Séries: The Witcher é interessante mas deixa muito a desejar

Disponível na Netflix. Neste texto eu tento evitar spoilers.

Ignore o hype que diz que a série se parece com Game of Thrones porque as únicas semelhanças notáveis são os peitos de fora (e os únicos que são minimamente interessantes são os de Anya Chalotra) e a direção e roteiro fracos das duas últimas temporadas de GoT.

No primeiro episódio já temos a corcunda que se teleporta diante de duas testemunhas que a conhecem e… ninguém comenta a respeito depois. Mousesack simplesmente desaparece durante sua fuga com a princesa como se tivesse ido bater um papo com os soldados inimigos. E você só vai chegar a esse ponto se não tiver desistido da série logo nos dois primeiros minutos, ao testemunhar a batalha de Gerart na água que em um momento é funda como uma piscina olímpica e no outro não passa de uma poça.

Inconsistências demais. Num episódio Gerart é praticamente invencível mesmo enfrentando sozinho monstros formidáveis e no outro apanha ou é quase derrotado por um humano qualquer.  Numa hora Yennefer pode fazer coisas inacreditáveis e em outra fica parada como se fosse impotente. Aprendemos de forma bem didática que a mais simples magia requer sacrifício enquanto vemos grandes feitos não parecerem requerer sacrifício nenhum.  Num episódio Gerart tem o nariz de um cão farejador e no outro parece que está com o nariz entupido. Criaturas “míticas” fazem coisas “impossíveis” (palavras do próprio Gerart) e nem o Lobo Branco, nem mais ninguém faz qualquer comentário posterior a respeito. Num universo sem regras não há emoção, porque o roteirista pode inventar qualquer coisa, qualquer problema e qualquer solução para o mesmo.

Constrangedor. Eu me considero uma pessoa de mente aberta mas da forma brusca e absurda como foi apresentado o romance de Duny com Pavetta até eu ia querer arrancar a cabeça dele, repetidas vezes.

A linha do tempo é propositalmente confusa. Passado e presente se misturam e só fui notar isso no episódio quatro. E continuou me confundindo até o episódio sete, quando passado e presente parecem ter finalmente se encontrado. O que o diretor tinha na cabeça quando decidiu fazer dessa maneira ainda é um mistério para mim. E mesmo quando estamos vendo apenas o passado, anos se passam de uma cena para a cena seguinte com os mesmos personagens, sem aviso, porque ninguém parece envelhecer nessa série. A Yennefer do episódio quatro é pelo menos trinta anos mais velha que a Yennefer do episódio três e mesmo prestando atenção ao diálogo você acha mais fácil acreditar que não entendeu o que foi dito do que acreditar que 30 anos se passaram de uma cena para outra. Eu achei que ela estava falando de modo figurado. Na minha opinião, cada flashback precisava vir acompanhado do texto “xx dias antes da invasão de Cintra”. Agora eu preciso assistir de novo só para colocar os eventos em seu devido contexto, mas não vejo nenhum ganho com isso. Em muitas obras o diretor me fez assistir de novo e eu fiquei grato pela surpresa mas o caso de Witcher é o primeiro em que eu fiquei p*to. Se isso for explicável por causa da minha notória dificuldade para lembrar de rostos eu aceito retirar a reclamação.

Os atores não são grande coisa. Henry Cavill, que é o único rosto conhecido, continua interpretando Henry Cavill. Pode ter sido a escolha perfeita para o papel de superman rabugento, mas tirando o mau humor não parece diferente de nenhum outro papel dele. E no quesito interpretação Anya Chalotra estava melhor antes de sua transformação.

Estou curioso para ver o que acontece na segunda temporada, mas só curioso. Se a série tivesse sido cancelada não ia me fazer a menor falta.

 

 

 

Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Gostei da primeira temporada de The Madalorian (O Mandaloriano, 2019)

Os dois últimos episódios exageraram no dramalhão e eu não estou certo de que entendo por que o império precisava da ajuda de caçadores de recompensas para ir buscar a criança, mas com todos os defeitos essa série ainda tem melhor enredo e direção que muitos filmes do universo Star Wars.

Menção honrosa para Gina Carano. Estou tão acostumado com vê-la entrar muda e sair calada nos filmes que o desempenho dela me surpreendeu. Será que o diretor fez ela repetir as falas 30 vezes até ficar bom? Ou ela realmente sabe falar e ninguém dá chance a ela? Pensando bem, talvez eu a esteja confundindo com outra atriz…

19 comentários
  • Marcelo Neuri Haag - 51 Comentários

    Bom dia. Jefferson, essa série se passa após a queda do Império… o que ficou para trás são, digamos, “Senhores da Guerra”, ex-oficiais do Império com tropas ainda leais…

    • Jefferson - 6.044 Comentários

      Eu me expressei mal. Até o momento em que o “cliente” era apenas um cara, um médico/cientista e meia dúzia de stormtroopers apelar para os caçadores de recompensas fazia sentido, mas depois que entrou em cena o Moff Gideon e somos apresentados ao armamento e tropa sob as ordens dele, deixa de fazer.

      Ainda mais vendo que ele tem tanta gente sobrando que pode se dar ao luxo de (e tem o poder para) ordenar a morte de seu próprio pessoal só para “fazer uma entrada triunfal” sem temer deserção ou motim. Isso é para quem tem ainda mais cartas na manga do que o que estamos vendo.

  • Marcelo Neuri Haag - 51 Comentários

    Voltou a segunda temporada… segue o alto nível…

    • Jefferson - 6.044 Comentários

      Eu tive alguns problemas com os episódios de S02E01 a S02E03:

      1)Logo nos primeiros minutos do primeiro episódio eu me aborreci quando vi ele usar uma arma que supostamente era muito cara e ele já havia exaurido, sem explicação de como ele arrumou dinheiro para recarregá-la.
      2)Me incomodou o fato de que a criança não usou mais seus poderes (exceto a capacidade que ele tem de escapar de onde foi guardado, mas sempre para efeito cômico);
      3)A batalha com o dragão mostrou muito a mão da Disney para o meu gosto. Quantos morreram naquela batalha? Ninguém? Dúzias? O cuspe do dragão derretia as pessoas ou só sujava de verde?
      4)Para um experiente assassino e sobrevivente, ele parece cair em armadilhas muito estúpidas. A primeira foi com a bike no deserto e a segunda no navio.

      Mas apesar disso eu gostei bastante. Continua tendo um nível mais alto que a maioria das coisas que tenho tentado assistir ultimamente.

      • Marcelo Neuri Haag - 51 Comentários

        Pois é, e mais uma: o “Baby Yoda” comer descaradamente os ovos da “Lady Frog”? O Mandaloriano simplesmente o repreende? A mãe não dá falta de uns quantos ovos? Quando vi aquilo fiquei até pasmo! E depois o Baby ir comer o ovo da aranha deu m****… tá faltando um “corretivo” nesse guri… :lol:

        • Jefferson - 6.044 Comentários

          Concordo. Quando eu vi ele comendo o primeiro ovo eu já achei uma temeridade e me surpreendi com a falta de “ênfase” na resposta (eu tentaria fazê-lo vomitar). Daí em diante o comportamento do Mandaloriano quanto a isso foi ainda mais repreensível.

          Quando vi aquilo fiquei até pasmo! E depois o Baby ir comer o ovo da aranha deu m****… tá faltando um “corretivo” nesse guri… :lol:

          Eu tive a mesma impressão! E agora que ele não está ajudando em nada (exceto dedurar a escapada da mamãe sapo) devia ficar engaiolado o tempo todo.

        • Jefferson - 6.044 Comentários

          Quando o Mandaloriano deixou o aprendiz de Houdini com mamãe e papai sapo sabendo perfeitamente do que ele é capaz eu pensei “mas que p**** é essa?”

  • Jefferson - 6.044 Comentários

    Os episódios 4 e 5 da segunda foram… assim… completamente esquecíveis…

    • Snow_man - 262 Comentários

      Não assisti aos desenhos/animações; o que achou da Ahsoka Tano?

      • Jefferson - 6.044 Comentários

        Eu também não assisti a nenhuma animação do universo Star Wars. Para mim Tano até agora é apenas mais um personagem secundário, menos interessante que Kuiil e Peli.

        • Marcelo Neuri Haag - 51 Comentários

          Ah, mas essa é a questão… que é, digamos, “fã da franquia” vibrou com a aparição da Ahsoka… ela é um dos personagens “secundários” com mais potencial que apareceu até agora!

    • Jefferson - 6.044 Comentários

      O termo “resenha” do título foi bem escolhido. Eu teria uma objeção pronta se ele tivesse chamado o que escreveu de “crítica” ou até de “análise”. Fanboy em ação :lol:

  • Jefferson - 6.044 Comentários

    Com os episódios 6 e 7 da segunda, Mandalorian começa a abusar da minha paciência.

    No episódio 6:

    1)Aquele campo de energia provoca amnésia temporária? Ou seria um loop temporal? Só isso justifica o comportamento repetitivo de Mando.

    2)A nave de Moff Gideon pôde destruir a de Mando com apenas um disparo, mesmo de algum ponto acima das nuvens, mas não fez *nada* contra a de Bobba Fett, que estava claramente ajudando Mando, mesmo quando este chegou bem perto dela.

    3)Por que o poder de fogo usado para destruir a nava de Mando não foi usado para matar o próprio? Não havia risco de matar o garoto porque eles claramente sabiam onde o garoto estava (do contrário não teriam atirado na nave).

    4)O garoto não fez nada para impedir sua captura, mas mais adiante se mostra bem capaz de lidar com inimigos. Claro, para isso a desculpa vai ser cansaço.

    Etc, etc… isso é só do que me lembro uma semana depois de assistir ao episódio.

    No episódio 7

    1)É para a gente acreditar que o Império não tem os recursos materiais e pessoais para dar uma escolta para os transportes de minério ou reagir prontamente a um ataque? Que cada transporte que consegue chegar das minas é uma vitória? Mas tem os recursos materiais e pessoais para continuar construindo e perdendo transportes e respectivos condutores? Aqueles dois Tie Fighters estavam guardados para ocasiões especiais?

    2)Qualquer que tenha sido o processo mental que levou Mando a mostrar seu rosto para múltiplos indivíduos, não houve o devido desenvolvimento. Sabemos que é imperativo para Mando salvar o garoto, mas era necessário deixar claro o conflito interno dele, porque também é um imperativo para um Mandaloriano que ninguém nunca veja seu rosto. O autor do script simplesmente jogou pro alto o desenvolvimento do personagem.

    3)Faltou Mayfeld demonstrar o devido espanto com relação ao ponto anterior

    4)Que espécie de sistema de reconhecimento facial é esse que dá acesso a um *total* estranho, desde que mostre o rosto?

    5)Mando nem tem mais nave própria, depende de carona, e “lidera” um grupo de três pessoas contando com ele mas acha adequado ficar mandando mensagem “ameaçadora” para Moff Gideon? O cara que chutou a bunda dele pelo menos duas vezes?

    Falta pouco para Mandalorian ter o mesmo destino que ST:Discovery no que diz respeito ao meu tempo.

  • Jefferson - 6.044 Comentários

    O episódio 8 foi muito melhor que os últimos quatro. Aquele, sim, foi um momento adequado para Mando mostrar o rosto.

    Mas ainda tenho reclamações a fazer:

    1)Para onde foi Fett? Por que ele não reapareceu depois que as defesas da nave de Gideon foram desabilitadas? Poderia ter ajudado com os droides.

    2)Como é que Mando assume que simplesmente jogar os droides para fora da nave vai surtir efeito?

    3)Como é que surte efeito por tanto tempo? Os droides demoraram muito para se dar conta de que tinham a capacidade de navegar no espaço? Estavam esperando convite ou permissão para entrar na nave?

  • Snow_man - 262 Comentários

    1) a desculpa seria de que se ele estivesse na nave quando a pessoa deus ex machina aparecesse, iriam se reconhecer e ia dar treta.

    2 e 3 realmente complicado; e pra que aquela ponte no meio de uma nave? :dashhead1:

    • Jefferson - 6.044 Comentários

      1) a desculpa seria de que se ele estivesse na nave quando a pessoa deus ex machina aparecesse, iriam se reconhecer e ia dar treta.

      É uma “desculpa” para fans. Eu não faço idéia de qual a familiaridade de Fett com o “Deus ex machina” do episódio :lol:

      E coloquei “desculpa” entre aspas porque o fato do roteirista não saber o que fazer nunca é desculpa válida. No mínimo o roteiro precisaria explicitar uma razão para Fett não ter voltado para ajudar, porque o óbvio seria justamente ele voltar.

      e pra que aquela ponte no meio de uma nave?

      Bem lembrado.

    • Jefferson - 6.044 Comentários

      Puxando pela memória e tentando me lembrar onde se encaixam na linha de tempo Jango Fett e Boba Fett eu consegui, sem pedir a ajuda ao Google, entender porque seria melhor Fett não estar na nave :lol:
      Mas insisto que não é desculpa para não fornecerem uma desculpa.

Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Estou gostando de Another Life (Outra Vida, 2019)

Encontrei na Netflix. Até agora só assisti a dois episódios mas estou gostando do enredo, dos valores de produção, dos atores e da direção. Com exceção de William, ainda não estou certo de que gosto dos personagens.

 

11 comentários
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Series: Gosto de Lucifer, desde que eu não dê muita atenção

Ainda estou na terceira temporada.

Eu tinha a idéia de que Lucifer era algo parecido com Sobrenatural e não estava com humor para investir meu tempo nesse tipo de coisa (Não me entenda mal: eu gosto muito de Sobrenatural). Eu só comecei a assistir recentemente porque não havia nada de mais interessante na TV por assinatura então deixei rolando enquanto fazia outra coisa. Apesar de flertar com temas sérios a ênfase de Lucifer é na comédia. Gostei do que ouvi.

O danado é que só assim, ouvindo, para realmente apreciar a série. Quando eu comecei a dar minha total atenção aos episódios, os erros flagrantes de direção e enredo começaram a ficar evidentes.  O problema é que os episódios seguem a vida da detetive de homicídios Chloe Decker, mas cada um deles é só uma desculpa para explorar a vida da “família mais disfuncional do universo” (Deus, Lucifer, etc). Em cada episódio vítimas, vilões e motivos são escolhidos cuidadosamente para chamar a atenção para os conflitos entre os personagens. É tudo tão “descartável” que os buracos no roteiro são evidentes.

São muitas as situações absurdas e isso já descontando toda a fantasia.  Uma das mais espetaculares ocorreu no apartamento de Candy em S03:E06. Foi doloroso continuar assistindo a cena e acho que nem no Brasil a Polícia é tão “banana”. Por outro lado um dos melhores episódios é S02:E14 e eu me senti na obrigação de assistir de novo para apreciar todo o desempenho de Candy. E não, não estou falando apenas dos dotes físicos dela :D

Eu assisto basicamente pela comédia, as “metáforas”, os personagens e atores. Mazekeen poderia ser melhor, mas escalar “Cylon Six” como “mom” foi muito bom. O relacionamento de Lúcifer com a detetive é possivelmente mais engraçado que o de Castle (faz tempo que não assisto). O fato de que ele sempre diz a verdade para ela, que se sente na obrigação de achar que ele está mentindo ou falando por metáforas é muito engraçado.

5 comentários
  • Marcelo Neuri Haag - 51 Comentários

    Bom dia. Já ouviu falar das séries “Dark” e “The Rain”?

  • Trabalhador Anonimo - 11 Comentários

    Como você eu ligo o modo “ignorar” e sigo me divertindo. Já estou na segunda volta da série. Gosto muito principalmente que as piadas não são políticas, são sempre sobre o relacionamento humano, e divino.
    Alerta de Spoiler nesta 5ª temporada, Deus vai dar o ar da graça. Pena que a Netflix empurrou a segunda metade para 2021.
    Essa realmente é a melhor serie de comédia que já assisti.

  • Jefferson - 6.044 Comentários

    Apesar de todos os defeitos, o final de S03E23 foi realmente comovente.

Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Só descobri que Game of Thrones tinha começado após perder dois episódios

É inacreditável.

Eu tenho um ponto de TV por assinatura na mesa onde trabalho e estudo e quando não estou sintonizado na GloboNews estou zapeando pelos canais de filmes procurando algo para ficar pelo menos ouvindo e aperfeiçoar meu inglês. E tenho HBO.

E não estive morando debaixo de uma pedra nas últimas semanas.

Por isso ainda é um absoluto mistério para mim como eu só fiquei sabendo da estréia da última temporada de Game of Thrones depois de perder dois episódios. Na hora em que passava o segundo episódio o amigo José Neto ainda comentou no Whatsapp que estava “assistindo GoT”, mas na hora eu interpretei que ele estivesse vendo uma reprise porque eu poderia jurar que a oitava temporada só seria exibida em outubro. Somente dois dias depois, após outro comentário dele eu me dei conta de que estava perdendo a série. Eu realmente queria ter visto a minha cara na ocasião.

Duas coisas que certamente contribuíram para minha cegueira temporária foram:

  • Eu tenho um bloqueio total de anúncios no meu PC principal;
  • Nas últimas semanas eu tenho usado pouco a TV por causa da proximidade da semana de provas na faculdade.

Sim, isso certamente contribuiu, mas não explica inteiramente.

Mas meus surtos de homem-das-cavernas nem são realmente novidade. Vamos ao que realmente interessa:

Esses dois primeiros episódios foram comoventes. É uma pena que tudo tenha que ocorrer tão rápido mas os diretores souberam como fazer para deixar um homem crescido com lágrimas nos olhos várias vezes, então tenho que dar o braço a torcer para eles nesse quesito. Porém o resto deixa a desejar.

  • O encontro de Tormund e Edd no castelo Umber foi ridículo. Até parece que numa situação real Edd hesitaria no meio de um ataque a tão curta distância, para depois gritar “para trás, ele tem olhos azuis!” em vez de meter a espada no “zumbi” da frente (Tormund) e fugir;
  • Espero que as defesas que eles estão colocando ao redor do castelo sejam melhores do que parecem. Está implícito no diálogo que há uma armadilha oculta envolvendo fogo mas ainda assim está parecendo que Jon Snow esqueceu como foi formidável a invasão a Hardhome;
  • O plano para pegar o Rei da Noite é absurdo. Então eles vão colocar os dragões no destacamento que vai defender Brandon do Rei da Noite? O mesmo atleta de lançamento de dardo de força e pontaria sobrenaturais que matou e converteu um dos dragões com extrema facilidade à vista de vários dos presentes na reunião?
  • E eles ainda estão contando com o fato de que o Rei da Noite tenha pressa, quando ele pode perfeitamente cercar Winterfell e esperar que todos lá morram de fome ao primeiro sinal de problemas na invasão. Afinal, o Rei da Noite não esperou pacientemente no cerco à Sociedade dos Imbecis até ganhar um dragão? É lógico que não é isso que vai acontecer porque a série tem pressa mas seria legal ver pelo menos o Tyrion mencionar essa possibilidade, não é?
17 comentários
  • Jefferson - 6.044 Comentários

    Outra coisa que vale a pena comentar é o diálogo entre Sansa e Tyrion aos 14min do primeiro episódio. Tyrion está dizendo para Sansa: “Mas eu prometo, você estará segura…” quando Sansa o interrompe. Eu ainda acredito que Sansa pode estar manipulando todos.

  • Jefferson - 6.044 Comentários

    Onde está Benjen?
    Onde está Edmure Tully (e toda a Casa Tully)?

  • VR5 - 398 Comentários

    Eu já não espero mais muita coisa dessa série. Estou no “piloto automático”, se é que me entende. Agora estou mais interessado na série “Mars”, que mistura ficção (pelo menos “tentando” ser corretamente científica) com depoimentos atuais:
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Marte_(série_de_televisão)

    P. S. – Estou sempre lhe avisando por e-mail quando comento, pois sempre cai na “Seu comentário está aguardando a moderação.”

  • Jefferson - 6.044 Comentários

    Para mim o ponto alto do episódio S08E03 foi a morte do Rei da Noite pelas mãos de Arya. Verossímil (no universo de GoT), bem executado e bem dirigido. O trecho quando ela passa pelos White Walkers e um deles só percebe pelo vento no cabelo é perfeito.

    Mas o Jon Snow bancando o macho alfa na frente do dragão de gelo foi de lascar.
    E de quem foi a idéia de mandar os Dothraki na linha de frente? Eu entendo que visualmente foi impressionante mas Jon Snow sabia perfeitamente que qualquer defesa do castelo que não envolvesse fogo, muito fogo, só resultaria apenas em fornecer mais combatentes para o inimigo. Jon sabia pelo que aconteceu em Hardhome que o tempo entre a morte do indivíduo e ele poder ser convertido era desprezível.

    E dois dias antes do episódio eu estava me perguntando onde estava Melisandre, mas esqueci completamente dela no dia do episódio. Foi uma boa surpresa.

  • Eduardo Viriato de Medeiros - 4 Comentários

    Oi Jefferson

    aguarde para breve a “The Long Night”, o spinoff da série Game of Thrones que se passará 10.000 anos antes da época “atual” e contará a história do “Mundo Conhecido”, particularmente do continente “Westeros”, suas dinastias, e a origem dos Dragões, dos “Caminhantes Brancos”, etc.

    A idéia obviamente é aproveitar o sucesso e enorme audiência da série, e principalmente a fantástica equipe de produção e filmagem. Já está com elenco escolhido, muita verba, e parece que já teriam começado a filmar.

    Já há projetos consistentes para dois outros spinoffs, mas segundo fontes da HBO serão cinco séries derivadas de GOT. O objetivo é não deixar a peteca cair.

    Abs

    • Jefferson - 6.044 Comentários

      Depois da decepção que foram as duas últimas temporadas eu não me vejo empenhando meu tempo em mais nada desse universo. Talvez daqui a uns anos quando já tiverem terminado e as críticas forem boas eu assista a uma maratona, mas assistir episódio a episódio?

      Não vai rolar.

      • VR5 - 398 Comentários

        Pior foi a outra série do George R. R. Martin: “Nightflyers”… essa ganhou o prêmio da maior decepção sci fi dos últimos anos…

  • VR5 - 398 Comentários

    Está assistindo ainda?

    • Jefferson - 6.044 Comentários

      Ainda. E continua decepcionante.

      No último episódio tivemos um dragão com superpoderes que além de “dragonfire” cospe também bombas incendiárias de 500kg. Junte-se a isso Daenerys vencer sozinha a batalha usando uma estratégia que não fazia sentido, “escorpiões” que parecem estar na cena só enfeitando o castelo, Jon Snow novamente agindo como um idiota…

      Não vou colocar no mesmo saco Dany assumindo o papel de “rainha louca” porque isso é só uma virada desagradável da trama e não necessariamente “lazy writing”.

      • VR5 - 398 Comentários

        Como dizem em Westeros : “Sempre que um novo Targaryen nasce os deuses atiram uma moeda ao ar e o mundo segura a respiração para ver de que lado cairá”… loucura da família aflorou?

        • Jefferson - 6.044 Comentários

          É a explicação mais aceitável. Dany já demonstrava não “ser flor que se cheire” desde S06E09 quando queria destruir três cidades: Yunkai, Astapor e Volantis porque estava contrariada com os mercadores de escravos, mas naquela ocasião ela pôde ser convencida a não fazer isso por Tyrion. Mas no último episódio ela estava procurando uma razão para não queimar o próprio Tyrion.

          Agora eu não me surpreenderia nem se ela morresse pelas mãos de Bronn. Afinal, se ela cozinhar Tyrion por ter soltado Jaime, nosso “mercenário favorito” perde a última chance de ganhar um castelo.

  • VR5 - 398 Comentários

    Terminou… final estilo “Loth 2.0″…

    • VR5 - 398 Comentários

      Perdão, quis dizer “Lost 2.0″… kkk

      • Jefferson - 6.044 Comentários

        Segurem os spoilers. Estou internado desde a quinta e aqui no hospital não está pegando HBO. Devo receber alta ainda hoje e lá em casa eu dou um jeito.

      • Jefferson - 6.044 Comentários

        Bem… Finalmente assisti ao final. Não foi nada do que eu esperava, mas tenho que admitir que pelo menos foi mais parecido com o drama “realista” que aprendemos a apreciar nas primeiras temporadas da série.

        Eu queria ter visto uma batalha entre o restante das forças dos sete reinos e Daenerys, que teria que ser vencida obviamente por estratégia e sorte porque aquele novo modelo de dragão cuspidor de bombas não poderia ser derrotado de outra forma. Com Jon liderando e ganhando o trono não apenas pelo seu direito de sangue, mas por ter livrado Westeros do último tirano.

        Porém eu aceito que não estava assistindo a um conto de fadas.

        Mas para não deixar de reclamar:

        1)Jon conseguiu “resolver o problema” com uma facilidade inaceitável. Eu não consigo ver a lógica de Daenerys estar sem escolta permanente por mais de uma razão, incluindo o fato de estar em território “recém-conquistado”.

        2)Drogon praticamente se empenhou para “limpar a barra” de Jon. E o que foi que este fez? Foi lá fora e contou para todo mundo sobre a traição dele?

Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Estou gostando de The Magicians

A série não estava no meu radar mas por acaso eu vi uma entrevista onde um dos atores a descreveu como uma versão adulta de Harry Potter e decidi conferir no canal SyFy quando estava passando o episódio S02E02. Fui fisgado. Assisti mais alguns episódios na seqüência e descobri que tinha que ver tudo desde a primeira temporada.

Mas é estritamente para quem é fã de fantasia.

A direção poderia ser bem melhor e a narrativa é cheia de problemas como inconsistências nos poderes mágicos e buracos no roteiro, mas eu adorei o universo, os personagens, os atores e os diálogos (basicamente, o humor ácido e as referências culturais – não espere ganhar nenhuma sabedoria nessa série, porque não há). Se você focar nas inconsistências não vai agüentar por muito tempo por isso é melhor “esquecer” o que você já tinha visto em episódios anteriores e aproveitar o passeio pela imaginação dos roteiristas.

Vale a pena citar que eu não consegui ver graça nenhuma em Olivia Taylor Dudley (seios grandes demais para o meu gosto) mas quando ela incorpora o personagem de Alice Quinn e está vestida com o “uniforme” (óculos, saia e blusa até o pescoço) eu a acho incrivelmente sexy! Seguramente, eu a acho muito mais atraente vestida.

Já Margo e Julia… hummm… :lol:

Ainda estou no início da segunda temporada.

6 comentários
  • Jefferson - 6.044 Comentários

    Esqueci de avisar: se ver romance entre homens for perturbador para você, não assista. A série é bem escrachada com relação a sexo em geral e um dos personagens principais é bissexual. Eu não tenho com problemas com isso mas nos 20 episódios que já assisti ainda encontrei duas cenas que achei exageradas. Então se isso te incomoda essa série não é para você.

  • Jefferson - 6.044 Comentários

    Um problema recorrente do roteiro é a irresponsável predisposição de todos os estudantes de magia (que são todos adultos) a tentar resolver todos os problemas sozinhos ou com a ajuda de outros estudantes, mesmo quando o curso de ação mais óbvio seria consultar os mestres ou pelo menos avisá-los sobre o que está havendo.

    Notar que logo nos primeiros episódios um dos professores morreu e o reitor perdeu a visão por causa de uma dessas decisões dos estudantes. Mas não é dada uma razão lógica no roteiro para eles continuarem aleatoriamente agindo como se não houvesse a quem pedir ajuda mas “lembrando” de pedir ajuda quando é conveniente para o roteiro.

  • Jefferson - 6.044 Comentários

    Terminei de assistir à terceira temporada. Os problemas só aumentam mas eu gostei assim mesmo.

  • VR5 - 398 Comentários

    E eu sigo firme assistindo a excelente “Into the Badlands”…

  • Matuto - 103 Comentários

    Eu assisti a primeira temporada só pelo motivo de gostar de “mágica”. Eu achei que seria algo parecido com o filme “Now You See Me” (recomendo!), mas a “viagem” dos roteiristas foi longe demais pra mim! heheheh

    Ao final da primeira temporada, até agora, não me deu vontade nenhuma de sequer ver como começa a segunda temporada.

    Essa série parece com a “zorra” que é a série “Once Upon a Time”, que particularmente acho uma m**da.

Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Estou gostando de Knights of Sidonia (2014)

No futuro de Knights of Sidonia antes da Terra se destruída por uma raça alienígena centenas de naves geracionais foram lançadas ao espaço para tentar salvar a raça humana. A série conta a estória dos sobreviventes em uma dessas naves, a Sidonia, cuja tripulação não faz idéia se as outras naves sobreviveram e acaba de reencontrar os alienígenas 100 anos depois da última batalha.

Apesar de ser mais uma estória de “Mecha“, os combates são apenas uma parte pequena da narrativa e o autor se esforça para que a ciência seja plausível. Tanto que algumas situações você não consegue entender até perceber que está muito habituado ao modelo “Star Trek” de absurdos. Existem poucas cenas de humor e estas são praticamente centradas no triângulo (quadrado? pentágono?) amoroso entre os personagens principais.

A estória de Sidonia e seus habitantes é interessante e é contada aos poucos. Você só consegue realmente entender o que se passa a partir do oitavo episódio. Eu tenho mais dificuldade porque:

  • Em japonês, sobrenomes vem antes do nome e eu tenho dificuldade para me adaptar a isso. Entre outros problemas eu deixo de perceber imediatamente que dois personagens são parentes;
  • Alguns personagens são chamados pelo nome e pelo sobrenome na mesma cena, por pessoas diferentes;
  • Eu tenho grande dificuldade para lembrar nomes japoneses;
  • Tenho dificuldade para lembrar de rostos em geral  e isso parece particularmente difícil para mim em anime. O fato de existirem 11 gêmeas e esse número só ser revelado no episódio 6 só me deixou mais confuso;

Então eu tenho que freqüentemente parar e assistir a cena ou cenas relacionadas de episódios passados de novo antes de prosseguir para não perder completamente o fio da meada.

A única coisa que eu realmente não gostei foram dos eventos do episódio 7. Para não dar spoiler, um dos pilotos trai a população da Terra colocando a culpa em outro, que não se defende apesar de saber perfeitamente quem fez e como. E a reação de parte da população é no mínimo de ingratidão.

A primeira temporada tem 12 episódios de 24 minutos. Tirando as introduções e créditos finais são quatro horas e acaba com muita coisa explicada mas ainda com diversos buracos. Vou assistir à segunda.

Eu só encontrei o trailer em japonês. Dá para ter uma idéia dos visuais.

3 comentários
  • Jefferson - 6.044 Comentários

    Esqueci de mencionar que as duas temporadas estão disponíveis dubladas e legendadas no catálogo brasileiro da Netflix.

  • Paulo - 11 Comentários

    Eu adorei o anime e fui ler o mangá para completar a história.

    O enredo é muito bom.

  • Jefferson - 6.044 Comentários

    Eu gostei da segunda temporada, mas não tanto quanto gostei da primeira. Nenhuma das dúvidas que eu tinha ao final da primeira foi esclarecida, novas dúvidas surgiram, e a série descambou para a fantasia. E falta pelo menos uma terceira temporada para terminar a estória.

    Vou ver se o manga responde minhas dúvidas

Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Estou gostando de Counterpart

Na realidade alternativa de Counterpart um experimento feito em Berlim, Alemanha Oriental, durante a guerra fria, abriu um portal para uma realidade paralela que era uma perfeita cópia da nossa, mas no momento da abertura do portal iniciou-se uma divergência. Hoje, 30 anos depois, a existência da duplicata ainda é um segredo muito bem guardado nos dois mundos e o trânsito entre eles, que só pode ocorrer pelo portal, é rigorosamente vigiado. A tensão diplomática é grande e constante principalmente porque anos atrás a Terra Prime (a “outra”) foi devastada por uma pandemia e culpam a Terra Alpha (a “nossa”) por isso.

O foco da trama é um plano secreto e não autorizado criado na Terra Prime para matar certos indivíduos na Terra Alpha em preparação para um evento maior, mas francamente eu estou dando pouca atenção a isso. Eu fiquei fascinado com a narração da divergência entre as duas realidades. Entre outras diferenças, por causa da pandemia, o desenvolvimento tecnológico na Terra Prime foi atrasado indiretamente pelos milhões (bilhões?) de mortos e pelo esforço concentrado em avanços na medicina. A diplomacia na Terra Alpha tenta barganhar as descobertas na medicina e outras, como agricultura e mineração, sempre que pode.

Até onde deu para entender porque ainda estamos no quarto episódio criou-se lá um estado quase autoritário onde  sequer o fumo existe mais e não reportar que se está doente é um crime, incluindo prisão para os amigos e familiares que não denunciarem. Viajantes diplomáticos da Terra Prime, incluindo o próprio embaixador, são instruídos pelo seu próprio governo a não prestarem atenção a nada na Terra Alpha e viajam em carros fechados.

Gosto do fato de que os diálogos parecem naturais e você precisa prestar atenção para pescar aqui e ali o necessário para entender o que se passa entre as duas realidades, mas ainda estou explicando esperando que se esclareçam alguns pontos que não fazem sentido, como o fato de existirem espiões e assassinos passando por um portal que é fortemente vigiado dos dois lados.

29 comentários
  • rodrigomotta - 114 Comentários

    Pelo que voce descreveu parece a excelente “Fringe”.
    Vou conferir sua indicação =)

  • VR5 - 398 Comentários

    Também estou assistindo e gostando. J. K. Simmons é um excelente ator. É notável como ele consegue fazer as súteis diferenças entre os Howard dos dois mundos. E a escolha de Berlim para ter esse portal foi uma clara referência a existência no passado do Muro de Berlim.
    Off-topic: acabei de assistir à quarta temporada de “Black Mirror”, e principalmente o primeiro e o último episódios foram excelentes! Recomendo fortemente, Ryan!

    • Jefferson - 6.044 Comentários

      Eu assisti apenas ao primeiro episódio e coloquei a série de volta na fila. Acho que eu tenho um problema com o humor britânico.

      • VR5 - 398 Comentários

        Ah, mas é isso que eu até ia te dizer, mas te esqueci: o primeiro episódio (o do porco, né?) é um dos PIORES da série… tente mais um (ou alguns)… recomendo, por exemplo, o primeiro da quarta temporada (a vantagem é que são estórias totalmente independentes, então podes ver sem sequência), “USS Callister”: http://www.imdb.com/title/tt5710974/?ref_=ttep_ep1
        E não: é uma produção em conjunto americana/inglesa, então tem episódios tanto com atores britânicos quanto com norte americanos (e escritos e dirigidos por pessoas dos dois países)…
        Outro que gostei muito foi o primeiro episódio da terceira temporada, “Nosedive”: http://www.imdb.com/title/tt5497778/?ref_=ttep_ep1

        • Walter - 140 Comentários

          Um episódio da última temporada inclusive é dirigido pela Jodie Foster.

        • Jefferson - 6.044 Comentários

          Na verdade eu apenas “tentei” assistir ao primeiro episódio. Antes da metade eu já estava tão sobrecarregado de “vergonha alheia” e sem conseguir imaginar qual seria o propósito de tudo aquilo que fui direto para o desfecho.

          O “artista” atingiu seu objetivo e como crítica social, pegando apenas o início e o fim da estória e principalmente ignorando as tentativas de humor, o episódio funciona. Eu não espero nada melhor da geração Facebook. Mas isso me lembrou de uma passagem de Resgatem o Titanic! (o livro, não o filme) onde tentam humilhar um membro da tripulação fazendo-a se despir na frente de todo mundo. Todos os membros da tripulação dão as costas para a cena.

          Já no episódio do porco, a reação da população da Inglaterra é mais vergonhosa que a cena.

  • Jefferson - 6.044 Comentários

    Uma informação dada em S01E05 me deixou encucado. Como justificativa para o shopping center estar vazio Emily revelou que na pandemia 7% da população da Terra Prime morreu. Ora, embora isso signifique algo entre 350 e 420 milhões de pessoas considerando que a população no início da década de 90 era de entre 5 e 6 bilhões, a ausência de 7% das pessoas ainda é quase impossível de notar casualmente em um centro urbano.

    Ainda supondo que China, Índia e todo o continente africano (totalizando metade da população mundial) tenham sido poupados da doença, isso significaria apenas 14% de mortes no resto da população, que continuaria difícil de notar casualmente.

    Ou eu deixei de considerar algo ou o roteiro não é tão bem amarrado quanto eu gostaria, apesar de ser bom assim mesmo.

    Outra coisa que eu notei é que o fumo, que é raro de se ver hoje em dia em séries de TV, nessa série serve para avisar ao espectador que dimensão ele está vendo, já que fumar publicamente só é possível na Terra Alpha.

    • Jefferson - 6.044 Comentários

      Me ocorreu agora que eles podem explicar mais adiante que foram 7% da população mundial mas 50% da população da Alemanha, onde fica o portal. Isso explicaria a desconfiança da Terra Prime de que foi algo orquestrado na Terra Alpha.

    • Jefferson - 6.044 Comentários

      Esqueci de mencionar que eu também achei o arranjo do mau cozinheiro com suas duas esposas “interessante” :D

  • VR5 - 398 Comentários

    Estava pensando agora: você, Jefferson (ou qualquer outro) conseguiu descobrir qual o trabalho que o “nosso” Howard fazia logo no primeiro episódio? Ficar trocando mensagens codificadas com uma pessoa do “outro lado” separadas por um vidro? Qual o sentido? :huh:

    • Jefferson - 6.044 Comentários

      Eu não faço idéia. Faltam informações. Não está claro se os dois lados daquela sala estão na mesma dimensão nem se os agentes do outro lado do vidro pertencem à Terra Prime ou são espiões da Terra Alpha.

      Mas eu suponho que isso será esclarecido.

  • Jefferson - 6.044 Comentários

    Gostei do episódio 6, apesar das informações chegarem na base do conta-gotas.

  • VR5 - 398 Comentários

    Não sei se você notou, mas na “outra Terra” tudo ok em eles usarem nos escritórios computadores mais “antigos” (com monitores CRT “de tubo”)… mas notou que na “nossa” Terra tem um escritório cheio dos mesmos monitores?
    E continuo cada vez mais impressionado com J. K. Simmons e suas “micro expressões faciais”: nesse episódio eu de cara identifiquei o Howard “de lá” somente pela sua face e seus trejeitos antes de identifica o ambiente… que baita ator!

    • Jefferson - 6.044 Comentários

      Não sei se você notou, mas na “outra Terra” tudo ok em eles usarem nos escritórios computadores mais “antigos” (com monitores CRT “de tubo”)… mas notou que na “nossa” Terra tem um escritório cheio dos mesmos monitores?

      Eu notei isso lá no início enquanto procurava os elementos distintos para me situar em cada realidade. É restrito ao prédio onde está o portal. Os roteiristas ainda estão devendo a explicação. Seria um exigência da Terra Alpha? Uma necessidade para intercambiar informação?

      Já identificar que personagem J.K. Simmons está fazendo é um pouco mais difícil para mim. Existem diferenças nas expressões e na posição dos ombros mas eu ainda me atrapalho. É mais fácil se basear nas roupas mas a inversão que eles fizeram também me confunde.

  • Jefferson - 6.044 Comentários

    Minhas impressões quanto ao episódio 7 são mistas. Por um lado ganhamos uma boa dose de informação sobre o “lado de lá”. Por outro lado ficou ainda mais evidente o problema do roteiro, que não explica como essa infiltração é possível.

    Correndo o risco de repetir o que já disse, trata-se do segredo mais bem guardado em dois planetas, o trânsito só pode ser feito por um portal fortemente vigiado, mas aparentemente visitantes da Terra Alpha podem ficar indefinidamente na Terra Prime sem fazer check-in periodicamente com as autoridades. E apesar dos visitantes serem claramente fotografados, como deve ser, ninguém pensa em verificar de quem essas pessoas são cópias. Isso é um absurdo imenso.

    Num caso “real” a identidade de todos os visitantes provavelmente seria checada com a localização da cópia, o visitante receberia uma espécie de tornozeleira eletrônica e medidas seriam tomadas para que o visitante não pudesse cruzar com ninguém “conhecido” na outra terra.

    E para completar, Claire Alpha é instruída a contratar criminosos da terra Prime, permite que esses criminosos percebam a semelhança e ainda deixa por conta deles dar um fim ao corpo!

    É impressionante que esse plano tenha dado certo!

    Estou começando a ficar decepcionado.

  • Jefferson - 6.044 Comentários

    Os problemas se empilham no episódio 8.

    Uma operação tão bem organizada e eles deixam móveis escolares fotos e corpos de crianças para trás? Eu sei que minar um prédio de forma segura é difícil, mas provocar um incêndio está ao alcance de qualquer um.

    Emily Prime deveria estar num local secreto, mas é a segunda vez que ela é encontrada por gente “de fora”.

    Mas fiquei curioso para saber como Howard vai se livrar da traição de Peter.

  • Jefferson - 6.044 Comentários

    O episódio 9 melhorou um pouco, mas ainda tem problemas freqüentes:

    A infiltrada-master, Clare, tem três celulares ocultos do marido em um esconderijo mas configura um deles para que possa tocar e denunciar tudo?

    Talvez seja a minha grande dificuldade de reconhecer rostos, mas não sei como a namorada de Baldwin Alpha (a violinista) pudesse estar tão certa de que Baldwin Prime (a assassina), que não faz a menor questão de parecer com sua contraparte, fosse a mesma pessoa e não uma sósia.

    Pelo menos Aldritch não é um idiota e desconfia da verdade.

    Em todas as cenas anteriores com Pope em público nós o vemos acompanhado de ao menos um guarda-costas, mas justamente neste episódio o roteirista quer que acreditemos que ele estava sozinho passeando com o cão e que o chefe de “Housekeeping”, que deveria ser muito melhor informado e preparado, também acreditasse nisso e fosse assim facilmente desarmado.

    Aquele celular do olheiro de Pope na estação aos 19m28s parece muito sofisticado para a Terra Prime.

    O treinamento dos guardas de fronteira na terra Alpha é muito ruim para um único atirador, sem usar granadas ou bombas, matar tantos deles mesmo após o alarme estar soando.

    Espero que o próximo episódio explique o propósito dos três atiradores, porque isso não ficou claro. Um plano preparado com tantos anos de antecedência para matar algumas dezenas de funcionários do pequeno escalão? É bom que aquele trio tenha feito bem mais que isso antes de morrer.

    • Jefferson - 6.044 Comentários

      Uma coisa que só me ocorreu agora: a incompetência da vigilância da fronteira da terra Alpha é ainda pior do que eu imaginava, já que desta vez eles não conseguiram ver que estavam atravessando três contrapartes de funcionários da agência. Sendo uma a secretária do diretor de diplomacia. Diante de tanta incompetência, me surpreende que a terra Prime não tenha substituído elementos chave (não os “cabeças”, que aparecem na TV) de diversos governos mundiais na terra Alpha.

      • VR5 - 398 Comentários

        Eu juro que estava pensando que aquele infiltrado que queria ir para o portal tinha explosivos na mochila e iria soterrar o portal, cortando a comunicação entre os mundos… quem sabe isso pode vir a ocorrer no próximo episódio?

        • Jefferson - 6.044 Comentários

          Eu também pensei nisso, mas depois pensei: por que não fizeram isso na ida?

          Porque não podiam passar com explosivos? Mas de que lado vieram as armas que eles receberam? A operação que eles montaram é exageradamente complexa para isso. Se você quer sabotar uma fronteira por onde é mais fácil: pelo lado do inimigo ou pelo seu lado? Os roteiristas estão deixando muitos buracos no roteiro.

        • Jefferson - 6.044 Comentários

          Acaba de me ocorrer um problema extra: realisticamente nenhum explosivo convencional que o terrorista pudesse estar carregando seria capaz de demolir o portal se detonado no corpo dele. A explosão desintegraria o terrorista, feriria todos os presentes e tiraria alguns pedaços das paredes. Nada mais.

          Para ser eficaz em demolição o explosivo precisa ser depositado em um compartimento pequeno e fechado ou ser inserido em perfurações. Num espaço aberto daqueles existe muito ar para ser comprimido e amortecer a reação.

          É claro que isso não impede os roteiristas de fazê-lo, porque esse tipo de explosão irreal é quase regra no cinema e na TV. Mas vai ser um ponto a menos para eles.

  • Jefferson - 6.044 Comentários

    Me ocorreu agora que os roteiristas podem usar o fato (que ainda não foi explicado) de que dos dois lados da fronteira no prédio se usa tecnologia antiga para justificar a falta de reconhecimento facial na aduana da terra Alpha. Porém a simples (e evidentemente necessária) coleta de impressões digitais de todos os visitantes para posterior verificação já teria impedido toda essa infiltração desde o começo. Afinal, todos os envolvidos trabalham na agência ou são parentes de quem trabalha então até o cadastro de DNA é 100% possível.

    Os roteiristas precisam se esforçar mais para me manter interessado. A fila anda…

  • VR5 - 398 Comentários

    A série retornou para sua segunda temporada…

  • Snow_man - 262 Comentários

    Estou eu aqui relendo tudo,e pensando se começo a ver ou não.
    Aguardando nova postagem de vocês que acompanham.

    • VR5 - 398 Comentários

      Pode acompanhar sem medo! Sensacional essa temporada!

      • Snow_man - 262 Comentários

        Comecei a assistir; estou evitando reler os defeitos que o Jeff listou kkkkkk pra não virarem spoilers; a premissa tá parecendo legal. E como você disse que a 2a temporada está sensacional, vou tentar correr pra chegar nela.
        No momento estou vendo:
        -Flash
        -TWD
        -Manifest
        -God friended me
        -Living biblically
        -Star trek discovery
        -Counterpart

        aguardando:
        -The 100
        -Vikings (recomeçar a 5a temporada)
        -Demolidor (3a e ultima temporada)

  • VR5 - 398 Comentários

    Sensacional o episódio dessa semana, “Twin Cities”, onde é finalmente revelado como foi criado o portal, os seus criadores, e como dois universos “espelhos” foram lentamente se diferenciando… claro que do ponto de vista da mecânica quântica tem falhas (e eu entendo disso?) mas é um ótimo episódio…

Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

A julgar pelo trailer, Stargate: Origins é a pior série Stargate já produzida

E só precisei de 20s para chegar a essa conclusão. Cheguei a pensar que estava vendo uma paródia ou trailer feito por fãs.

Não pretendo perder meu tempo com ela.

3 comentários
  • VR5 - 398 Comentários

    Pena que Stargate: Univesrse demorou a deslanchar: para mim foi uma das séries mais “ousadas” da franquia, mas os produtores não souberam sair dos “cacoetes” das séries “Sessão Aventura” anteriores ao tentar fazer uma série mais “introspectiva”, mais “sombria” (vê-se claramente ali uma tentativa de inspiração na nossa BSG) e erraram na dose… mas ainda gosto dela… o episódio final foi um dos mais emocionantes de toda a franquia… e sobre essa nova série aqui tem o trailer final: https://youtu.be/yVRtbn-ElX4

  • Diego Costa - 1 Comentário

    O novo Stargate Origins está sendo um fiasco. O retorno da franquia deveria ter sido melhor, com no mínimo episódios de 40 minutos e conteúdo à altura de Stargate. A nova “aventura” só reforçou o que sempre pensei: Stargate é uma grande ideia que foi parar nas mãos da empresa errada. Começou cancelando o SG Atlantes, que apesar de ter tido partes ruins, foi inovador levando o Comando Stargate a uma nova galáxia. O pior foi o cancelamento de Stargate Universe, que estava excelente, inovou trazendo um ar mais “adulto” à série e foi “brilhantemente” cancelado. Ao invés de reviverem o Atlantis e finalizá-lo e continuar o SGU os “gênios” vieram com uma ideia absurda de fazer um remake dos filmes, o que seria um merda, pois jogaria tudo no lixo. Fiquei ansioso pra assistir o Origins, mas ao me deparar com uma média de 10 minutos por episódio, ver o maricas(fresco mesmo) do namorado de Catherine junto com o coleguinha egípicio, concluí que fizeram merda de novo com a franquia. Por isso repito: Stargate é uma grande ideia que foi parar nas mãos da empresa errada.

Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Gosto de Travelers, mas é melhor não prestar muita atenção

No futuro de Travelers, a humanidade está quase extinta. Soldados são enviados para o século 21 através de transferência de consciência, ocupando os corpos de pessoas que historicamente estavam prestes a morrer, com a missão de fazer certas alterações que salvariam a humanidade de seu futuro catastrófico. Os soldados chegam normalmente em grupos de cinco, com especialidades definidas: um líder, um historiador, um tático, um médico e um engenheiro e, após evitar o evento que causaria a morte do host, devem prosseguir com a vida deste nos intervalos entres missões.

A série é centrada em uma dessas equipes, suas missões, interações com outras equipes e eventuais inimigos.

Eu gosto dos personagens, dos atores e geralmente da direção e do roteiro, mas para continuar gostando é preciso não olhar muito de perto certas situações porque senão você percebe a lógica desmoronar. O roteiro não é consistente dando a impressão que os roteiristas “mudaram de idéia” em certos pontos e a partir da segunda temporada os absurdos aumentam bastante. Em S02E06 eu cheguei a pensar que os roteiristas estavam zombando da minha inteligência, mas no final a situação absurda foi explicada então eu quero crer que outras explicações estão por vir, mas não se preocupe que não é nem de longe tão absurdo quanto um episódio médio de Star Trek TOS ou TNG. Travelers apesar de não ser “hard sci-fi” pelo menos parece tentar criar uma ficção verossímil e não tem tanta tecno-baboseira.

Aguardando a terceira temporada.

4 comentários
  • Intruder_A6 - 191 Comentários

    Eu também gosto, mas realmente tem momentos que a lógica foge do controle. Mas o que é realmente difícil é imaginar como eles fazem varias atividades, que em muitas vezes poderiam ser classificadas com atos terroristas, e não atraem todas as agencias de espionagem do mundo para o seu encalço. Tirando isso, mas tem muita coisa plausível mesmo assim!

    • Jefferson - 6.044 Comentários

      Mas o que é realmente difícil é imaginar como eles fazem varias atividades, que em muitas vezes poderiam ser classificadas com atos terroristas, e não atraem todas as agencias de espionagem do mundo para o seu encalço.

      Eles tentam cobrir esse ângulo. Logo no primeiro episódio o FBI desconfia das atividades do grupo do agente MacLaren, que no segundo episódio trata de sumir com a investigação.

      E em parte por causa disso, em S02E12, o agente Wakefield explica a MacLaren que os viajantes foram descobertos por todas as agências de inteligência “provavelmente no mundo inteiro” e que os governos não tomaram uma atitude ainda porque estão apavorados com o nível de infiltração.

      Mas eu concordo que as atividades do grupo de Maclaren deveriam chamar muito mais atenção, não só das agências de inteligência mas das polícias locais.

  • Danjovic - 3 Comentários

    Eu gostei da serie porem vi com tristeza a segunda temporada (e a trama da serie) se transformar no chavao da guerra de gangues. Mais ou menos o que aconteceu com walking dead.

    • Jefferson - 6.044 Comentários

      Eu não assisti ainda a Walking Dead mas eu acho garantido que num futuro apocalíptico qualquer o maior inimigo do homem seja o homem. Uma utopia com todo mundo na Terra colaborando contra o inimigo comum sem disputas pelo poder é tão pouco realista que faria a matrix resetar :D

      Se o pano de fundo dos zumbis sustenta uma (boa) estória de mais um conflito entre humanos, aí depende da habilidade dos roteiristas.

      Quanto a Travelers, a coisa tende a ficar pior na terceira temporada. É muito conflito para resolver.

Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »