[BUZZ] Por que eu crio e publico arquivos de configuração LIRC/WinLIRC

O projeto LIRC permite, com o hardware adequado , armazenar e reproduzir as funções da maioria dos controles remotos domésticos por infravermelho usando um computador.

Há três anos, enquanto estudava o assunto, eu percebi que o LIRC era o único meio eficaz de preservar e compartilhar controles remotos.

05/08/2017: Isso foi em 2010. Hoje existem outros formatos até mais simples baseados na captura e reprodução usando um Arduino que eu passei a usar. E estou falando de formatos “legíveis”. Existe um outro formato muito usado, o PRONTO, que formou uma razoável comunidade em torno dele, mas que é tremendamente difícil para um humano “ler”.

Os arquivos de configuração do LIRC são, em sua maioria, uma descrição eletrônica legível de como o sinal do remoto é gerado. Exemplo real:

Uma vez que o arquivo tenha sido criado corretamente, qualquer programa de transmissão IR que saiba ler o arquivo pode gerar um sinal IR idêntico ao do remoto original. Montando-se o transmissor IR simples que o projeto LIRC sugere, uma pessoa do outro lado do mundo de posse de um remoto universal com “learning”, pode obter todas as funções do remoto sem nunca ter sequer visto o original. Se EU perder meu remoto, posso recriá-lo a qualquer tempo, porque tenho um “backup” digital.

Eu comecei a publicar arquivos de configuração há anos, discretamente, como parte de meus reviews.

Um deles é o do GOTEC5990
Outro foi o Samsung P366

E eu tenho outros prontos ou quase prontos que nunca foram publicados:

  • Receiver SONY STR-K660P (RM-U66)
  • Philips CINEOS 29PT8422 (RC19335010/00)
  • Lenoxx DV-406


Eu não tenho certeza agora, mas acho que o que me fez parar, há três anos, foi ter perdido todo o meu material de pesquisa (eu estava preparando uma série de matérias sobre controle remoto) no desastre que apagou meu HDD principal

21 comentários
  • Eu uso como software Receptor o Girder 3.2, excelente programa. Consegue simular praticamente qualquer ação no computador pelo clique de um controle, e funciona com esses receptores “universais” de porta Serial. o WinLirc nunca consegui usar direito, não sabia nem que ele dava pra fazer o contrário, vou até fazer um transmissor deste pra fazer um “backup” dos remotos que tenho =]

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      O Winlirc é realmente hostil com o usuário. É difícil entender como funciona. E pode ser altamente frustrante fazer o “learning” de um remoto. Eu mesmo não consegui fazer o da LN40C530, mas por sorte consegui criar o mesmo remoto mesclando arquivos de três outros remotos.

  • […] Se não sabe do que se trata e/ou o que fazer com isso, leia meu texto: para que eu uso o Winlirc. […]

  • Jefferson - 6.253 Comentários

    Já faz tempo que não uso mais Lirc/WinLirc e padronizei o processo em torno da captura e reprodução com o Arduino. Mas isso será assunto de outro post. Os formatos são intercambiáveis por isso o trabalho já feito com o Lirc/WinLirc pode ser reaproveitado.

  • Claudio Souza - 3 Comentários

    Olá Jefferson,

    Eu tenho um DVD player da Marca: Polar, Modelo DVD-966, descobri que a fabricante é Russa, fiz pesquisas em vários motores de busca até no Yandex.com, e não encontro esse modelo. Estou em busca do controle Remoto do aparelho! Com seu conhecimento, você teria como dar dicas de como localizar pelo menos arquivos *.conf para que eu possa gravar os códigos RC de algum modelo da marca? Agradeço sua atenção e parabéns pelo blog original, fiquei feliz com seu trabalho.

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      Infelizmente o melhor que posso sugerir nesse caso é adquirir ou pegar emprestado um controle remoto universal, preferivelmente do modelo que faz varredura automática, para testar cada um dos modelos até encontrar um que sirva no seu aparelho. Tendo conseguido isso você pode optar por continuar usando o remoto universal ou, se estiver faltando funcionalidade e você tiver a inclinação técnica para isso, pela análise dos códigos emitidos deduzir quais são os outros códigos do remoto.

      Apenas com fabricante e modelo infelizmente é terrivelmente complicado descobrir os códigos. Possível é, mas envolve programar um arduino para emitir todas as centenas de milhares de códigos possíveis em sequência e um circuito no aparelho de DVD que detecte que o aparelho respondeu, pare a transmissão e registre o código aceito, para a partir dele deduzir os outros como explicado acima. E isso supondo que o aparelho use um protocolo de controle remoto conhecido, como o NEC ou o Philips.

  • Claudio Souza - 3 Comentários

    Obrigado Jefferson, você clareou minhas ideias! Vou estudar mais sobre o assunto. Eu uso um universal RM230E, depois de dias ao achei o código 852 referente a marca “Shanshui” que melhor atende com as setas, power, open e as teclas (pause, play, setup e title) estas fora de ordem. Agradeço sua gentileza.

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      Tendo alguns dos códigos já facilita enormemente o trabalho. Metade do código transmitido é sempre o mesmo porque designa fabricante/modelo. Muitas vezes só restam 255 outros códigos possíveis mesmo quando parece que são muito mais. Por exemplo, no protocolo NEC, 16 bits (65536 possibilidades) parecem mudar a cada código transmitido, mas os primeiros oito são uma espécie de checksum dos outros oito, então na verdade você só precisa testar 255 combinações.

  • Claudio Souza - 3 Comentários

    Acho que com a ausência da entrada serial rs232 o projeto LIRC sofreu um duro golpe com a diminuição da solidariedade, que limitou-se a pessoas com maior conhecimento técnico, além do surgimento de outros aparelhos restritos a coletividade para gerenciamento de controles remotos.

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      Sim, o fato de você precisar de pouco mais que um receptor infravermelho recuperado de uma sucata de player qualquer plugado na porta serial do PC certamente incentivava as pessoas a serem solidárias, mas ainda assim infelizmente estava fora do alcance da maioria.

      Hoje você consegue fazer algo muito melhor, com menos frustrações (o WinLirc era de enfurecer às vezes), usando um arduino. Eu continuo publicando códigos, agora nesse formato, no Automalabs.

  • João - 7 Comentários

    Olá, Jefferson, me dê uma orientação.

    Eu sempre usei o Palm/TX para “copiar” controles remotos, mas o mesmo está fora de Linha.

    Tentei usar os códigos “PRONTO”, mas não encontrei no site como se faz para o  computador “ler/aprender/digitalizar” os comandos gerados pelo controle remoto original, para armazenar.

    Parti, então, para o WinLirc. Usando porta serial, realmente é complicado, pois às vezes lê, às vezes não. Mas, usando porta de som (mais exatamente, a entrada de microfone), consegui ler sem problemas. É chato e demorado, mas funciona.

    Não encontrei, no WinLirc, um driver para ler do Arduino conectado ao TSOP (receptor).

    Você conhece algo a respeito?

    Grande abraço, João

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      Não encontrei, no WinLirc, um driver para ler do Arduino conectado ao TSOP (receptor).

      E por que você quer fazer isso? Você quer os comandos no formato LIRC? Porque o Arduino com o programa adequado já faz toda a decodificação então eu preciso entender primeiro onde você quer chegar.

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      Tentei usar os códigos “PRONTO”, mas não encontrei no site como se faz para o computador “ler/aprender/digitalizar” os comandos gerados pelo controle remoto original, para armazenar.

      Eu suponho que você precise de um controle remoto Philips PRONTO para isso. O controle faz o learning e exporta nesse formato.

      Mas o formato PRONTO não é difícil de entender. É possível converter outros formatos para o PRONTO. Entretanto eu só usaria esse formato para controles remotos especializados, que não usem os protocolos padrão. Qualquer código de controle que use protocolo NEC, Philips ou SONY pode ser descrito de forma mais legível no formato da IrLib do Arduino.

  • João - 7 Comentários

    Olá Jéfferson, bom dia e bom domingo!

    Quando eu comecei com o winlirc, tive muitos problemas, cada vez que digitalizava o mesmo controle remoto recebia códigos diferentes. Estabilizou UM POUCO quando passei a fazer em um micro com porta serial nativa (na placa mãe) e Windows 98SE.

    Hoje, consigo fazer com bastante controles diferentes, usando  a entrada de microfone, e o circuito que peguei na internet (copiei aqui: http://www.joao.eng.br/rx-ir-mic_h150.png )

    Ainda tenho dificuldade com um controle de ar refrigerado, o Silentia, da Springer/Carrier.

    O código gerado depende da tecla anterior. Vi nos seus posts, que uma melhoria acontece quando você passa a usar o TSOP58238. Estou a caça de sensor mas não o encontro. Pode me dar uma dica ? :(

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      O código gerado depende da tecla anterior. Vi nos seus posts, que uma melhoria acontece quando você passa a usar o TSOP58238. Estou a caça de sensor mas não o encontro. Pode me dar uma dica ? :(

      O TSOP58238 é um produto que importei para atender meus clientes. Lamento, mas para vender uma unidade avulsa para você isso iria custar R$25 e você teria que vir buscar aqui em Recife. Envio pelo correio somente a partir de 10 unidades, mas nesse caso o valor unitário seria de R$12.

  • João - 7 Comentários

    Olá Jefferson, Perguntando/respondendo aos posts anteriores:

    1) Preciso ler os comandos no formato LIRC pois é para importar para meu celular com saída infravermelho (LG G5SE). Os programas Myremocon, IrPlus, por exemplo, trabalham neste formato.

    2) Também possuo para o telefone o programa Control-iT!, que trabalha em formato próprio, usando um arquivo.ino no arduino e um arquivo.exe no PC.  Para ambos (lirc e Control-it) preciso de um receptor decente (TSOP58238). Me Envie por e-mail instruções para compra.

    3) Me diga o link do artigo em que você cita “o arduino com programa adequado já faz toda a decodificação (do código infravermelho). O sistema trabalha com o arduino nano?

    Obrigado.

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      1) Preciso ler os comandos no formato LIRC pois é para importar para meu celular com saída infravermelho (LG G5SE). Os programas Myremocon, IrPlus, por exemplo, trabalham neste formato.

      Isso é interessante. Você precisaria converter as informações para o formato LIRC. O que não é difícil de fazer até manualmente quando você entende o formato LIRC e o código é de um protocolo simples como NEC ou Philips.

      3) Me diga o link do artigo em que você cita “o arduino com programa adequado já faz toda a decodificação (do código infravermelho). O sistema trabalha com o arduino nano?

      Esse é o “normal” do Arduino. As bibliotecas irLib e IrRemote tem exemplos que dizem para você qual o protocolo, número de bits e o comando e você geralmente só precisa dessas três informações. Nos casos onde é preciso mais, como no caso de longos códigos de aparelhos de ar condicionado, a biblioteca mostra a recepção em um formato “RAW” que você pode interpretar se tiver o conhecimento de protocolos e a paciência para se debruçar sobre os números.

      https://learn.adafruit.com/using-an-infrared-library/hardware-needed

      Qualquer arduino serve para isso.

       

       

      • João - 7 Comentários

        Montei um circuito usando receptor de infravermelho comum, sem ser decodificador + comparador, fara fazer o sinal ficar quadrado. O problema é que o sinal do controle remoto Não é constante, então, ligando ao frequencímetro do multímetro, não consigo ver a frequência da portadora, pois fica variando. Alguma dica?

  • João - 7 Comentários

    Olá, Jefferson. Usando um TMSOP 58000 e não um TSOP58438, não há a descodificação do sinal, é como se usasse um fototransistor.
    Você tem alguma dica de como posso fazer para ver a frequência de modulação ? (36,48,56 etc) khz?

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »