conectividade

Conecta-se à Internet mas não consegue navegar?

Texto publicado em 28/07/2004 e atualizado em 02/12/2013

Existem três causas comuns para você não conseguir visitar nenhum site, mesmo conectado à internet:

  • Falta de autenticação
  • Problemas no servidor DNS
  • Problema de LSP

1) Falta de autenticação (usuário e senha):

Isso era muito comum com usuários do IG (em geral) e Velox (qualquer provedor). Isso não é um defeito: é uma característica do serviço prestado por essas empresas. Para a maioria dos provedores, a autenticação é parte da conexão e esta cai automaticamente se a autenticação falhar, sem dar chance a esse problema de “conectado sem poder navegar”. Nos provedores sujeitos a esse problema você autentica pelo browser.

Em 2006 a Telemar (Velox) mudou seu método de autenticação e toda autenticação Velox agora é automática e não é mais necessário autenticar pelo browser.

Porém, mesmo hoje (2012) é preciso ter em mente que se você esquecer de pagar o provedor, ou se o provedor achar que você não pagou, esse problema ocorrerá.

Alguns modems ADSL permitem saber se o problema é esse. Eles tem um LED específico muitas vezes com o nome “Internet” (ou com o símbolo “@” )que ficará apagado ou em uma cor diferente se você não estiver conseguindo autenticar.

2) Problemas no servidor DNS

É fácil constatar se o problema é de DNS: basta ter o número IP de alguns sites e tentar acessá-los pelo número. Por exemplo (endereços válidos em 01/03/2012):

Se você consegue acessar pelo número, o problema é de DNS. Se nem pelo número vai, tente as possibilidades “1″ e “3″ desta página.

Mas o que danado é DNS?

DNS (Domain Name Server) é uma espécie de “lista telefônica” da internet. Na verdade, todo site só pode ser acessado pelo endereço IP, mas como seria humanamente impossível lembrar dos endereços numéricos, criou-se a possibilidade de dar um “apelido” na forma de palavras a cada endereço. Quando você digita “facebook.com” no seu browser, primeiro ele consulta o servidor DNS para saber qual é o IP e somente depois ele começa a se comunicar com facebook.com.

Todo provedor de acesso tem seu próprio servidor DNS. Mas às vezes esse servidor falha e você não consegue mais acessar nada pelo nome do site.

Quando isso acontece eu vou no Windows, em Propriedades do protocolo TCP-IP, e coloco o endereço de um servidor DNS público. Isso se sobrepõe ao servidor DNS indicado automaticamente pelo provedor de acesso e minha conexão, sem nem precisar reiniciar o computador (usando o XP, pelo menos), volta a funcionar 100%.

O exemplo abaixo mostra a alteração feita em uma conexão de rede de 100mbps porque eu acesso via roteador. O processo é semelhante para uma conexão discada direta.

No Painel de Controle, entre em “Conexões de Rede”.

(Ou, usando o teclado, tecle Win+R e digite “ncpa.cpl [ENTER]“).

Você vai precisar entrar na conexão que você usa para acessar a Internet. No meu caso, ela se chama “Rede 100mbps”, mas para a maioria das pessoas ela se chama “Conexão Local <número>” ou “Rede Wifi <número>”.

Clique em Propriedades

Clique duas vezes em “Protocolo TCP/IP”

Selecione e preencha como indicado abaixo (o endereço usado por mim foi omitido)

Você pode usar esses servidores DNS “públicos”:

Google: 8.8.8.8 e 8.8.4.4
Open DNS: 208.67.222.222 e 208.67.220.220

Se você estiver acessando por mais de um computador, usando um roteador, pode até mesmo configurar um servidor DNS diferente para cada máquina e testar se faz alguma diferença na velocidade com que o browser vai buscar a página.

 

3) Problema de LSP

Se nenhuma das opções anteriores é a causa do seu problema, você pode estar com um problema de LSP (Layered Service Provider).

A causa mais comum para esse tipo de coisa é a presença de um Cavalo de Tróia na sua máquina (normalmente do tipo adware). Esses softwares descobriram que podem parasitar o protocolo TCP/IP “inserindo-se” como um “protocol handler” (manipulador de protocolo). O resultado disso é que o Cavalo de Tróia passa a ser um “elo” da rede e sua remoção incorreta (ou seu mal-funcionamento) “quebra a corrente”, deixando o protocolo TCP/IP, essencial para todas as operações na internet, inoperante.

Mesmo que você não esteja impedido de navegar, esses parasitas estarão vigiando o que você faz. Como “protocol handler” cada endereço que você digita no browser passa por eles. E eles podem inclusive impedir que o seu anti-virus se atualize. Por isso é prudente que você remova todos os parasitas desse tipo em sua máquina.

O modo mais simples de fazer isso é usar uma ferramenta de remoção:

Windows XP: WinsockXPFix.
Esse software teoricamente também funciona com Windows 95/98/ME mas ainda não pude testar isso.

Método alternativo (02/12/2013)

Se não quiser ou não puder usar o WinsockXPfix, abra um prompt de comando (pode ser a caixinha que aparece quando você tecla WIN+R) e digite o seguinte:

netsh int ip reset c:\reset.txt [ENTER]

Este comando vai dar um reset nas configurações de TCP-IP do Windows e teoricamente faz exatamente o mesmo que o WinsockXPfix faz, com uma pequeno acréscimo: ele vai explicar no arquivo c:\reset.txt todas as anormalidades que ele modificou. Algo útil se você tiver algum conhecimento técnico e quiser entender o que provocou o problema.

 

Windows 95 ,98 e ME: LSP-Fix . Testado por mim no 98SE. Em alguns casos, LSP-Fix é capaz de identificar sozinho um manipulador de protocolo parasita e oferecer-se para removê-lo. Em outros, você precisará distinguir que manipuladores são parasitas sozinho. Remover o manipulador errado pode complicar ainda mais as coisas. Não é tão difícil, porque basta você comparar a lista apresentada por LSP-Fix na máquina suspeita pela lista apresentada em uma máquina “limpa”. Os manipuladores em comum devem ser deixados onde estão e os manipuladores “a mais” tem grande probabilidade de serem parasitas.

Instruções específicas para o LSP-Fix

Em uma máquina rodando o 98SE, sem parasitas, LSP-Fix mostrará o seguinte

Qualquer coisa a mais ou diferente do lado “keep” pode ser um parasita. Para remover, marque em “I know what i´m doing” (Eu sei o que estou fazendo) para liberar a passagem de itens de “keep” para “remove”. Se LSP-Fix reconhecer um parasita ele o colocará automaticamente em “Remove”, mas você terá que clicar em Finish para confirmar a remoção de qualquer modo.

Você poderá ter que colocar manualmente outros itens excedentes na lista “Remove”. Infelizmente, não posso indicar a você neste tutorial o que você deve remover ou não.

Após fazer isso e reiniciar o computador você já deverá ser capaz de navegar na Internet.

Houve um caso em que não foi possível rodar LSP-Fix, porque acusava sempre erro em Kernel32. Nessa máquina, eu rodei esta ferramenta aqui, que resolveu o problema. Mas cuidado que esta não te deixa ver o que ela está fazendo: é tudo automático. Se ela é mais esperta (ou mais perigosa) que LSP-Fix, ainda não posso dizer. Use com cautela.

51 comments to Conecta-se à Internet mas não consegue navegar?

Deixe uma resposta

  

   - O e-mail neste site serve apenas para que o blog possa lembrar que você já comentou antes. Não é usado como prova de identidade.)

  

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.