simplesmente uma lista de links. Ela é uma lista de links úteis, de sites que tem de fato algo a oferecer. Sites medíocres com menos valor que um panfleto nunca serão listados aqui.

– Link para página em inglês;

Wikipedia – Fantástica enciclopédia online gratuita que se destaca pelo fato de que está permanentemente recebendo contribuições de seus visitantes, que podem acrescentar ou questionar qualquer informação. Quer saber o significado de algo? Perguntar à Wikipedia pode ser melhor que perguntar ao Google! Também tem uma versão em portuguës.

Spoilers

Quer saber como um filme termina sem tê-lo assistido?

Onde colocar seus arquivos

Se você precisa disponibilizar arquivos online e não pode ou não quer pagar um provedor (ou já estourou o espaço no seu), saiba que já existem diversos serviços gratuitos onde você pode colocar arquivos tão grandes quanto 50MB. Alguns prometem manter seus arquivos online para sempre, desde que haja pelo menos um download a cada X dias. As regras e facilidades de um serviço podem mudar de uma hora para outra. O que é liberado para todo mundo gratuitamente hoje pode passar a ser um serviço pago amanhã, por isso aproveite enquanto pode!

  • Rapidshare.de. Não suporta gerenciadores de download, 50MB por arquivo, 30 dias de inatividade.
  • KeepMyFile – Parece menos complicado que o Rapidshare, para quem faz o download;
  • SendSpace – Limite de 1.2GB por arquivo (25nov2005)! Parece menos complicado que o Rapidshare, para quem faz o download, o limite de inatividade é de 14 dias e o máximo que cada arquivo pode ser baixado é 100GB, após o que ele é deletado (você terá que fazer o upload de novo). Suporta gerenciadores de download;
  • MegaUpload – Limite de 250MB por arquivo, 30 dias de inatividade. Parece ser o mesmo provedor que oferece o serviço KeepMyFile;
  • UltraShare.net – Limite de 30MB por arquivo;
  • Imageshack – Apenas para imagens. Especialmente útil para quem quer colocar imagens em fóruns que não hospedam imagens

Firewall e segurança

  • Trojan Ports – Lista atualizada frequentemente de portas usadas por trojan horses. Bloqueie todas essas portas no seu firewall!
  • Ports KnowledgeBase – Lista de portas usadas ou não por trojans, com sua utilização mas conhecida. Você também pode ver a lista completa e oficial do órgão que estabelece as portas (IANA), que é em formato texto;
  • Shields UP – Serviço gratuito oferecido pela Gibson Research para testar online o seu firewall.
  • Firewall Forensics – Explica o significado dos protocolos e portas para que você possa escolher entre bloquear/aceitar de uma forma inteligente;

Informações sobre vírus

Lojas que vale a pena ver

  • Tecnomídia – Loja brasileira de midia CDR/CDRW/DVD que tem uma impressionante variedade. Possivelmente você vai encontrar lá coisas que você nem sequer sabia que existiam!

Lojas de Recife

  • Infobox – Loja do Shopping Center Recife conhecida por seus preços salgados. É o site mais organizado que conheço até o momento, com foto, preço, compra online e possibilidade de dar sua opinião a respeito dos produtos expostos.
  • Nagem Informática – Loja de Recife com filiais em outros estados. Você pode consultar itens com preço e às vezes foto. Costuma ter os melhores preços de Recife para HDs (Samsung com dois anos de garantia) e monitores, vendendo ainda mais barato se você for pessoa jurídica;
  • Infohouse – Lista de produtos com descrição, preço e (às vezes) foto.
  • Notebook Store – Notebooks e acessórios;
  • Notebook News – Notebooks, câmeras digitais e acessórios. Costumava ter os melhores preços de Recife;
  • Micro Office – Loja da Madalena que tem ótimos preços em alguns itens;
  • B & K Informatica – Loja do Ipsep que também tem ótimos preços em alguns itens. O site tem lista completa de preços, por ordem alfabética;

Empresas que consertam motherboards

Informática Geral

  • The Register – Serviço de notícias de informática inglês (UK) que se destaca por não ter o “rabo preso” com ninguém, enquanto muitos outros jornalistas e empresas de jornalismo cedem à pressão dos anunciantes para publicar apenas o que interessa a eles. Seu slogan é “Biting the hand that feeds IT” (sim, é um trocadilho). De todos os sites de língua inglesa que conheço, The Register é o que usa a linguagem mais difícil de entender, mas ainda assim vale o bookmark;
  • The USA Register – Versão americana do The Register;
  • Tom’s Hardware Guide – O forte deste site é a análise comparativa de processadores, muitas vezes alfinetando a Intel mas sem morrer de amores pela AMD. Porém você vai encontrar lá muitas outras matérias interessantes. O criador do site, Thomas Pabst, reside na alemanha.

Software

  • DLL Archive – Se você está procurando um arquivo DLL de uma aplicação que foi perdido ou corrompido, talvez você o encontre entre os deste site, ordenados em ordem alfabética por Greg Harper. Este não é o DLL Archive original, que foi lançado em 2000. O original foi fechado há bastante tempo;

Hardware

  • Guias de instalação de expansão de memória em notebooks Toshiba – Fornecidos pela Kingston. São todos em PDF e explicam como se faz para abrir o notebook e colocar um módulo de expansão de memória.Fabricantes de Motherboards que podem ser encontradas em Recife:
  • Biostar – Especificações, manuais, drivers;
  • FastFame – Especificações, manuais, drivers;
  • PCChips – Especificações, manuais, drivers;
  • Alton (PCMicro) – A Alton fabrica em Manaus placas com tecnologia PCChips;
  • SOYO – Especificações, manuais, drivers. O esquema de download de manuais adotado pela SOYO complica muito a vida de quem quer baixar os manuais para guardar e ler depois.
  • ASUS – Especificações, manuais, drivers. A ASUS tem fábrica em São Paulo, mas até hoje (27/05/2002) não tinha site brasileiro;
  • MSI (MicroStar) – Especificações, manuais, drivers;
  • EliteGroup Computer Systems (ECS) – Este fabricante é chamado por alguns vendedores de “Elite”. Especificações, manuais, drivers;
  • FIC – Especificações, manuais, drivers;
  • FIC do Brasil – Especificações e drivers apenas dos modelos de motherboard fabricados no Brasil;
  • NetGate – A Netgate fabrica na Bahia Motherboards com tecnologia da Gigabyte

Automação Industrial

A Automação Industrial é um ramo onde é notóriamente difícil conseguir informações. Quem sabe, esconde (incluindo os fabricantes). Mas existem exceções. Links que eu recomendo nesta área:

  • WEG (tudo em português!) – O site da WEG é um exemplo a ser seguido no item “disponibilizar informação”. Lá você encontra os manuais e catálogos da empresa (motores, inversores, CLP, etc), além de textos técnicos, cópias da revista editada pela empresa, software de auxílio no desenho de motores no Autocad, etc.