Mais um programa para teste de carga/stress: Heavyload

Quem acompanha os meus posts sobre consumo de energia talvez lembre que eu comecei usando o SuperPi e depois passei a usar o Linx para colocar a CPU em carga máxima e assim poder medir o consumo máximo de energia, mas ainda faltava colocar a GPU para trabalhar ao mesmo tempo e pelo menos no papel é isso que Heavyload, do mesmo autor de Treesize, proporciona. E ainda mostra um gráfico para você não precisar abrir o gerenciador de tarefas.

Eu só vou saber se funciona bem mesmo no meu próximo post sobre consumo de energia de um PC.

 

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
21 comentários
  • jonni - 20 Comentários

    Heavyload uso a algum tempo já, funciona espantosamente bem, dica tem um sub-teste que usa um app do mesmo fabricante que é o Treesize, roda o teste full com o treesize, extressa ao maximo a maquina

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    • Jefferson - 6.133 Comentários

      Rapaz, me chame de frouxo mas eu já não gosto muito do aparente stress que o Treesize impõe ao HDD durante o uso normal do programa (ele parece querer ler diversas estruturas ao mesmo tempo, o que não é realmente possível). Eu não estressaria os meus HDDs de propósito. Acho que é a única peça do PC que tenho medo de colocar no limite.

      VN:R_U [1.9.13_1145]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    OBS.: Faz falta nesse e nos outros programas uma medição incorporada de temperatura da CPU com alarme/shutdown programáveis. No meu primeiro teste aqui minha CPU reserva (um i5 2310) chegou perigosamente perto (81 graus) de TJ Max (90 graus) em menos de um minuto. Serviu para que eu soubesse que o resfriamento está ineficiente, mas seu não estivesse de olho com o RealTemp talvez tivesse danificado a CPU.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    • jonni - 20 Comentários

      pois, eu faço minha propia medição com termômetro laser, eu tinha um processador que nunca media a temperatura corretamente, não faço a minima ideia do que ocorria, mas era so aquele pentium dual core

      VA:R_U [1.9.13_1145]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
      • Jefferson - 6.133 Comentários

        Eu só esbarrei em problemas de temperatura uma vez, com um processador antigo, core único, que não importava o que eu fizesse reportava uns 70 graus com a máquina em idle. Não tinha o termômetro IR/laser na época para testar.

        Mas como você faz essa medição? O cooler é sempre mais frio que a CPU.

        VN:R_U [1.9.13_1145]
        Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
        • jonni - 20 Comentários

          eu faço a leitura sempre do dissipador de calor, sei que está errado mas… na época do dual core era o que eu tinha. no meu caso marcava sempre 0 Graus

          VA:R_U [1.9.13_1145]
          Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    • Jefferson - 6.133 Comentários

      Eu estava usando uma versão velha do Realtemp (3.0). A versão mais nova, 3.70, reporta que o TJ Max do i5 é 99 graus, mas em compensação mostra valores de temperatura entre 10 e 15 graus mais altos nos quatro cores. Eu posso ter chegado ainda mais perto de TJ Max do que pensei.

      VN:R_U [1.9.13_1145]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
      • jonni - 20 Comentários

        PS.: o Realtemp pode te induzir ao erro (eu não conhecia o software), o ícone na barra de tarefas exibe um termômetro com a temperatura de 46° abaixo, pode induzir ao erro de achar que esta é a temperatura, fora isso achei bem aceitável o software

        VA:R_U [1.9.13_1145]
        Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
        • Jefferson - 6.133 Comentários

          Não entendi o “46° abaixo”. Aqui eu coloquei para exibir a temperatura dos 4 cores e ele exibe o mesmo que está na tela do programa, com uma ressalva: as temperaturas dos cores 1 e 2 estão trocadas.

          Edit: eu esqueci que a contagem começa em zero. São os cores 0 e 1 que mostram valores trocados.

          VN:R_U [1.9.13_1145]
          Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
          • jonni - 20 Comentários

            o ícone representativo do software na barra de tarefas do windows, mostra 46° só como ilustração, o desenvolvedor poderia ter usado o ícone para indicar a temperatura do processador ao invés de um numero arbitrário.

            VA:R_U [1.9.13_1145]
            Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
            • Jefferson - 6.133 Comentários

              Tem algo errado na sua máquina. Aqui o ícone na barra de tarefas mostra a temperatura do core. Não é um número estático.

              VN:R_U [1.9.13_1145]
              Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
              • jonni - 20 Comentários

                Aqui fica sempre em 46° vou testar em outra maquina amanhã, essa maquina está rodando windows 7 x86 enterprise

                VA:R_U [1.9.13_1145]
                Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
                • Jefferson - 6.133 Comentários

                  Aqui é Windows 8.1 x64 Enterprise.

                  VN:R_U [1.9.13_1145]
                  Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
                  • jonni - 20 Comentários

                    essa maquina em especifico tem um software e um driver que só roda em x86, é a unica maquina da minha casa e da empresa que ainda está no windows 7 por preguiça do fabricante do hardware que utilizamos( a mesma maquina, comprada por um conhecido a menos de 1 mês ainda vem com a mesma controladora que só suporta windows 7 de 32 bits)

                    VA:R_U [1.9.13_1145]
                    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
                    • Jefferson - 6.133 Comentários

                      Não tenho nada contra o uso de x86. Eu uso exclusivamente por causa do limite de 4GB de RAM, porque em máquinas onde eu não vou usar mais que isso eu faço questão de instalar SO x86.

                      VN:R_U [1.9.13_1145]
                      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
        • Jefferson - 6.133 Comentários

          Eu uso o Realtemp por causa do alarme sonoro de temperatura configurável.

          VN:R_U [1.9.13_1145]
          Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    • Jefferson - 6.133 Comentários

      Eu não sabia que o Core i5-2310 tem um TDP de 95W, contra 55W do meu i3-3220. É por isso que a temperatura subiu exageradamente. Eu usei o mesmo tipo de cooler, pasta vagabunda e cuidado que eu tinha com o core i3. Tenho que prestar mais atenção nisso.

      VN:R_U [1.9.13_1145]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
      • jonni - 20 Comentários

        a diferença do TDP se deve a diferença da litografia, que na ivy bridge é de 22nm (terceira geração) ja na sandy bridge é de 32nm(segunda geração), a titulo de curiosidade o maximo que um i5 de terceira geração vai ter de TDP é 77W que é o 3570k contra os 95W da segunda geração

        VA:R_U [1.9.13_1145]
        Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • jonni - 20 Comentários

    obs.: digo o ícone que fica na barra de tarefas, não o ícone da área de notificação, esse sim exibe em tempo real a mudança

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    • Jefferson - 6.133 Comentários

      ahhhhhhhh…

      Desculpe a confusão. Meu monitor é de 22″ FullHD e à distância que fico da tela (uns 80cm) eu não consigo discernir que há algo escrito no ícone. Sim, isso pode confundir.

      VN:R_U [1.9.13_1145]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
      • jonni - 20 Comentários

        Meu monitor é FHD também, mas como a barra do windows 7 é substancialmente maior fica mais facil ver o icone

        VA:R_U [1.9.13_1145]
        Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Como tentar descobrir senhas de servidores por força bruta.

Notas:

  • “servidor” é, para a intenção deste post, uma funcionalidade de rede oferecido por um equipamento qualquer. Não estou me referindo a “um computador”, mas a aparelhos modernos conectados à rede como câmeras IP, NVRs, DVRs, modems, roteadores e media players;
  • Meu interesse é descobrir senhas padrão telnet e ftp de equipamentos que possuo e minha abordagem será essa;
  • O método de força bruta só é eficaz se o servidor não limitar o número de tentativas de login num determinado período de tempo. Medidas simples como bloquear o acesso do seu endereço  IP por x minutos após y tentativas erradas de login já reduzem enormemente a capacidade de sucesso. Mas os equipamentos em que estou interessado geralmente  não implementam qualquer proteção contra ataque de força bruta (edit: Injusto. Vários dos meus implementam medidas simples. Veja comentários);
  • Qualquer comentário com perguntas onde sequer pareça que você está querendo usar isso em servidores que não estão sob sua administração será vetado.

Para quê?

Você pode pular essa parte indo direto para “NCRACK” se quiser.

Neste momento eu tenho cinco câmeras IP conectadas à rede de minha casa que tem servidor telnet embutido. O acesso telnet em equipamentos desse tipo geralmente oferece opções avançadas de diagnóstico e recuperação, como hard reset (apagamento da partição de configuração), mudança de configurações e comportamento e até backup e restauração do firmware. Este último é especialmente interessante porque minhas câmeras são genéricas, chinesas, e apesar de todas oferecerem opção de instalação de novo firmware, nenhum dos fabricantes tem sequer uma página na internet. Se o firmware de uma delas for corrompido, o único jeito de consertar é conseguindo uma igual (minhas câmeras são geralmente diferentes) para fazer uma complicada operação de desmontagem e dessoldagem para fazer uma cópia da memória flash com um gravador. Tendo um backup guardado do firmware original eu estou mais seguro.

O problema é que as câmeras tem essa funcionalidade, mas o fabricante não te diz a senha de acesso. Faz um certo sentido porque se você não souber o que está fazendo pode inutilizar a câmera (basta apagar um arquivo do bootloader) e nenhum fabricante quer essa dor de cabeça. Provavelmente a senha só é dita ao usuário pelo suporte técnico avançado quando há um problema sério ou o analista de suporte faz um acesso remoto à sua rede e com isso pode fazer o diagnóstico sem nem precisar dizer a senha. Mas…

Suporte técnico avançado?

Analista de suporte?

Suporte? Que suporte?

No final a existência desse acesso se torna uma vulnerabilidade, porque você não sabe a senha mas alguém na internet com certeza sabe. Todos esses equipamentos são baseados em Linux e o modo mais comum de obter a senha deles é, tendo acesso ao arquivo de firmware (que pode ser de uma atualização oferecida pelo fabricante), extrair o arquivo criptografado de senhas (geralmente etc/passwd) e rodar um programa de força bruta como o John The Ripper. Como o “ataque a um arquivo” não pode ser limitado como o ataque a um servidor, você testa milhares de possibilidades por segundo dependendo do poder computacional que tem disponível. E as senhas nem são tão complexas assim por isso fazendo uma pesquisa no Google você encontra diversos casos de senhas que foram descobertas “facilmente” dessa maneira.

Eu não estou particularmente preocupado com o acesso de terceiros às minhas câmeras porque eu procuro tomar medidas para que terceiros não tenham acesso fácil à minha rede, mas se eu tiver acesso não custa nada eu mudar essa senha default para dar um pouco mais de trabalho a um possível intruso. E, como eu disse anteriormente, o acesso telnet abre diversas possibilidades para o usuário avançado, incluindo mudar essa senha.

Mas já estou fugindo do assunto.

NCRACK

O Ncrack é um programa simples de linha de comando que permite fazer isso. Eu queria testar cinco câmeras e tinha uma dúzia de possíveis senhas. Parece pouco mas manualmente eu teria que fazer 5×12= 60 tentativas de login. Na décima eu já estaria tão entediado que começaria a errar a digitação (HA! Dependendo da senha eu já estou errando na primeira tentativa). Ncrack facilita muito isso porque eu pude colocar as 12 senhas (agora são 23) em um arquivo :

E dei ao ncrack uma lista dos IPs das minhas câmeras e esse arquivo para ele tentar. A linha de comando que eu coloquei em um arquivo .bat ficou mais ou menos assim:

No exemplo acima, “ipcam.pwd” é o nome que dei ao arquivo com a lista de senhas (uma por linha) e o usuário testado sempre será ‘root” (–user root).

Em 30 segundos (quando a lista tinha apenas 12 senhas) eu tinha as senhas de três das câmeras. As senhas das outras duas não estavam na minha lista.

Mais tarde quando acrescentei três câmeras rodei o teste de novo e consegui a senha de mais duas em menos de um minuto. Depois eu ampliei a lista de senhas para 23 e sem fazer qualquer esforço consegui obter a senha de mais uma câmera.

Se você quiser que o programa teste várias combinações de usuários e senhas pode colocar os nomes de usuários em um arquivo (um por linha) e indicar ao programa que o use, trocando o parâmetro ‘–u’ por ‘-U’ como abaixo:

No exemplo acima eu coloquei os usuários em um arquivo de nome ‘ipcam.users’.

Note que este é um exemplo bem simples em que eu usei uma lista especial de senhas com alta probabilidade. Ncrack tem outras opções e você pode usar listas muito maiores.

 

 

 

 

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
5 comentários
  • Diogo - 13 Comentários

    Taí uma coisa que me impede de colocar minhas câmeras pra acessar pela internet, tenho medo que descubram o dns delas e quebrem a senha por força bruta…

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    • Jefferson - 6.133 Comentários

      Infelizmente conectar qualquer coisa diretamente à internet é arriscado. Até o próprio modem! A quantidade de exploits existentes para os mais diversos modems impressiona. Daí ser recomendável que você tenha no mínimo um roteador entre o modem, que deve ser configurado também como roteador, e sua rede.

      O ideal seria você ter um dispositivo “gateway” onde você tivesse que fazer logon primeiro antes de alcançar qualquer coisa na rede interna. E que esse gateway evidentemente bloqueasse qualquer IP por x minutos após y tentativas erradas de login.

      No caso das câmeras isso seria o NVR/DVR. Porém o danado usualmente vem com seu próprio pacote de vulnerabilidades.

      VN:R_U [1.9.13_1145]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Nota: mudar a senha default do usuário root nesses aparelhos é possível e desejável, mas é arriscado. É informado aqui que a Foscam FI9820 nem tem senha para o usuário root, mas se você colocar uma para proteger o acesso telnet a câmera deixa de dar boot porque vários scripts de inicialização dependem da falta dessa senha.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Ampliei a lista de possíveis senhas para 23 e expliquei como testar vários nomes de usuário também

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Eu fui injusto ao dizer que esses dispositivos não tem qualquer proteção contra ataque de força bruta. Em várias das minhas câmeras o servidor telnet faz uma pausa de 3 ou 4 segundos quando você entra credenciais incorretas e se você errar três vezes é desconectado. Isso não é o bastante para impedir um ataque de dicionário como esse que estou fazendo com o ncrack, mas já dificulta enormemente o ataque tradicional.

    Ignorando o tempo que leva para reconectar de novo a cada desconexão forçada, só é possível testar uma combinação a cada 3 segundos. Isso dá meras 28800 combinações por dia. Para você ter uma idéia, só o dicionário Houaiss já tem mais de 228 mil palavras. Eu consegui tempos curtos por usar um dicionário especializado, de senhas default, mas leve em conta que o atacante também vai usar um e mudar a senha default desses dispositivos pode não ser fácil.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Abandonando o Vmware server em favor do Virtualbox

Há muito tempo eu venho tendo aborrecimentos com a versão gratuita do vmware: o vmware server. Fiquei preso à versão 1.0.10 porque não consegui de jeito nenhum me entender com a versão 2.x, por isso não sei como é a versão mais nova nesse sentido, mas a 1.x é intrusiva demais, criando diversos problemas difíceis de diagnosticar e/ou conviver na máquina host. De atrasar o boot do XP em 43s a impedir o funcionamento da webcam no Live Messenger (não acho meu post, se é que escrevi sobre isso). Os aborrecimentos eram tantos que passei a usar muito pouco a virtualização. Por um tempo eu ainda usei a versão portable do Microsoft Virtual PC, mas ela vive dando problemas porque a MS “implica” com a “portabilização”.

Há umas duas semanas, incentivado por não conseguir fazer uma virtualização funcionar no vmware, decidi testar outra vez o Virtualbox e fiquei surpreso com as melhorias que encontrei desde a última vez que testei. O teste, com uma máquina virtual Linux, foi facílimo porque o Virtualbox consegue usar o HDD virtual *.vmdk criado pelo vmware. A propósito, o Virtualbox também suporta os HDDs virtuais do VirtualPC (*.vhd).

Mas o que facilitou mesmo foi existir uma versão portable, de terceiros,  que funciona. Consegui fazer todo o meu teste, incluindo usar dois adaptadores wireless USB reais na máquina virtual, sem precisar sequer instalar o Virtualbox no meu PC.

 

 

 

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
3 comentários
  • Cesar Machado - 19 Comentários

    Eu uso o virtual box desde janeiro de 2011, e a cada update a melhora é visível. :)

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Marcel - 56 Comentários

    Eu tenho usado o Citrix XenServer, e estou feliz com ele. Embora a automatização de backup tenha sido feita via script no linux por baixo dele, e algumas partes da manutenção tenha que ser via linha de comando, e que o XenConverter (para fazer P2V – Physical to Virtual) tem grandes chances de falhar (95% no meu caso), e que não dê para mandar uma serial real para a parte virtual, tenho conseguido tocar…

    A estabilidade, ser opensource (o XEN básico é, já a ferramenta da Citrix não), uma boa ferramenta de administração, e ser um linux por baixo foram os diferenciais para mim, mas confesso que o VMWare Server sempre foi meu sonho de consumo, até pela facilidade de poder trabalhar com o mesmo padrão de máquina virtual do vmware-player, podendo trabalhar na máquina local antes de mandá-la pro servidor.

    Quanto ao virtualbox, vou fazer um teste com ele assim que tiver um tempo (que pelo andar da carruagem, pode ser nunca) e paciência… 

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Intruder_A6 - 194 Comentários

    Acho que vou testar ele, não custa tentar, pois não precisar instalar facilita muito.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Recomendo o Gizmos Freeware

Gizmos freeware é um site que nos últimos meses tem aparecido com frequência, merecidamente, no topo de minhas buscas no Google,

Altamente recomendado. Não apenas pelas análises, que são boas, mas também pelo nível dos comentários.

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
1 comentário
  • brunoguimaraes - 10 Comentários

    Hoje em dia é tão raro encontrar locais em que os comentários tem um alto nível, fico abismado com algumas discussões que acabam indo somente para o lado da agressão e do deboche. Felizmente aqui isso não acontece.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

[BUZZ] Pela primeira vez na vida estou usando o famoso AutoIt

Meu problema era automatizar a maçante tarefa de abrir o meu programa de TV (Arcsoft TotalMedia). O Totalmedia carece de opções e entre outras coisas só abre em tela cheia e no monitor padrão, esquecendo todos os ajustes de posição que você tenha feito na sessão anterior.

O primeiro resultado de minha busca no Google foi o AutoIt, mas eu imediatamente deixei de lado porque o programa é danado de “hostil” com o usuário que só deseja “uma coisinha”: você tem que “programar” o comportamento que você deseja. E se eu quisesse “programar” faria em Delphi.

Tentei então vários programas de “Macro Recording”, mas todos se mostraram limitados por uma razão ou outra.

Acabei me resignando e voltando ao Autoit, antes de tentar o Delphi. Em uma hora, seguindo o Help e depois de muita tentativa e erro, consegui o que eu queria. Agora eu só preciso clicar duas vezes no script que o Totalmedia abre, entra no modo TV, ativa o PIP, escolhe os dois canais que mais vejo e ainda joga a janela para o monitor secundário.

Meu script:

No final, foi tão “simples” que já estou pensando em automatizar outras coisas.

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
7 comentários
  • Um que usamos aqui e que é bem poderoso, mas nem por isso tão complicado, é o AutoHotKey. Recomendo.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Também uso o AutoHotKey mas com outra finalidade, emulação de jogos!

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Off-topic, mas relevante: Google descontinua Buzz

    In a few weeks we?ll shut down Google Buzz and the Buzz API, and focus instead on Google+. While people obviously won't be able to create new posts after that, they will be able to view their existing content on their Google Profile, and download it using Google Takeout.

    http://googleblog.blogspot.com/2011/10/fall-sweep.html

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Já me avisaram… (Marcel Bueno, via e-mail) :)

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Ok, no off, descontinua, e isso aqui continua? Poderemos ainda ler os posts aqui?
    Será endereço novo? Dúvidas, dúvidas…

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Tem alguns anos que uso o AutoIt. Antes do Ninite.com eu automatizei todas os instaladores que usava, uso pra tudo. O último script foi para gerar um relatório com a contagem de páginas das impressoras em rede via SNMP e gerar um arquivo do Excel.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Luciano Sturaro - 440 Comentários

    Ressuscitando o OFF relevante… boa hora pra pensar em migrar pra alguma coisa baseada no WP… e aproveitar o pé na bunda do google pra isso.

    Alias… do google eu só confio (e ainda mais ou menos) em três serviços: Gmail, Docs e GoogleGroups, o resto, sei não quando der na telha do google e ele resolver chutar o balde.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

[BUZZ] Usando o Freecommander para renomear arquivos

Eu peguei uma tarefa desagradável aqui de examinar algumas centenas de pastas com filmes para verificar se os arquivos estavam corretamente nomeados. Após olhar umas duas dezenas, eu já estava muito irritado com o Explorer, que teima, no modo Detalhes, em exibir a coluna “Nome” em um determinado tamanho. Ele nem tem uma configuração para expandir automaticamente a coluna pelo tamanho do nome, nem “lembra” o ajuste manual que fiz. O resultado é ter que expandir a coluna manualmente a cada pasta onde entro.

Uma rápida pesquisa mostrou que não existe jeito “simples” de resolver isso. Neste tópico da Technet ficamos sabendo que é “by design” e nos deparamos com mais uma resposta estúpida da Microsoft.

Então decidi olhar se um gerenciador de arquivos de terceiros resolveria o problema.

Minha primeira tentativa, o FreeCommander, resolveu o problema melhor do que eu esperava:

Uma vez que eu ajuste a largura da coluna, ela fica valendo até que eu ajuste outra vez.

E ainda recebi um bônus.

Como são pastas de filmes que não fui eu que organizou, existe uma grande quantidade de problemas de nomeação dos arquivos. O ideal é ter arquivos de legenda, filme e NFO com exatamente o mesmo nome, mas encontrei uma salada. FreeCommander me ajuda a resolver o problema rapidamente com várias opções. Ao selecionar os arquivos e teclar F2 eu entro em uma janela de renomeação múltipla onde é possível digitar/colar o nome que vai ser dado a todos os arquivos (mantendo as extensões intocadas) ou (o que é muito interessante no caso de filmes) dar automaticamente aos arquivos o mesmo nome da pasta onde estão.

Existem muitas outras opções, mas só estas me interessaram até o momento.

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
13 comentários
  • Jefferson, aproveitando o assunto, você gosta e/ou usa alguma linguagem de script para automatizar tarefas no Windows?

    Te pergunto isso porque já passei por situação similar no Linux e resolvi facilmente com um script que me mostrava o nome do arquivo e eu decidia se informava um novo nome pro script renomear o arquivo ou ia pro próximo arquivo da lista (todos arquivos de um diretório). Pela minha experiência escrever scripts pro cmd.exe é muito desagradável e limitado comparado ao Bash no Linux, e o PowerShell, apesar de poderoso, tem uma sintaxe que deixa a desejar.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Eu uso o xplorer² Ryan, achei mais completo que o free commander.
    http://www.zabkat.com/

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Ygor Almeida - 126 Comentários

    Interessante essa função do F2 renoemar – mas imagino que você ainda testou apenas no XP certo ?

    Porque multiplos arquivos com o mesmo nome mas .XXX extensões diferentes o 7 faz isso numa boa, só não faz o renomear igual o nome da pasta.

    E normalmente aqui a pasta onde eu altero o tamanho dos campos para visualizar ficam gravados as configs ..

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Ygor,

    O Windows grava a configuração para cada pasta, depois que eu tiver feito o ajuste em cada uma delas. Nesse meu caso, não serve, porque depois que eu passar uma vez por cada pasta, não vou mais precisar disso. Eu preciso poder dizer que largura eu quero para a coluna antes de entrar na pasta.

    Quanto a renomear múltiplos arquivos, se não me engano isso funciona também no XP, desde que eu habilite "ocultar extensões". Mas para mim é inaceitável trabalhar com extensões ocultas. O Explorer do Seven trabalha de modo diferente, por isso a coisa funciona mesmo com as extensões sendo exibidas.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Alexandre, infelizmente esse não é gratuito como o Freecommander.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Julião, quando eu preciso automatizar qualquer coisa no Windows, primeiro tento com arquivos .bat. Se não der, parto logo para um programa em Delphi. Ontem mesmo eu fiz um para automatizar uma tarefa muito tediosa.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Vou experimentar um dia desses, às vezes bato cabeça com o Windows Explorer lidando com várias pastas. A largura da coluna do nome do arquivo também é um problema pra mim.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Se fosse apenas para verificar os nomes dos arquivos, eu teria digitado "dir /s >lista.txt" e faria a analise neste arquivo (lista.txt).

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Não creio que fosse dar certo, Rodrigo. Duas centenas de pastas, cada uma com pelo menos meia dúzia de arquivos, iria gerar uma lista um tanto difícil de acompanhar. E quando eu detectasse o problema teria que procurar a respectiva pasta no Explorer.

    Mas eu não tentei isso.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Veja um exemplo
    http://digoreis.net/temp/filmes.txt

    Veja que a lista fica meio zoneada quando ta na raiz de algumas pastas (especificamente na Filmes, na Assistidos e na Copiados) fora isso, dá para ver bem cada pasta, como a Tron, por exemplo.

    Veja bem, não que isso seja a melhor opção, mas num caso de uma pasta bem organizada, seria facil de encontrar as ovelhas negras :p

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Rodrigo Motta - 114 Comentários

    Ryan , normalmente eu gosto de usar as definicoes do explorer de uma forma padronizada com o nome "bemmm" largo.
    Faço assim : (WinXP , Seven creio q é a mesma coisa )
    – Defino o tamanho das colunas de uma pasta do jeito que eu quero.
    – (Menu) – Ferramentas – Opções da Pasta.
    – (aba) Modo de exibição – (botão) Aplicar a todas as pastas.
    =========
    Com isso o Explorer define todas as pastas para uma visualização padrão (a que vc está no momento)
    Depois q vai entrando em cada pasta , vc pode ir alterando.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Não gosto de mexer nisso. A largura padrão da coluna "nome" do Explorer me serve na maioria dos casos. Aumentá-la reduz o espaço para outras colunas e dificulta bastante visualizar que informações estão na mesma "linha", já que o Explorer não oferece uma visualização no estilo "papel zebrado".

    Eu realmente prefiro uma solução onde eu ajuste a largura com o mouse e ela permaneça assim para todas as pastas, até que eu ajuste de novo. O ideal seria que além disso o programa respeitasse as definições gravadas para pastas específicas, mas não sei o quão complicado isso ficaria para programar.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jeff, o xplorer2 tem uma versão free também.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

[BUZZ] Minha opinião sobre o Teraccopy

Depois da discussão secundária que rolou neste post eu fiquei devendo minha opinião sobre a versão mais recente do Teracopy. Estive com ele instalado na minha máquina principal desde então e, embora ele pareça ter resolvido alguns problemas que encontrei no meu primeiro teste, continua bastante problemático.

1)Operações de MOVER para a mesma partição, que deveriam ser quase instantâneas, demoram mais do que deveriam. Aparentemente o programa perde tempo calculando o tamanho do que vai ser movido, que é um dado irrelevante quando se move dentro de uma mesma partição.

2)Em algumas operações de MOVER, o Teracopy “esquece” de apagar os diretórios da origem. No final da operação eu fico com duas estruturas: uma “cheia” e uma vazia, que correm o risco de serem confundidas. Basta você, ao ver todos os diretórios, concluir que pediu para COPIAR no lugar de MOVER e por um instante misturar as partições origem e destino. PIMBA! Você mesmo apaga os seus dados..

3)Em pelo menos três operações com grande quantidade de arquivos (algumas dezenas de milhares) o Teracopy me deixou na mão abortando com erro grave lá pelos 30%.

O terceiro problema pode ser provocado por conflito com outro software rodando na minha máquina, mas os outros dois só podem ser atribuídos ao Teracopy.

Concluindo: para operações normais do dia-a-dia o Teracopy tende a ser um problema para mim. Prefiro usá-lo apenas nos casos em que o Explorer falha.

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
21 comentários
  • Jefferson, estou utilizando o Teracopy há algumas semanas e concordo com o item 1. Há um certo lag na hora de mover arquivos dentro da mesma partição. O lag diminuiu quando desativei a opção de verificar o espaço livre.

    Já o 2, o máximo que pude perceber é que às vezes resta uma espécie de "pasta fantasma" na localização original. Se eu tento acessar esta pasta, o Explorer dá aquele erro dizendo que a pasta não existe mais. Basta dar um refresh para que ela suma; ou seja, o Teracopy realmente remove a pasta de origem, mas pode ser que demore até o Explorer mostrar isso.

    Com o 3, felizmente não tive problemas até agora, mesmo ao mover alguns gigas de arquivos entre 2 discos. Lembrando que estou com a opção de usar o system write cache ativada.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Uso o Teracopy há bastante tempo, e confesso que nunca me deparei com nenhum dos 3 problemas, será que é por causa do OS?
    Por coincidência eu comecei a usar o teracopy justamente quando instalei o Seven, e tinha vários arquivos que davam problemas pra transferir do hd antigo para o novo, o XP abortava a transferência, então tive que usar o Teracopy pra fazer a transferência e depois me exibir um relatório de quais arquivos NÃO tinham sidos transferidos, o ele fez com perfeição.
    Edit: Fiz várias operações de mover aqui, dentro do mesmo HD, algumas com muitas pastas e arquivos, e todas foram instant, e sem deixar ghosts. Usando Windows Seven…

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Alexandre Prestes, esse problema das pastas "fantasma" seria o meu problema "número 4". Eu deixei de mencionar por ser um problema menor. Eu suponho que esteja faltando o Teracopy dar um "Refresh" no Explorer via API.

    Quanto a verificar espaço livre, é outra indicação de que o programa está fazendo alguma besteira. Você não precisa de espaço livre para mover na mesma partição.

    Edit: você está usando XP ou Seven?

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Alexandre Ribeiro, pode ser por causa do OS, sim. Mas por falta de testes nele. Eu não creio que haja algo na API de arquivos do Seven que falte no XP. Muito pelo contrário.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Esqueci de comentar: uso o Win XP

    E essa opção de verificar espaço livre infelizmente é global. Útil para copiar/mover arquivos para outras partições, mas totalmente inútil quando se move para a mesma partição.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Tudo bem que seja global. O programador é que pode e deve ignorá-la quando ela não faz sentido.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Para os que não sabem e possam estar confusos com o que estamos dizendo: Nenhum arquivo é realmente movido numa operação MOVER dentro de uma mesma partição. Tudo o que o SO faz é mudar o "endereço" do arquivo na tabela de alocação. Todos os bytes de dados permanecem exatamente onde estavam.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson, concordo contigo EM PARTES.
    – Em uma partição NTFS comum, em 1 HDD, sim.
    – Em uma partição não NTFS, mas que o sistema operacional tenha suporte através de um driver, talvéz. (FAT, FAT32, etc)
    – Em um volume lógico, de um sistema específico com RAID, ou esquemas como o linux com links simbólicos, ou esquemas de ponto de montagem em partições linux, ou pastas virtuais do windows que mandam para outro canto, não. E sim, tudo isso é possível através de drivers proprietários.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Hummm… eu me referia apenas ao Windows, mas confesso que não pensei em links simbólicos.

    Mas faz sentido o programa operar pela exceção e não pela regra? Links simbólicos e Junctions Points são raríssimos.

    No caso de links simbólicos, o programa não tem como detectar isso?

    Confesso que eu não sei como detectar que uma determinada pasta está dentro de um link simbólico, então não me sinto à vontade para cobrar do programador que ele saiba.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Esse problema da pasta existir me deu uma confusão viu, fiquei louco tentando entender, eu acessava no Explorer e ele reclamava dizendo que não existia.

    Tentei de tudo, fiquei louco e desinstalei o programa, não tive paciencia.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Tentei usar o Teracopy de novo, para copiar 17GB de um drive FAT32. Eram 389 mil arquivos. A cópia falhou duas vezes após ter copiado apenas 16 mil arquivos. Desta vez o Teracopy sequer acusou erro. Simplesmente fechou a janela como se já tivesse copiado os arquivos. O que é ainda pior.

    Da primeira vez eu pensei que ele tivesse interpretado minha digitação como um comando para cancelar (o que também seria errado, pois deveria requerer confirmação). Mas da segunda vez eu nem estava digitando.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Se o objetivo específico do qcopy é fazer cópias via rede, não creio que ele se saia bem com movimentações locais.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Não é. Eu acabei de fazer uma cópia local.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Em maquinas locais ou windows 7 estou utilizando o robocopy que esta me atendendo bem. Não sei em quais versões anteriores ao win7 que o comando se aplica. Mais informações: http://en.wikipedia.org/wiki/Robocopy

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Paulo, eu quis dizer que ele é "otimizado" para transferências via rede, que tem necessidades diferentes.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Aguem já usou o QCopy? Eu vi hoje a sugestão no site da info.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Claudio, a MS oferece uma alternativa "avançada" ao Robocopy chamada Richcopy

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Falando de outros copiadores, achei este artigo em que um usuário testou vários deles. É interessante dar uma olhada na página de comentários, onde tem uma discussão bem interessante sobre como funcionam e quais as vantagens e desvantagens conforme os testes realizados por eles:

    http://www.techsupportalert.com/best-free-file-copy-utility.htm

    Abs.,

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Encontrei outro problema com o Teracopy (v2.2)

    O programa não verifica colisões de nomes de pastas. Se eu copiar uma pasta "orçamentos" e no destino já existir uma pasta "orçamentos", o Teracopy vai mesclar o conteúdo de ambas sem perguntar nada. Isso pode ser bem problemático.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Esse lance de mesclar as pastas, isso sim me pareceu um grande problema. Né possível que não tenha opção nenhuma para isso…

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Infelizmente o Teracopy é um programa com pouquíssimas opções. Como ele calcula o CRC automaticamente enquanto copia, seria de extrema utilidade que ele salvasse um arquivo .sfv com todos os CRCs calculados. Mas não existe opção para isso também.

    E fica ainda mais estranho quando você observa que o Teracopy se registra como programa padrão para arquivos .sfv.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

[BUZZ] Setando “always on top” para qualquer janela no Windows

O Direct Folders tem um recurso extra muito útil que permite manter uma janela sempre em primeiro plano. Basta clicar com o botão direito do mouse sobre o botão “fechar” da janela.

Para quem não lembra, eu descrevi essa funcionalidade em 2009 achando que era do Windows Seven.

Só que o problema que acontecia no Seven também existe no XP: para algumas janelas isso não funcionava. Era o caso de um programa que eu tinha que usar (sem alternativas) que sequer exibia o botão “fechar”.

Encontrei uma alternativa viável no Deskpins.

Estou usando há meses. Sempre que eu precisei ele funcionou. Entretanto tanto ele quanto Direct Folders compartilham a mesma “deficiência”: você não pode configurar para que uma janela seja automaticamente colocada “on top” ao ser detectada. É preciso sempre fazer isso manualmente. Não é que seja inconveniente, é apenas falta de conveniência :)


Liked by: Rafael D, pedro santo, Carlos Augusto, Magno Lima

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

[BUZZ] Baixando automaticamente versões atualizadas dos seus aplicativos e utilitários com o Ketarin

#manutenção

Evagoras Junior perguntou em outro post:

"Sobre programas atualizados. Alguém conhece um que seja prático no sentido de avisar quando houver novas versões e baixar um conjunto de aplicativos pré-definidos de uma vez só. Por ex:. CCleaner, Flash, Java, etc… Eu sei que o Orbit faz +- isso, mas ainda não tem a praticidade que eu gostaria."

Eu não ia falar sobre isso agora, porque ainda estou testando, mas como estava na minha "pauta" e alguém solicitou a informação…

É público e notório que eu não dou a mínima importância para ficar atualizando o software que eu uso. Então os "atualizadores" que procuram novas versões para os programas que eu tenho instalados (quase todos) não me interessam. Porém quando eu instalo uma nova máquina para um cliente eu gosto de colocar as versões mais recentes de algumas aplicações do meu "kit básico", como Java, Flash, Firefox, antivirus, pacote de definições do antivirus, etc. Para isso eu preciso dos instaladores atualizados.

Por muito tempo eu procurei por um programa que baixasse os instaladores para mim. Só encontrei um capaz disso há duas semanas: Ketarin:

https://ketarin.org/

O funcionamento básico é simples. Você diz ao Ketarin o URL do arquivo que você quer baixar e a pasta onde vai salvar. Na primeira rodada Ketarin vai simplesmente salvar o arquivo, mas nas próximas, só se o arquivo online tiver sido modificado.

Já estou usando para:

Java: http://javadl.sun.com/webapps/download/AutoDL?BundleId=52247
Firefox 3.6: http://download.mozilla.org/?product=firefox-{version}&os=win&lang=pt-BR
Avast 6: http://files.avast.com/iavs5x/setup_av_free.exe
Definições do Avast 5 e 6: http://files.avast.com/iavs5x/vpsupd.exe

Atenção para o caso do Firefox, que requer o uso de variáveis, como explicado aqui:
http://wiki.ketarin.org/index.php/Basics

Deficiências do Ketarin (identificadas até o momento)
+Requer o (maldito) .NET.
+Não mostra velocidade de download, nem tempo estimado para o término.

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
18 comentários
  • 'Agradecido por demais' . A minha intenção é a mesma com este software.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Antes que alguém pergunte: ainda não sei como configurar para baixar Chrome e Flash.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Chegou a usar a database de aplicativos do Ketarin? Por lá consegui baixar atualizações dos plugins do Flash (para IE e FF) e o Avira

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • achei que seria algo mais ao estilo do http://ninite.com/ ou http://www.freenew.net/windows.htm

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Luciano, não entendi como o Ninite possa ajudar. Eu só olhei por alto a página e encontrei os seguintes problemas:

    +Como baixo versões em português dos programas?
    +Como eu baixo o ramo 3.6 (em vez do 5, 6, 7, um milhão…) do Firefox?
    +Ele não vai baixar de novo programas que eu já tenho atualizados porque ele não sabe que versões eu tenho?

    E o freenew parece igual.

    Algo que eu não vi?

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Alexandre, eu estava enrolado. Sabia que a opção existia pelo FAQ, mas não estava achando a opção de usar o database. Descobri agora que é porque estava insistindo em usar File -> New Application e não notei que o botão "New Application" tem mais opções. Agora sim, Flash e Chrome estão baixando.

    Problema de interface inconsistente. File -> New Application deveria abrir as outras opções também.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Falei cedo demais. O instalador do Chrome baixou, mas não instala, acusando "conflito de frame". Olhei o URL importado e nele encontrei "lang=en". Talvez seja essa a razão. Mudei para lang=pt-br e estou baixando de novo.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • entendi que no conceito de kit básico com as últimas versões poderia atender, mas realmente você não conseguirá o Firefox 3.6 nele.

    para as outras perguntas de uma olhada no quadro amarelo a direita no site do Ninite.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    ahhh… desculpe. Eu devia ter visto aquilo. Ele então resolveria parcialmente o meu problema. De qualquer forma eu prefiro o modo como o Ketarin opera.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Quanto ao Chrome, mudar o URL fez com que eu baixasse a versão pt-br. Mas só o que consegui foi uma mensagem de erro em português.

    Mas provavelmente isso não é culpa do Ketarin

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson, eu baixei a versão standalone do Chrome pela database do Ketarin. Fiz o mesmo procedimento de trocar a língua da URL de en para pt-br e o instalador baixou OK. Acabei de testar numa VM, sem problemas.

    Qual das versões você pegou?

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    A intitulada "Google Chrome (Standalone) – supports updating [works with an elevated prompt]"

    Mas não creio que seja culpa do procedimento. Deve ser mais um bug do instalador do Chrome. Não é a primeira vez que ele se recusa a instalar na minha máquina.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Deve ser mesmo, porque foi esse que baixei.

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Decidi testar o Ninite e encontrei mais problemas (só para deixar claro para quem está acompanhando a discussão que Ninite e Ketarin tem públicos completamente diferentes):

    O que você baixa é um "web installer" de 250K. Ao executar esse instalador é que os programas que eu pedi são baixados. Isso inviabiliza o programa para o meu propósito, porque eu não quero sequer precisar de uma conexão à internet quando estou instalando uma nova máquina. O Ninite também não baixa os programas para um lugar onde eu possa reutilizá-los, assim se eu precisar fazer a instalação 2, 3, 4, vezes no mesmo dia, vou ter que baixar tudo 2, 3, 4 vezes. Pode ser irrelevante para quem sempre tem uma conexão de 15Mbits à disposição, mas impensável para quem depende de 600k (às vezes, nem isso).

    Instala tudo sem perguntar absolutamente nada. Nem onde quero instalar, nem as opções dos programas… Mesmo que seja repetitivo, eu quero interatividade. Se um programa surgir com uma opção nova, eu quero ver essa opção. Se o programa por engano estiver querendo instalar no diretório errado, eu quero ver isso. A nova versão é adware, toolbarware, penduricalhoware? Eu quero poder dizer "OPA!" e não instalar.

    Não me permite selecionar o que eu quero instalar. Se meu pacote tiver o Audacity, mas meu cliente não tiver nenhuma utilidade para o Audacity, o Ninite vai instalar o danado assim mesmo.

    Tentei instalar no Windows 2003 e deu logo o erro: "Não foi possível encontrar o ponto de entrada do procedimento Decodepointer na biblioteca de vínculo dinâmico kernel32.dll". Ou seja: o ninite cria novos pontos de problema.

    Tenho certeza de que existem casos em que o Modus Operandi do Ninite é útil. Mas no meu caso ele mais atrapalha do que ajuda.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • CCleaner, Java, Chrome eu pego tudo no feed do http://filehippo.com

    VA:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Jorge,

    Eu não testei o que o FileHippo oferece, mas no fórum do Ketarin a única alternativa mencionada é ele mesmo. E muitos URLs do banco de dados online do Ketarin usam IDs do FileHippo.

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
  • Jefferson - 6.133 Comentários

    Mais um URL direto para o Ketarin: Skype completo

    http://download.skype.com/SkypeSetupFull.exe

    VN:R_U [1.9.13_1145]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

[BUZZ] Testei e recomendo o Softperfect Network Scanner

Eu precisei começar o monitoramento remoto da rede de um cliente. Para simplificar minha vida, habilitei o acesso apenas ao servidor (Windows 2003) e de lá eu posso acessar as estações. Para saber que estações estavam ligadas eu comecei a testar vários “IP scanners” e fiquei surpreso com uma coisa: nenhum deles tinha suporte a dar “Friendly Names” (ou comentários) às estações, como é possível fazer no Overlook Fing do Android.

Isso é importante por alguns motivos:

  • Conseguir distinguir rodeadores, cameras IP e modem do resto das estações – Esses dispositivos não respondem à varredura com um “nome”;
  • Algumas estações, por razões que não pude investigar ainda (provavelmente configurações de segurança) simplesmente não se identificam.

Assim no final da varredura eu acabo com um monte de endereços IP que eu não faço a menor idéia do que sejam. É preciso fazer uma anotação de que dispositivo está atrelado a cada IP (no caso de rede com IP fixo) ou endereço MAC (mais confiável). Isso é muito “anos 90” para o meu gosto. É preciso fazer como o Overlook Fing: dar uma chance ao usuário de fazer anotações sobre cada dispositivo.

Eu só fui encontrar isso no Softperfect Network Scanner (SNS):

Os mais populares scanners gratuitos que encontrei não tem essa capacidade:

E o SNS implementa isso muito bem. Você pode mapear os comentários tanto ao IP quanto ao MAC. E pode abrir uma sessão Remote Desktop para as máquinas direto do programa.

A única coisa chata é que ele não se oferece para preencher automaticamente a rede onde vai fazer a varredura baseado no IP da máquina local. Mas como você pode criar “bookmarks” onde salva as sub-redes, isso aborrece apenas nos primeiros usos do programa.

No momento estou muito satisfeito com o programa. Já foi para o meu kit.

VN:R_U [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
4 comentários
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »