Eu poderia ter gostado mais de Titan A.E. (2000), se já não tivesse visto antes

A animação Titan A.E. estava na minha fila para assistir há muito tempo. Eu comprei o o DVD há mais de 10 anos! E acabei descobrindo hoje que não tinha perdido nada, por uma razão inesperada.

Logo ao começar eu gostei do fato de que a arte lembrava a de Planeta do Tesouro (2002), da Disney, mas as semelhanças foram se amontoando e uma hora depois já era mais fácil listar o que é diferente do que o que é igual nos dois filmes, o que tornou Titan A. E. previsível demais. Para piorar, a animação da Disney tem uma estória melhor. Se ao menos eu estivesse vendo uma versão melhorada de Planeta do Tesouro eu teria ficado contente.

2 comentários
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Só assisti a metade de Gifted (Um laço de amor – 2017) e gostei do que vi.

Faz tempo que eu não tenho humor para assistir a dramas, mas eu estava zapeando pelos canais da TV por satélite quando esbarrei numa cena que achei interessante e acabai deixando rolar. O final é surpreendente e muito satisfatório.

2 comentários
  • Arlindo Alves de Almeida Filho - 1 Comentário

    Sou técnico de informática a mais de 40 anos, sempre desconfiei desse produto, é mais uma farsa para enganar os menos desprovidos de conhecimento tecnológico…

    Excelente Matéria!

Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Achei Raya e o Último Dragão muito fraco

A estória não me empolgou, o humor deixou a desejar e não consegui me apegar a nenhum dos personagens. E a semelhança com Mulan só me fez lembrar que Mushu era muito mais engraçado. O final até teve uma cena comovente, mas cuja direção me decepcionou. Poderia ter sido bem melhor.

1 comentário
  • Trabalhador Anonimo - 19 Comentários

    Eu ri muito deste filme. Ultimamente eu tenho desligado o cérebro para assistir qualquer coisa, ai dá para rir muito das coisas.

Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Tentei gostar de Justice Society – World War II, mas não deu

Eu já comentara aqui que tinha ficado desconcertado com o cabelo da mulher maravilha no trailer da nova animação da DC, mas acabei não tendo nenhum problema com a animação em si. Disso eu até gostei. O que me perturbou constantemente foram os diversos problemas de roteiro. Vários deles relacionados ao conselheiro de Aquaman (spoilers):

  •  Por que, quando teve a oportunidade de controlá-la, o conselheiro fez com que Diana atacasse Aquaman, que já estava sob seu controle?
  • Por que Diana, sabendo que Aquaman estava sendo controlado, quando teve a oportunidade atacou o controlado e não o controlador? Medo de ser controlada de novo não combina com a princesa amazona e se fosse esse o caso ela deveria ter elaborado um plano para afastar o controlador, mantendo distância dele;
  • Como o conselheiro chegou ao chão com segurança se não tinha controle sobre a criatura? E por que tendo feito isso não renovou seu controle sobre Aquaman? Ele ia ficar simplesmente ali esperando ser uma das vítimas do bombardeio nazista?

Preciso assistir de novo a The Flashpoint Paradox e Gods And Monsters para renovar minha confiança de que a DC consegue fazer animações boas de vez em quando.

Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

No final, acabei gostando de Love and Monsters (Amor e Monstros, 2021)

Não foi fácil. É difícil simpatizar com o personagem principal, um palerma determinado a ganhar um Prêmio Darwin, e o roteiro não se esforça para fazer sentido. Mas a coisa começa a melhorar por volta dos 32 minutos com a adição de alguns personagens e o filme acaba bem.

Disponível na Netflix.

 

3 comentários
  • Marcel - 58 Comentários

    Assisti despretensiosamente por esses dias. Claro que é um filme leve, cômico, e essa é a intensão. As situações são clichês, mas nem sempre os desfechos são. Embora o fim deixe uma ponta para um segundo filme, o filme não tem exatamente o desfecho esperado…

  • Intruder_A6 - 194 Comentários

    Eu não tinha grandes expectativas pelo filme (não achava que seria grande coisa), mas acabei gostando, talvez por não esperar muito acabe ficando mais fácil. E a história é até divertida (se você não tiver expectativas altas).

  • Intruder_A6 - 194 Comentários

    Um que eu assisti sem levar muita fé e acabei gostando bastante foi Sombra e Ossos (também da Netflix), eu assisti vários episódios por dia (só faço isto se eu realmente gostar bastante), eu simplesmente queria assistir o próximo e tinha dificuldade de parar, bem viciante.

Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Shadow In The Cloud (Uma Sombra na Nuvem – 2021) prova que a opinião de Rotten Tomatoes não vale mais nada

Como um filme que faz as cenas de ação da série Velozes e Furiosos parecerem copiadas de um documentário consegue uma pontuação de 78% dos críticos, mesmo com um elenco, estória e efeitos especiais muito inferiores e sem ter nem uma pontinha de comédia para tentar justificar o absurdo?  O segredo de Shadow In The Cloud parece ter sido incluir uma dose massiva de política de gênero. É um filme feito para deleitar as feministas da quarta onda.

Na época altamente polarizada em que vivemos, quando eu li uma crítica negativa do filme apontando justamente o esforço sobrenatural do roteiro em passar a mensagem que “todos os homens são porcos” num filme de guerra-ação-horror (ainda se fosse num romance ou drama), eu achei que pudesse haver algum exagero na crítica. Não havia. E se fosse só esse o problema ainda dava para ignorar, mas depois disso só piora. Não há nada que se aproveite no filme. Nenhuma cena. Nenhum diálogo. Nada.

1 comentário
  • Trabalharo Anonimo - 19 Comentários

    Assisti esse filme também. Desliguei o senso comum e deixei apenas a diversão. Nem assim algo relevante, a não ser a atuação da Chloë Grace Moretz. Ela tem melhorado bastante. Agora se quer ver um filme dela que vale cada segundo, procure Brain on Fire. Ela dá um show de interpretação baseado em uma história real.

Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Gostei de Boss Level, mas só porque não levei a sério

Eu até comecei a listar os problemas que encontrei no roteiro, mas depois vi que era tolice. Boss Level precisa ser tratado como comédia e assistido sem prestar atenção ao enredo, pois de todos os filmes no estilo “dia da marmota” (Feitiço do Tempo) que já assisti, este é o que menos faz sentido e não creio que o roteirista tenha se preocupado com isso. Gostei dos personagens e dos diálogos.

3 comentários
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Godzilla vs Kong é mais absurdo que The Core, sem ter a mesma graça

O enredo de O Núcleo depende de uma variedade de absurdos científicos, mas pelo menos tem personagens interessantes, razoavelmente desenvolvidos ao longo da trama, que se comportam de uma maneira mais ou menos verossímil.

Em Godzilla vs Kong eu estava pronto para ignorar o abuso científico, considerando que são “as regras desse universo”. Mas eu não consigo tolerar isso mais a trama idiota e os personagens caricatos. É demais. Remover toda a trama paralela com Millie Bob Brown ajudaria bastante nesse aspecto, mas ainda não resolveria todos os problemas. É bom ter em mente que tirando a irracionalidade crescente do personagem de Samuel L. Jackson, no geral eu gostei de Kong: Skull Island, onde a irracionalidade do personagem, apesar de desagradável, ainda é verossímil, o que ajuda a compensar os outros absurdos.

Eu entendo que “Godzilla! Kong! Mechagodzilla! Fight!!!!” exerce um apelo para certas audiências, mas eu tenho um problema fundamental com esse tipo de filme, porque não consigo parar de pensar que a cada golpe milhares de pessoas estão morrendo.  Para eu conseguir superar essa sensação o filme precisa ter qualidades que me distraiam. Não é o caso desse filme.

3 comentários
  • Marcelo Neuri Haag - 70 Comentários

    Eu assisti… mas foi difícil! Eu juro que pensei que o diretor era o Michael Bay, da sofrida franquia “Transformers”, porque achei o estilo MUITO parecido (no PIOR sentido da palavra)… mas o pior que não… e convenhamos: se é para ver cenas de luta com tantas mortes assim eu era mais de quando criança assistia “Ultraman” na TV e via atores usando fantasias de borracha destruindo e caindo em prédios de papelão… :-P

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      O único Transformers que eu lembro de ter gostado foi o primeiro. E eu também não me importaria com Godzilla rasgando prédios de papelão com aquele laser absurdo dele :lol:

  • Jefferson - 6.253 Comentários

    Eu lembrei mal as minhas impressões sobre Kong: Skull Island. Achei o roteiro mais idiota do que eu lembrava.

Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Adorei Homem Aranha no Aranhaverso (2018)

É a segunda vez que assisto. Gostei do estilo e qualidade da animação, do enredo, dos personagens, do humor, da música e das vozes (originais).

Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Não gostei de IO (2020)

Não vou chegar a dizer que o filme da Netflix seja objetivamente ruim. Melhor dizer que não faz o meu gênero. É monótono, os atores não tem graça (apenas quatro humanos aparecem em todo o filme) e não tem carisma (ajudaria a amenizar o sofrimento de ficar duas horas olhando para as expressões deles), os personagens são chatos e o enredo não é grande coisa. Um ou dois diálogos interessantes e nada mais. Eu assisti por estar classificado como “Sci-Fi e fantasia”, dois dos meus gêneros preferidos, mas 90% dele é drama monótono.

2 comentários
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »