Software

Ant Movie Catalog

[Download] [Home Page do Autor] [Meu Fórum]

Texto publicado em 14/11/2004 e revisado em 08/02/2007

Sempre que eu pensava em catalogar meus filmes, esbarrava no mesmo problema: não conseguia decidir que formato usar. Me preocupava descobrir que tinha tomado a decisão errada depois de ter catalogado criteriosamente uma centena de filmes e depois ter que tediosamente exportar a informação para outro formato. Esse tipo de trabalho repetitivo me aborrece mortalmente.

Eu baixei e testei vários programas especializados em catalogar filmes. Alguns, mesmo pagos, são simplesmente ridículos (dá para fazer melhor no Word) e a maioria não tinha nem de longe a flexibilidade de que eu precisava para ter certeza de que meu trabalho não seria em vão.

Foi então que eu me deparei com o freeware (opensource) belga AMC.

Se você clicar na miniatura da imagem do filme, o AMC mostra em tamanho original:

AMC é, até onde pude pesquisar, o melhor do mundo para Windows nesse gênero. Existem duas características dele que, sozinhas, já dariam a ele a primeira posição no meu ranking:

1)Suporte a scripts de coleta de dados – AMC já vem com um monte de scripts prontos para coletar dados sobre filmes automaticamente em sites como o IMDB e Amazon.com. Você só precisa dizer que script quer usar e dar o nome original do filme, que o AMC dispara a coletar toda a informação relevante sobre ele, incluindo duração, diretor, elenco, sinopse e até a capa! O script que escolhi pega todo o texto relevante no IMDB e a imagem da capa na Amazon.com. Tudo isso em menos de 30 segundos em uma conexão discada! Eu sequer sonhava com isso quando comecei a procurar um software!

Com meia dúzia de cliques você poupa meia hora de pesquisa por filme!

Você também pode criar seus próprios scripts ou alterar os existentes. Existe até um script para um site brasileiro que eu considero o melhor do gênero: Adorocinema.com (ele não é o melhor nas sinopses, mas no “geral”). Mas as sinopses em português são apenas para os amigos, porque eu prefiro as do IMDB mesmo. Você pode fazer o download da versão mais recente do script, bem como discutir sua estrutura e funcionamento aqui.

2)Fantásticos scripts de exportação – AMC pode exportar todo seu banco de dados tanto para uma simples lista de texto quanto para CSV (Excel, etc), SQL ou, muito melhor, para uma página HTML. Existem diversos modelos de script que você pode usar, cada um gerando uma página HTML diferente. A utilidade mais óbvia disto é poder manter um catálogo online dos seus filmes, que qualquer amigo possa consultar pela Internet. Mas também serve quando você quer mostrar aos amigos o que você tem, sem ser preciso instalar o AMC na máquina de ninguém.

Exemplo de página gerada com o template “Pynio”:

No exemplo anterior, todos os filmes estão na mesma página e você deve rolar entre eles. A vantagem desse template é que fica mais fácil de imprimir e você pode procurar um filme usando o comando “Localizar nesta página” de seu browser. A desvantagem é que essa página pode demorar muito a carregar, mesmo no seu próprio HD (depende da quantidade de filmes), porque todas as imagens precisam ser carregadas para a página ser exibida.

Outro exemplo, desta vez com o fantástico template “Wilspo”:

A página acima é imprópria para impressão, mas tem mais recursos. Você pode filtrar os filmes por categoria, clicando nos botões do topo. Quando faz a filtragem, a página mostra quantos filmes existem naquela categoria. Você move entre os filmes clicando nos botões de baixo. Tudo isso em simples HTML!

E a capacidade de exportação garante que, se você um dia encontrar um programa melhor que o AMC e este tiver capacidade de importação (terá que ter, para ser melhor), poderá transferir todos os dados do AMC (incluindo imagens) para ele em minutos!

Quase todas as críticas que eu tinha a fazer ao programa foram rebatidas com uma olhada atenta nas opções de configuração. Por exemplo, AMC tem campos para o título original e o título traduzido do filme, mas na lista só aparecia o título original. E embora eu ache questionáveis os títulos traduzidos (vide o exemplo gritante de “Lost in Translation” -> “Encontros e Desencontros”), tenho dificuldade para me lembrar, “na lata”, dos nomes originais de cada filme. Uma olhada cuidadosa na configuração resolveu o problema: Agora na lista só aparecem os títulos brasileiros.

A lista de filmes é personalizável. Você pode ordenar por número do filme ou por título. Também pode colocar ou não as caixas de seleção que você vê ao lado de cada nome. Eu nunca havia encontrado uma utilidade para essas caixas, até decidir numerar todos os meus DVDs. Então fui marcando todos os DVDs que eu já havia numerado. Os filmes desmarcados que você vê ao lado são de DVDs que eu não consegui encontrar em casa. Sem isso, eu teria que fazer uma lista por fora. Você pode usar as caixas também para marcar os filmes que você já assistiu.

O programa também tem campos para que você coloque onde conseguiu o filme e para quem emprestou. Como se isso não bastasse, ainda há o Gerenciador de Empréstimos, que mostra que filmes estão emprestados e quem está com quais filmes:

O programa também tem campos onde você diz se o filme é em DVD, VCD, DivX, etc. Mas eu preferi fazer catálogos diferentes para cada media.

Tudo o que eu mostrei acima é apenas um resumo limitado das capacidades do AMC. Você precisa usá-lo para entender todo o seu potencial.

Como se isso tudo não bastasse. O autor ainda oferece gratuitamente o código-fonte do programa em Delphi! Se você for um bom programador pode fazer as alterações que quiser no programa!

AMC não é perfeito, infelizmente. Uma das coisas que eu gostaria de ver no programa é a possibilidade de ter campos separados para sinopse original e sinopse traduzida. Na hora de mostrar a lista para os amigos eu poderia exportar apenas as sinopses traduzidas, evitando o que acontece hoje: minha irmã caçula acaba escolhendo os filmes que quer assistir apenas pela reputação e pela capa, porque não entende nada do que está escrito.

Você acha que conhece um programa melhor que o AMC ou tão bom quanto ele, mas em outros aspectos? Me mande um e-mail recomendando! Eu darei uma olhada assim que meu tempo livre permitir.

Nota: “Ant” não tem nada a ver com o inglês para “formiga”. “Ant” vem de “Antoine Potten”, o belga autor do programa. Mas Antoine aproveitou isso como um nickname.

Veja também

Como rodar o mesmo script em vários filmes de uma vez

Esta página foi visualizada vezes desde desde 20/02/2007

7 comments to Ant Movie Catalog

  • Antonio Farias

    Gostaria de saber se existe um script que permita a importação de um filme de outro catálogo ANT.
    Tenho amigos que possuem vasta coleção de DVDs com sinposes traduzidas do IMDB e gostaria de fazer um intercâmbio com eles, pois também procuro traduzi-los. Para quem tem uma coleção de mais de 1.000 filmes esse script viria em boa hora.
    Abraços e parabéns pela página.

  • BSD

    Existem pelo menos outras duas opções (freeware):

    1) EMDB http://www.emdb.tk/
    Programa leve, com menos recursos, porém mais simples de usar e “bonito” (rs).
    De negativo o fato que (ao menos parece) só importa do IMDB em inglês.
    Possuí ainda campos onde você pode dizer se possuí o filme, se assistiu ou se está na “lista de desejos”.

    2) Personal Video Database http://www.videodb.info/forum_en/
    Esse é mais “pesado”, mas com muita opções de configuração (pode-se por exemplo definir campos personalizados), busca, estatísticas etc.
    Ele pode importar direto do AMC se necessário (mas o processo é demorado).
    Achei legal ainda uma opção que você marca em que data assistiu o filme.

    Ambos possuem recursos de importação/exportação que podem ser usados para se no futuro for necessário trocar de software.

  • BSD

    ops… esqueci de mencionar na mensagem anterior que o maior defeito de ambos os softwares é que (ao menos parece) nenhum é capaz de importar informações em português.

  • Olavo

    Ainda não consegui imprimir uma lista. Já quebrei a cabeça tentando rsrsrs. Gostaria de imprimir uma que contivesse os seguintes dados: nº do filme, título original, título traduzido, Diretor, Atores e ano e a sinópse, é claro. Alguém poderia me dar uma dica?

  • Jana

    http://www.visualdivx.org

    O melhor de todos e 100% portatil e voc pode importar o conteudo do Ant Movie Catalog.

    Tem tudo e eh otimo!

  • marcus vinicius meira pires

    Caro Ryan,
    Meu nome é Marcus MEira Pires, sou de Natal e tenho algumas perguntas sobre o AMT. TEnho um acervo enorme de filmes e shows, algo em torno de 29.000 filmes. Todos em HDs Sata(menor numero) e em Hd externo de 500/01TB /02 TB. Tenho uma grande dificuldade de catalogar todos os meus filmes. Já tentei vários catalogadores e os que me restaram foram o EMDB e o Ant Muvie Catalog.
    Tenho algunas perguntas sobre o Ant Movie Catalog e gostaria que voce me ajudasse.

    1- Como faço para colocar todos os filmes de determinado HD de uma vez só, sem precisar colocalos  Hum a Hum
    2- os mes filmes estão nos Hds como toda sua extenção .Exemplo ” Aint.Them.Bodies.Saints.2013.720p.WEBRip.x264-Fastbet99″. Será possivel coloca-los dessa forma.
    4-Tem como pesquisar os Escrips de todos os filmes do HD de uma vez só , sem precisar colocalos o1 a01.
    5-Como faço para reconhecer em qual hd esta localizado determinado filme. Isso depois de catalogar todos.

    Fico no aguardo urgente

    Marcus Meira Pires

    • alexmelillo

      Caro Marcus Meira Pires,

      Acho que por acaso encontrei alguém com o mesmo tamanho de problema que tenho há muito tempo.
      Comecei com os VHS (+- 2.500, me desfiz), parti para DVDs (+- 3.500, ainda tenho, mais da metade lacrados), e desde 2011 nos BluRays. Desses, mídia física pouco mais de 200. Mas em meio digital (mkv 1080p DTS na maioria, no mínimo em 720p) já são mais de 8.000.
      E séries, muitas séries completas, maioria d=em 1080p/720p, ou BluRay ou WEB-DL, em último caso HDTV.
      Isso tudo se encontra em mais de 40 HDs externos, também de 2, 3 e 4Tb.
      Para manutenção da enorme planilha excel, uso um freeware bem simples de listagem em txt do conteúdo. Esse resultado copia numa aba da planilha, onde o nr da aba corresponde ao nr do HD. Classificação: Filme, Série, Show, Documentário, Clip, Cartoon, nada muito sofisticado.
      Daí se copia o conteúdo de cada aba numa aba geral, que além da classificação básica tem o nr do HD.
      E assim cheguei até aqui.
      Quero assistir um filme, vou na planilha, localizo o filme a ao lado está o nr do HD, plugo e assisto.
      E aí está instalado o mega problema, com inúmeras consequencias.
      1. Cada vez que alguma foi for gravada no HD, passar o freeware, tirar a listagem, copiar na aba, excluir a listagem anterior da aba geral, e gravar a nova listagem na aba principal. Isso para cada HD.
      2. A listagem é absolutamente tosca, só tem o nome, ano, formato (BluRay, etc), tipo (filme, série, etc) e o nr do HD. Ora, para se saber se o filme presta, pegar o título original e consultar no IMDb.
      Detalhe: meu micro está diretamente ligado no receiver, que tem saídas para TV e projetor. Ou seja, não é transtorno consultar a web em si, o transtorno já nasce enorme, pois se a listagem tivesse informações das mídias tudo estaria solucionado, pois consultar excel é rápido, desde que se saiba o título. Como tenho boa memória, esse não é o problema central, mas sim os metadados não estarem na planilha.
      3. Software catalogador. Há uns 3 anos, quando a coleção dos BD ainda estava na casa das centenas, comprei o My Movies. Faz a pesquisa no IMDb, traz todos os metadados, e até se consegue reproduzir por dentro dele. O próprio Media Center do Win tem lá suas condições, meio toscas claro. Qual é o problema: Trocou algo no HD, o software se perde. O que volta e meia faço e tentar reorganizar essa loucura de HDs. Com isso, o My Movies se perde completamente. No final de 2013, quando cheguei a instalar a app do MyMovies no iPad meio que parei de usar. Comecei a baixar muito, internet boa, e a atualização ficou para trás….
      4. HDs queimam. Cheguei a ter num mesmo micro acesso e 29HDs simultaneamente. Loucura das grandes, Numa viagem em que deixei tudo ligado, na volta 3 tinham ido embora, conteúdo perdido. Sem backup. Parada para reavaliação, muda-se a estrutura, se mitiga o risco, troca-se de marca nas novas compras, mas até hoje de vez em quando ainda tenho surpresas desagradáveis.

      Esse é o resumo da encrenca. Solução: talvez regravar todos os arquivos em ordem reordenada (por década, em ordem sequencial de HDs, com etiqueta), que já funcionaria como BackUp.
      E nesse caso, talvez o manuseio dos HDs fosse mais raro, se extendendo a vida útil desses trecos. Despesa: comprar mais espaço, já com os novos de 5Tb, com garantia extendida da Seagate, ocupando, por enquanto, menos HDs. Sim, porque em breve chegam para download os de 4k. Haja espaço.
      E solução física para perda de conteúdo.
      Mas nada que facilite a vida do acesso ao catálogo e respectivas informações.
      Para isso, tenho comigo a intenção de tentar baixar um catálogo completo de um desses mega sites, tipo IMDb, para pelo cógido tt tentar vincular um ao outro, talvez num access ou algo similar.
       
      Vou postar o comentário. Se quiser trocar ideias a respeito, estou à disposição. Quem sabe conversando não se chega a um resultado que seja melhor.

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>