Levei uma surra para mover comentários de um post para outro

Eu fazia isso desde 2012, mas dessa vez deu xabu. Ao tentar mover nove comentários de um post para outro, esses desapareciam. Tentei com dois plugins diferentes, o Move Comments e o Tako Movable Comments. Os comentários eram visíveis para os plugins mas só eram visíveis no blog quando eu movia de volta para o post original.

Depois de mover para lá e para cá uma meia dúzia de vezes tentando entender o que estava errado. Eu me dei conta de que todos os comentários que eu estava movendo faziam parte de uma única thread. E o primeiro comentário dessa thread era uma resposta a um comentário que eu não estava movendo. Em outras palavras o primeiro comentário, que era um “filho”, ia se tornar um “pai” ao mover. E se os plugins não estivessem tomando o cuidado de ajustar o “Parent ID” do primeiro comentário, minha thread movida ia continuar sendo descendente do comentário que eu não movi.

Para verificar se era isso mesmo usei o plugin Edit Parent Comment ID para ajustar o Parent ID do primeiro comentário para zero e em seguida usei Move Comments para mover de novo. Problema resolvido. É uma pena que os plugins de movimentação não sejam espertos o bastante para lidar com isso, mas ainda bem que é de fácil solução quando você sabe onde está o problema.

 

Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

WordPress: painel de administração exibindo apenas o menu lateral após downgrade

A versão atual do WordPress é a 4.9.4 mas precisei recuperar o backup de um cliente que usava WordPress 3.3.1 (2012) e o backup pareceu funcionar perfeitamente, até eu fazer login:

Quase toda a página em branco e nenhum item do menu dava qualquer sinal de responder. Eu não podia fazer nenhuma tarefa administrativa via GUI. Existe um problema conhecido chamado The White Screen of Death onde toda a página aparece branca (nem o menu aparece) e eu tentei as dicas de como solucioná-lo, sem efeito. Eu podia resolver o problema instalando na marra uma versão mais recente do WordPress, mas aí o site do cliente parava de funcionar por causa de uma incompatibilidade das personalizações. Demorou um tempo para eu escolher os termos de pesquisa corretos e encontrar esta página com a solução:

  • Abra para edição o arquivo/wp-admin/includes/screen.php
  • Na linha 706 você deverá encontrar a seguinte declaração PHP: <?php echo self::$this->_help_sidebar; ?> Remova “self::” para que fique assim: <?php echo $this->_help_sidebar; ?>
  • Salve e abra a página no navegador de novo;

Segundo é dito nesta outra página, a declaração original está errada mas versões antigas do PHP ignoravam o erro. Quando o host faz o upgrade do PHP o problema aparece.

 

Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Agora vocês tem algumas opções de exibição do blog

Por enquanto isso está por conta do plugin IJM Theme Switcher Bar. Vocês devem ver uma barra no topo da página com os nomes de todos os “temas” que vocês podem escolher.

Isso aparentemente só funciona na página principal.

Tenham em mente que eu não posso administrar todos eles. O default, que eu edito, é o Atahualpa. Todos os outros podem ter comportamentos estranhos e exibir coisas que eu não coloquei na tela. Quem tiver uma sugestão de tema que prefere usar pode falar que eu instalarei aqui e se não tiver nenhum problema óbvio disponibilizarei na lista.

 

11 comentários
Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

O que dá para fazer com sua banda (o que esses “Mbps” significam na prática)

Isso é algo que de vez em quando eu tenho que ilustrar para clientes. Eu fiz um programinha em Delphi que faz essas contas (dá para fazer no Excel também) mas achei interessante usar como exercício aqui para o plugin Calculated Fields Form.

NOTA: Conforme se pode ver nos comentários minha decisão de fazer as contas como se cada byte tivesse 10 bits gerou polêmica. Eu espero ter explicado satisfatoriamente a razão. Se não se conforma com isso, não use a calculadora.

O conteúdo desta página requer javascript habilitado no seu navegador.

45 comentários
  • Luciano - 442 Comentários

    Acrescenta um campo mostrando a velocidade real em KB/s. Isso ajuda e explicar porque uma conexão de 4mbps “só faz” download a 500KB/s.

    A gente sabe que é dividir o valor em mbps que a empresa diz por 8.

  • Jefferson - 6.253 Comentários

    8? Eu divido por 10.

    Uma conexão de 4Mbps não passa de 400KB/s.

    Estou entendendo algo errado?

    • Luciano - 442 Comentários

      Se ai tá dando com dividir por 10 estão te roubando… Eu tenho 2mbps aqui e consigo download a 252KB/s

    • Luciano - 442 Comentários

      Esqueci a explicação. Basta lembrar que eles vendem a conexão em bit e os programas medem download em bytes. E como um byte é formado por 8 bits… então o correto é dividir por 8.

      Isso é assim desde a época dos modems, quando eu consguia espantosas conexões a 53333bps com um US-Robotics externo, e os marcadores de download marcavam espantodos (pra época) 6.7KB/s de taxa de tranferencia.

      Você pode comprovar o que falo, usando o DU-Meter ou algum outro medidor de taxa de transferencia que possa medir a taxa tanto em Mbps ou MB/s. Verá que é dividido por 8.

      • Jefferson - 6.253 Comentários

        Eu não estou com tempo para discutir isso agora mas minha experiência sempre foi diferente da sua. E você está no mínimo esquecendo do overhead do protocolo TCP-IP, que não justifica dividir por 10, mas também não por 8.

        • Luciano - 442 Comentários

          Relaxa, manhã eu faço um teste legal lá na oficina onde tenho 2mbps, e posto aqui as imagens explicativas. Dai você vai ver que dividir por 10 tá errado.

          p.s. Tá funcionando o Simple Edit Coment! Só aumenta pra 10 minutos o tempo depois… :-)

  • Ricardo Menzer - 127 Comentários

    Também uso como “rule of thumb” dividir por 10. Como o Jefferson falou, não é exatamente 10, mas também não dá 8. Sobre o Calculated Field Forms, se forem usadas as setinhas para aumentar ou diminuir o valor da banda, algumas vezes os demais campos não são atualizados. Porém, ao mover o mouse, ocorre a atualização. Estranho é que algumas vezes, só utilizando as setinhas, os campos são atualizados.

  • Ygor Almeida - 129 Comentários

    Acho que vou plagiar um pedaço de um texto aqui, porque também sempre aprendi que era por 8 e nunca por 10 – a divisão correta.

    “eu uso 10, apenas pra fazer por porcentagem – 10% da conexão”, bem vulgar de se falar, pra leigo entender.

    Vamos lá.

    “Entretanto, por uma questão de marketing, as operadoras usam os bits na propaganda e, de certa forma, enganam o consumidor. E qual a diferença entre um byte e um bit? Bom, o bit é a menor unidade de informação. Um bit pode assumir os valores 0 e 1, algarismos usados como base para o sistema binário. Quando colocamos 8 bits juntos, obtemos 1 byte.

    Assim, fica fácil compreender que um byte é oito vezes maior que um bit e que, portanto, o bit é oito vezes menor que o byte. Usando a mesma música MP3 que citamos anteriormente, ao converter seu tamanho para bits, obtemos o tamanho total de 41.943.040, que, por sinal, é um número oito vezes maior que 5.242.880.”

    Assim como os prefixos “giga”, “mega” e “kilo” são aplicáveis aos bytes, eles também podem ser usados com os bits. Portanto, 1 kilobit contém 1.024 bits, e 1 megabit é igual a 1.024 kilobits.

    Como estamos tratando de matemática pura, a diferença entre 1 megabyte e 1 megabit é a mesma de 1 byte para 1 bit, ou seja, o megabyte é oito vezes maior do que o megabit, bem como o kilobyte é oito vezes maior do que o kilobit. A regra vale para o giga, o tera e outros prefixos.”

    Dessa forma, fica fácil entender o motivo de você contratar 10 mega e obter apenas 1 mega. De fato, as operadoras estão vendendo 10 mega, porém nunca é especificado que esse valor é em bits. A enganação acontece justamente nessa confusão de unidades.

    Nós, consumidores, acreditamos que as conexões são em megabytes, mas, na verdade, as velocidades contratadas são oito vezes menores, justamente porque o megabit é oito vezes menor do que o megabyte.
    Calculando a velocidade da sua conexão

    Agora que você já pegou o macete, fica fácil entender a velocidade da sua conexão e fazer os devidos cálculos, mas, para não restar dúvidas, vamos dar um exemplo:

    Jogue na sua calculadora o valor da sua conexão. Caso você tenha contratado um plano de 10 mega, digite 10;
    Depois, use a operação de divisão e divida o 10 por 8;
    Pronto, agora você sabe que a velocidade máxima da sua conexão é de 1,25 megabytes.

    Se você contratou um plano de 600 kilobits, basta efetuar o mesmo processo, mas tenha em mente que o resultado obtido será em kilobyte.”

    Fonte: https://www.tecmundo.com.br/banda-larga/32749-megabit-x-megabyte-qual-a-real-velocidade-da-minha-conexao-.htm

    Pode nem ser o melhor texto, mas eu aprendi assim a conta.
    Será que eu me enganei ( não é essa conta de binários ).

    Agora fiquei curioso, Como você estabeleceu 10 pra fazer a conta ??? risos

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      Agora fiquei curioso, Como você estabeleceu 10 pra fazer a conta ???

      Por observação prática.

      No momento eu tenho dois acessos:

      ADSL Velox 800Kbps : Download topa em 82KB/s (Equivale a dividir por 9,8)
      Provedor do bairro a 4Mbps: Download topa em 420KB/s (Equivale a dividir por 9,5)

      Na minha cabeça a regra sempre foi dividir por 10, por causa do overhead. Sempre achei um overhead alto mas, diante das minhas observações, inescapável.

      O overhead teórico (este é de fato inescapável) está entre 2.8 e 3%.

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      A propósito, esse texto do Tecmundo é claramente voltado a quem é totalmente leigo. Eu sei perfeitamente a diferença ente bytes e bits. Você deveria a essa altura me conhecer melhor, Ygor. :)

      • Ygor Almeida - 129 Comentários

        Você eu tenho certeza que sabe, assim como os que estão sempre aqui postando.
        Já não posso dizer o mesmo de algum perdido que caiu por aqui, que com certeza vai achar estranho ( ainda é estranho fazer a conta por 10 pra mim ). Por isso coloquei o texto na integra mesmo.

        Talvez se você abordar que é observação prática e não a conta em binários – algum perdido não vai fritar a cabeça.

        Afinal outro dia escutei de um cara recém formado, que se diz programador em Java, Android, HTML5, jQuery, php e mais umas coisas ( até tem 6 ou 7 projetos ) que parecem com trabalhos da faculdade provavelmente – o absurdo de que ele comprou um HD novo que tem 1 TB e ele ia voltar na loja pra reclamar que era pirata e ele tinha sido claramente enganado – pois dizia 1TB, e quando ele formatou no notebook dele tem 967GB apenas de espaço livre e era um absurdo que tinha que dar 1TB. E você pode imaginar o resto da confusão, com ele no melhor estilo puto e indignado começou a notar ser roubado em muitos outros equipamentos e que ele iria processar tudo.

        Até parei e deixar de falar pra não passar raiva, porque a idiotice foi ficando tão grande que não pude acreditar que ele fez realmente faculdade e era O PROGRAMADOR – e não conseguia fazer conta nem com ajuda da internet pra entender binário e a diferença das bases usadas por exemplo no mundo Microsoft e Apple pra expressar o tamanho ( no MAC – nem lembro se ainda esta assim, um disco de 1TB mostra 1000GB ).

        • Jefferson - 6.253 Comentários

          Curiosamente, a minha “observação prática” é que todo mundo que aprendeu informática na faculdade não parece saber po**a nenhuma de informática.

        • Jefferson - 6.253 Comentários

          Talvez se você abordar que é observação prática e não a conta em binários – algum perdido não vai fritar a cabeça.

          Eu não coloquei uma observação porque não encontrei prova em contrário. Qualquer pessoa que escreva:

          Dessa forma, fica fácil entender o motivo de você contratar 10 mega e obter apenas 1 mega

          (credo, chega a doer ler isso)

          Certamente não é digna de meu crédito.

          Eu sei três coisas:

          A teoria “leiga” diz para dividir por 8
          A teoria um pouco menos leiga manda levar em conta o overhead.
          Minhas observações mostram um overhead de 20%

          Até vocês (você e Luciano) insistirem que há algo errado com meu “universo observável” eu não tinha motivos para duvidar dele. Mas eu também não posso ignorá-lo agora e fazer de conta que o que observo é uma ilusão. Enquanto eu não achar a razão (e eu estou procurando) para minhas medidas serem estas eu vou continuar acreditando que, no mínimo, a regra do “dividir por 8” não é universal.

  • Jefferson - 6.253 Comentários

    Mais um teste.

    Velox contratado de 10Mbps. Conectado segundo o modem, um ZTE ZXDSL 831II V1, a “11292”.

    Notebook rodando Windows 7, Firefox 47, conectado diretamente ao modem por cabo de rede. Download do arquivo ISO do UBUNTU na UFPR.

    Velocidade indicada pelo Firefox “topa” em 1.1MB/s.

    Pela teoria de vocês isso deveria chegar a 1.4MB/s.

    Por hora, acho desnecessário continuar perdendo meu tempo tentando provar que eu estou errado. Seria interessante se vocês descrevessem o cenário em que se chega a essa “divisão por 8” para que eu possa tentar reproduzir aqui.

    Nota para os bons entendedores: O modelo OSI tem 7 camadas.

  • Sidmar - 21 Comentários

    Jefferson, a questão da divisão não ser exatamente por 8 nem por 10 talvez possa ser explicada pelo mesmo motivo descrito aqui (http://www.hardware.com.br/livros/hardware/gigabyte-bilhao-bytes.html) para os HD’s. Que é exatamente o caso descrito pelo Ygor.

    Quando contratamos “10 Mega” o provedor provavelmente nos entrega 10.000k “redondo” (base 10) quando o correto seria 10.240k (base 2). Assim as contas não batem mesmo.

    E isto só fica pior com velocidades maiores onde 20M são 20.000k em vez de 20.480k, 50M são 50.000k em vez de 51.200k, etc…

    Outro agravante é que em alguns casos a conexão é entregue via PPPoE até o equipamento da operadora na casa do assinante mas a conta da banda é feita na interface pura. Assim o overhead do PPPoE já mata uma parte da banda utilizável.

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      Jefferson, a questão da divisão não ser exatamente por 8 nem por 10 talvez possa ser explicada pelo mesmo motivo descrito aqui

      Esse é um dos problemas. Se dependesse apenas dele, dividir por 8 estaria certo para todos os efeitos práticos.

      Quando contratamos “10 Mega” o provedor provavelmente nos entrega 10.000k “redondo” (base 10) quando o correto

      A velocidade de interfaces seriais é medida usando o sistema métrico decimal. Isso é padronizado. Apesar do que pode parecer, o sistema binário não é o melhor sistema para medir isso.

      seria 10.240k (base 2). Assim as contas não batem mesmo.

      Você está cometendo um erro comum e falhando na atenção aos números.

      1) 10.240k representa um erro de no máximo 2,5%. Dá para perceber olhando para o número que não explica o problema

      e

      2) Você está misturando sistema binário com decimal na mesma conta. Um erro muito comum. 1MB é 1KB elevado à segunda potência: 1024×1024 = 1.048.576. Tomando a liberdade de multiplicar pelo número decimal 10 para não terminar de dar um nó no juízo isso dá 10.485.760 bytes. Um erro aproximado de 5%. Sozinho, continuaria sendo o suficiente para o argumento de dividir por 8 fazer sentido.

      E isto só fica pior com velocidades maiores onde 20M são 20.000k em vez de 20.480k, 50M são 50.000k em vez de 51.200k, etc…

      Claramente quando as contas começam errado não tem como terminar certo. ;)

      Outro agravante é que em alguns casos a conexão é entregue via PPPoE até o equipamento da operadora na casa do assinante mas a conta da banda é feita na interface pura. Assim o overhead do PPPoE já mata uma parte da banda utilizável.

      Você está quase lá. “O modelo OSI tem 7 camadas.”

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      Nota:

      Quando você colocou um “k” nos seus números isso me confundiu. Trocando o “k” por um “K” suas contas ficam melhores, mas ainda assim é confuso. Para evitar essa confusão é que eu prefiro representar os números em bytes.

      Eu deveria ter me lembrado que esse é um problema comum antes de responder. Desculpe.

      • Ygor Almeida - 129 Comentários

        Nota:

        Quando você colocou um “k” nos seus números isso me confundiu. Trocando o “k” por um “K” suas contas ficam melhores, mas ainda assim é confuso. Para evitar essa confusão é que eu prefiro representar os números em bytes.

        Eu deveria ter me lembrado que esse é um problema comum antes de responder. Desculpe.

        Sim isso ajuda a pirar qualquer um. Mesmo entendendo a base binária e decimal. E a confusão que “K” e “k”, podem fazer em um texto. Poderia haver uma forma mais fácil. Da pra entender os motivos de deixar universitários ou não perdidos nas contas.

        Por hora estou procurando uma explicação convincente de que seja dividido por 8 e não 10. Mas frente aos argumentos estou avaliando mudar de opinião. É difícil achar lógica e uma explicação 100% para um ou outro argumento.

        • Jefferson - 6.253 Comentários

          Sim isso ajuda a pirar qualquer um. Mesmo entendendo a base binária e decimal. E a confusão que “K” e “k”, podem fazer em um texto. Poderia haver uma forma mais fácil. Da pra entender os motivos de deixar universitários ou não perdidos nas contas.

          Eu contorno isso escrevendo “mil” quando estou usando o sistema decimal. Usar “k” em um texto de informática é ambíguo demais.

          Por hora estou procurando uma explicação convincente de que seja dividido por 8 e não 10. Mas frente aos argumentos estou avaliando mudar de opinião. É difícil achar lógica e uma explicação 100% para um ou outro argumento.

          Alguma vez você conseguiu transferir arquivos em uma rede cabeada de 100Mbps a mais que 11MB/s? O “usual” não é topar lá pelos 10MB/s?

          Eu sei que nesse caso estamos colocando uma interface no seu limite, mas não é muita coincidência essa semelhança de números, quando dividir 100Mbps por 8 daria um máximo de 12.500.000B/s ou 11.9MB/s (binário)?

          • Jefferson - 6.253 Comentários

            naahhh… não é nada diferente. A conexão à internet também está sendo colocada no limite nessas medições.

          • Jefferson - 6.253 Comentários

            Corrigindo a mim mesmo:

            Alguma vez você conseguiu transferir arquivos em uma rede cabeada de 100Mbps a mais que 11MB/s? O “usual” não é topar lá pelos 10MB/s?

            Isso parece não ser mais o problema que era. Acabo de testar aqui no seguinte cenário:

            PC1: Windows 8.1 x64
            PC2: Windows 7 x86
            Switch de 16 portas 100Mbps Intelbras SF 1600D

            E eu consegui uma velocidade média de 11.3MB/s (binário), que é bem próximo do máximo teórico da interface e deveria ser impossível se a interface usa 10 bits por byte.

            Mais informações ainda são necessárias.

  • Jefferson - 6.253 Comentários

    A melhor explicação que encontrei para isso está aqui

    In standard computer nerd lexicon, eight bits equals one byte. So you would think that an 8GB/s metric would be equal to 64Gb/s. 8 Gbytes times 8 bits per byte equals 64 bits. Meaning, you could figure out how many GB/s you can get out of a particular Gb/s network link using an 8x factor.

    But the real world isn’t that simple.

    An “encoded” byte will have more than eight bits — e.g., the common Ethernet 8b10b encoding uses 10 bits on the wire to transport 8 bits of data. This is done for error detection and correction.

    Actually transporting a 10bit encoded byte will also require moving protocol headers and control frames. Thus, you typically use 20% or more of a network’s “bit rating” on encoding plus protocol overhead.

    Prestem atenção à conclusão: Você tipicamente usa 20% ou mais do “bit-rating” de uma rede em codificação mais overhead de protocolo.

    Isso explica quase tudo. Porém o artigo na Wikipedia que ele indica fala que a codificação 8b/10b é usada no padrão gigabit e não cita nenhum outro padrão ethernet. Eu estou inclinado a acreditar que no padrão 100BASE-T cada byte seja representado por uns 9 bits (camada 1) e o resto da diferença venha do overhead acrescentado nas outras camadas e da conversão decimal-binário.

  • Jefferson - 6.253 Comentários

    Este artigo da Microsoft afirma que o padrão Fast Ethernet (100BASE-T) usa codificação 8b/10b e confirma as perdas.

    este artigo na Wikipedia afirma que trata-se da codificação 4b5b. O que não parece mudar nada.

  • Jefferson - 6.253 Comentários

    O plugin Calculated Field Forms tem diversos “temas” para escolher mas por uma razão que não entendo o autor decidiu que ao escolher certo tema tudo o que você escreveu deve ser colocado em maiúsculas. Assim “Mbps” vira “MBPS” o que bagunça a compreensão. Ignorem por enquanto.

  • Luciano - 442 Comentários

    Essa “briga” vai longe eheheh… fiz um teste (tente não rir…) na conexão ADSL aqui de casa, onde a vivo me vende… (não ria…) 500kpbs! Sim, este é o plano contratado e ele não aumenta de forma alguma, já enjoei de brigar. Mas não é o caso aqui.

    Medindo pelo speedtest, que considero bem confiavel, ele diz que a empresa está me entregando isto aqui:

    http://www.speedtest.net/my-result/6556301632

    A velocidade calculada pelo DU-Meter (http://www.hageltech.com/dumeter/about) durante o teste do speedtest é este aqui:

    http://www.crashcomputer.caetano.eng.br/pics/speedtest.jpg

    Então… A empresa está me entregando então segundo o speedtest, 0.54Mbps. segundo a medição dele eu fiz o download do teste a 69KB/s.

    Pra conta fechar com o DU Meter, eu preciso pegar o 0.54Mbps e multiplicar por 1024 e digamos, obter ~553. Dai dividindo 553 / 8 = 69,12KB/s que bate perfeitamente com o medido pelo DU Meter.

    Ok, eu não sei qual o método de transferência usado pelo speedtest.

    Então, segundo teste, usando estes arquivos aqui: ftp://ftp.embratel.net.br/pub/tst/

    Este link pela história que eu conheço, os vendedores da embratel usam pra fazer teste nos links de microondas que eles vendem, já testei isso ai com conexão de 30mbps e consegue cravar no talo a transferência.

    Bom… testando com o arquivo maior, o resultado é este aqui:

    http://www.crashcomputer.caetano.eng.br/pics/embratel.jpg

    Deixei transferir um tempinho razoável pra ter certeza da média.

    O DU Meter mede 69.3KB/s enquanto a transferência nativa do Firefox diz que foi a 66KB/s. A medição confere com o medido pelo speedtest.

    Mas se pegar os 66KB/s do Firefox e multiplicar por 8, dá 528kbps.

    Em ambos os casos pode ver que o resultado se aproxima melhor dividindo por 8.

    Se eu multiplicar 69 por 10, daria absurdos 690kbps. Mesmo os 66 do Firefox dariam absurdos 660kbps.

    Então ficamos num impasse…

    A: A vivo está sendo muito generosa comigo e me entra algo muito acima do contratado (*DUVIDO!*)

    B: Os provedores ai do seu lado como eu já disse anteriormente estão lhe roubando.

    Não duvido de roubo de banda, pois tem tempos que no ADSL da oficina (contratado 2Mbps) medindo pelo speedtest, diz entregar realmente os 2mbps, mas umas épocas diz entregar 1,9Mpbs, com conseqüente redução proporcional na taxa de download. Dai eu ligo lá no suporte técnico da empresa, reclamo, eles mexem do lado de lá e volta os 2Mbps cheios.

    Pra ter idéia, numa tarde destas da semana passada, medi e estavam entregando 1.7Mbps cravados. Pode resetar a conexão, limpar o cache, flush de dns, os cambaus, não passa, fica liso sem picotes nessa taxa, dai basta reclamar e volta a 2Mbps.

    Pensa comigo, se em cada assinante aqui de 2Mbps eles roubarem 100kbps, com 19 roubos já tem uma nova conexão de 1,9Mbps disponível.

    Vou fazer um teste amanhã na oficina, vamos ver quanto vão estar entregando. Dai fazemos as contas com base no que está sendo entregue.

    Ah… se você quiser editar o comentário pra colocar as imagens no modo exibir ao invés do link pode fazer, estas imagens não serão apagadas do meu blog, ou se quiser, pode copiar pra cá.

  • Luciano - 442 Comentários

    Em tempo, se quiser que eu teste com outros arquivos, outros sites, outros métodos, basta dizer como que eu faço.

  • Fernando Di Ramos - 29 Comentários

    * esta opção de timer para edição do comentário é excelente! o botão de adicionar link na mensagem não concluiu a tag automaticamente. fica o aviso!

    uma imagem: https://vgy.me/C74UE8.png

    um resumo:

    Contratado: 15Mbps dl, 1Mbps up
    Modem: 17662kbps dl, 1101kbps up
    Speedtest: 14.59Mbps dl, 0.95Mbps up
    Proporção: ~1.21 dl, ~1.15 up

    Normalmente, prefiro algum rigor. A discussão é longa e me parece bem resolvida se o resultado for apresentado como valor aproximado ao invés de tratado como valor real. Tem valor legal a fórmula usada? Tem apoio acadêmico? Tem uso comercial? É um cálculo apenas para efeito prático? Americanos chamam isto de “rule of thumb”.

    A discussão: máximo teórico x máximo real costuma ser entediante.

    abraços

  • Luciano - 442 Comentários

    Requentando o tópico com o teste no ADSL aqui da oficina (que não sei se passa dessa semana esse ADSL…)

    Medindo com o SpeedTest, ele me diz que estão entregando 1.92Mbps.

    http://www.crashcomputer.caetano.eng.br/pics/speedtest2.jpg

    E a taxa de download sendo do DU Meter foi de 242,5KB/s. Logo fazendo as contas (1.92 * 1024) / 8 = 245.76KB/s

    E o segundo teste, novamente o load.tst do ftp da embratel:

    http://www.crashcomputer.caetano.eng.br/pics/speedtest3.jpg

    Deixei transferir pelo menos 10% do total do arquivo, pode ver no gráfico do DU Meter que não houve soluços e a taxa de transferência manteve-se constante em 243.5KB/s pelo DU Meter e o Firefox indica 234KB/s.

    Novamente pode ver que estamos bem próximo de dividir por 8. Se dividir por 10, extrapola o valor medido por aqui.

    Eu realmente gostaria de ouvir qual a sua especulação para que do lado de cá, com um ADSL eu obtenho o valor aproximado usando a divisão por 8 e você ai só dá divido por 10.

    Como disse no outro comentário, eu só vejo duas opções. Roubo desse lado ai ou generosidade do lado de cá.

    Ah… e se você está acompanhando a epopéia da mudança de endereço do telefone e internet, a coisa não parece caminhar pra uma solução rápida e que me atenda, estou fortemente inclinado a ir para uma empresa concorrente aqui que oferece fibra-ótica por 109 reais com IP fixo e 8Mbps.

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      Eu preciso fazer mais testes. Eu fui “entrevistar” meu provedor para tentar entender como a coisa funciona e lá descobri que na verdade, por camaradagem, ele tinha me colocado em um plano diferente, de “3500kbps” simétricos, pelo mesmo valor do plano de 4Mbps assimétrico. A coincidência do meu download ser bem próximo dos 400KB/s que eu esperava por causa da minha experiência com linhas ADSL bagunçou minha análise e minhas contas. Nesse caso, o resultado está muito mais próximo de dividir por oito do que dividir por 10.

      Curiosamente, ele me disse que sempre configura uma banda maior que a prometida para não ouvir reclamações. O plano de 4Mbps por exemplo está configurado para 4300kbps. Eu vi as configurações.

      Ele usa um Mikrotik RB750 e me emprestou um para que eu me familiarize com o funcionamento.

      Os testes que fiz com Velox continuam válidos.

      • Luciano - 442 Comentários

        Interessante, você está usando rádio? Ou mesmo que não, teu provedor nestes caso te entraga IP válido?. caso não, como você está se virando sem IP Válido (ou público) caso use acessar sua rede (DVR por exemplo) quando está na rua?

        O velox eu sei que é ADSL, então ele lhe entrega IP válido.

        Ah… falando em DVR, desculpa colocar offtopic junto… estou esperando sair seu texto sobre IR Cut :-P

        • Jefferson - 6.253 Comentários

          Interessante, você está usando rádio? Ou mesmo que não, teu provedor nestes caso te entraga IP válido?.

          O que você chama de IP válido? Um IP só para mim? Não. Isso sairia muito caro.

          caso não, como você está se virando sem IP Válido (ou público) caso use acessar sua rede (DVR por exemplo) quando está na rua?

          Eu estou usando esse provedor a apenas dois meses. Antes disso minha capacidade de upload era de apenas 320kbps o que me dava pouco interesse de fazer acesso remoto. Agora que minha capacidade é 3500kbps isso é interessante, mas ainda não me movi para configurar as coisas.

          Mesmo usando um IP compartilhado isso é possível. Os problemas de acesso remoto quando você usa um provedor desse tipo são:

          1) O IP muda constantemente por causa do balanceamento de carga
          Basta pedir ao provedor que tire você do balanceamento

          2) Você não tem controle sobre as portas de entrada
          Basta pedir ao provedor que libere uma ou mais portas para você. Como o QG do meu provedor fica na rua do lado, ele só precisa configurar isso em um local.

          • Luciano - 442 Comentários

            O que você chama de IP válido? Um IP só para mim? Não. Isso sairia muito caro.

            IP válido ou público… Um IP que seja atribuido a você não importando se seja fixo ou dinâmico. O provedor via fibra que contatei aqui e já pedi a instalação, no padrão não fornece IP público. Ou seja, todos clientes estão dentro de uma gigantesca rede interna. O IP que vi na casa de um amigo que assinou com eles é: 192.168.200.1, dai pula pra um 192.168.205.54 e o próximo é 192.168.205.53, e só a partir deste, que aparece um endereço IP válido. (peguei estes IP fazendo um tracert no site do uol).

            Como você viu ai, ele passa por três roteadores até chegar no IP publico (172.19.x.x.)

            Esse que é o problema, eu como tenho umas 20 portas abertas em uso, fica complicado ficar pedindo pro provedor abrir. Por isso estou preferindo pagar 30 reais a mais pra ter IP fixo e público. B)

            • Jefferson - 6.253 Comentários

              Esse que é o problema, eu como tenho umas 20 portas abertas em uso, fica complicado ficar pedindo pro provedor abrir. Por isso estou preferindo pagar 30 reais a mais pra ter IP fixo e público. B)

              Dependendo do que você tem aí que precisa de portas abertas para o exterior, a complicação é a mesma para pedir ao provedor que encaminhe 1 ou 20 portas para você. Basta pedir uma faixa contínua. Por exemplo: das portas 7000 a 7019.

              Por exemplo, RDP usa a porta 3389 mas em um de meus clientes a porta que abro para isso é a 7001. A mesma coisa para o servidor de FTP[1], cameras de vigilância e até para torrent. Se meu provedor separar 10 portas contínuas para mim eu consigo expor todos os serviços de que preciso. E IP dinâmico não é um problema no meu uso.

              Por R$30 a mais o meu provedor me daria mais 3Mbps, quase que dobrando minha capacidade de download. No meu caso seria uma aplicação melhor do dinheiro.

              [1]Para funcionar corretamente um servidor FTP precisa de uma faixa contínua com umas 100 portas abertas para ele. Pode funcionar com menos, mas certamente você vai ter problemas se só abrir uma meia dúzia de portas.

          • Daniel Schmidt - 1 Comentário

            Visitar o QG do provedor, pedir pra ficar fora do balanceamento e liberar portas são só coisas para provedores menores de bairro ou também funciona com as grandes operadoras nacionais?

            • Jefferson - 6.253 Comentários

              Isso só é possível em pequenos provedores, mas também só é necessário com pequenos provedores.

              1)Grandes provedores brasileiros, até onde sei e excetuando conexões via celular, tem um IP público para cada cliente/conexão. Eu não posso falar pelo Brasil inteiro mas eu moro num bairro de classe média baixa, de uma região “pobre” do país e mesmo aqui os “grandes” oferecem um IP público por conexão;
              2)Em grandes provedores o balanceamento de carga é feito antes da atribuição de IP público, então o IP é para todos os efeitos fixo enquanto a conexão não cair;
              3)Tendo um IP público só para você enquanto durar sua conexão você não precisa pedir para liberar portas. Todas são suas. A exceção é o caso de provedores que bloqueiam determinadas portas (80, 25, 21, etc) de todos os seus clientes por segurança ou ganância.

        • Jefferson - 6.253 Comentários

          Ah… falando em DVR, desculpa colocar offtopic junto… estou esperando sair seu texto sobre IR Cut :-P

          Eu esqueci completamente disso. Vai ter que ir para a fila agora.

Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Como corrigir o tamanho dos emoticons/smileys no wordpress

O blog estava com esse problema há muuuuito tempo. Do nada, os emoticons animados da coleção Kolobok aplicados pelo Custom Smilies começaram a aparecer comprimidos. Eu sempre fui deixando para depois porque era algo apenas estético mas ontem “baixou um santo” com TOC aqui :evil: e tive que consertar vários problemas incluindo este.

Descobri que o problema foi criado pelo upgrade para a versão 4.2 do WordPress (eu fiz o upgrade em dezembro de 2015), quando a equipe de desenvolvimento adicionou suporte a emojis acompanhado de um grande fo**m-se para quem sempre usou smileys no blog e não tem tempo nem inclinação para mudar tudo a cada hora que um novo padrão é criado.  Este bug report a respeito do problema foi marcado com o temerário “wontfix” (conhecido eufemismo para: “Eu quero assim. Dane-se.”).

Então eu encontrei este tópico do suporte onde outros usuários do wordpress compartilham possíveis soluções

Solução 1

Acrescente o seguinte ao arquivo functions.php

Funcionou no meu blog de testes mas aqui no Quicktalk foi completamente ignorado.

Solução 2

No  arquivo wp-includes/formatting.php trocar isto:

return sprintf( '<img src="%s" alt="%s" class="wp-smiley" style="height: 1em; max-height: 1em;" />', esc_url( $src_url ), esc_attr( $smiley ) );

por isto:

return sprintf( '<img src="%s" alt="%s" />', esc_url( $src_url ), esc_attr( $smiley ) );

Isso resolveu o problema neste blog e deve resolver em todos os casos, mas formatting.php é um “core file” e devemos evitar mexer com eles.

Solução 3

Instalar o plugin Classic Smilies

Não funciona para mim porque o plugin impede o funcionamento do plugin Custom Smilies. Pior que isso: ele apaga as configurações do plugin e você tem que fazer de novo.

Solução 4

Baseada no código fonte de Classic Smilies. Acrescente isso em functions.php:

E isto não é dito onde se coloca, mas eu suponho que seja no arquivo style.css do tema:

Provavelmente não é, porque também não funcionou aqui no blog. Por ora estou me contentando com a solução 2, que funciona. :yahoo:

Meu problema com a decisão dos desenvolvedores do WordPress não foi a modificação que fizeram, porque ela faz sentido. Todos os emoticons são comprimidos para ficar da altura do texto e assim as linhas com emoticons não arriscam ficar mais altas que as outras. O problema é a recusa em acrescentar uma simples opção para ativar isso apenas se o o dono do blog quiser. Todo usuário do WordPress cujo blog tinha o “problema” que eles consertaram não via isso como um problema. Se eu quisesse emoticons minúsculos eu não teria passado por cima dos emoticons default e instalado emoticons grandes.

8 comentários
  • Jefferson - 6.253 Comentários

    A solução 4 funciona no meu blog de testes. Aparentemente depende do tema. Mas houve um problema: o emoticon fica gigante, crescendo até ocupar toda a largura da caixa de comentário. Provavelmente uma alteração cuidadosa dos atributos deve resolver isso.

  • Luciano - 442 Comentários

    Solução que funcionou pra mim e foi a prova de futuros updates do WordPress aqui:

    http://www.crashcomputer.caetano.eng.br/?p=5353

    Da uma olhada no CSS que eu usei, que também conserta o problema de alinhamento, minha TOC não deixava eles ficarem desalinhados. :-P

    Em tempo, a inserção automática dos smiles parece não estar funcionando.

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      Rapaz, se eu vira aquele seu post não dei atenção por causa do título. Suporte a emoji para mim “nem fedia nem cheirava” :D

      Eu me lembro vagamente de você ter dito a mim que tinha resolvido isso e se oferecido para ajudar, mas não consegui encontrar a sua mensagem sobre isso nos meus emails e acabei achando que tinha sido imaginação minha, por isso parti para pesquisar com o Google.

      Ficou boa a sua explicação. Você se deu ao trabalho de mostrar como os emoticons ficam pequenos pela nova regra. Eu até pensei em fazer isso mas deu uma preguiiiiça…

  • Luciano - 442 Comentários

    Em tempo, o CSS que você usou com max-height:100%!important;
    width: 100%!important;

    É o que causa o problema do emoticon ficar gigante.

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      Isso eu sabia. O “100%” deixa meio óbvio. O que eu não entendi realmente foi como o cara que deu a dica disse que isso resolveu o problema dele. E não sabia como consertar. A sua dica do “inherit” eu vou testar mais tarde.

  • Luciano - 442 Comentários

    Mais uma vez eheheh…

    Veja se é compatível com o seu tema:

    https://br.wordpress.org/plugins/simple-comment-editing/

    Instalei no meu blog, traduzi as palavras na marra editando os arquivos e ficou belezinha. Habilitei pra 10 minutos ao invés dos 5 minutos padrão dele.

    Agora estou apanhando com o velho comment ratings que já usava e parou de funcionar, é xilique com acesso ao mysql, estou apanhando pra descobrir o que está errado.

  • Jefferson - 6.253 Comentários

    O WordPress se atualizou automaticamente hoje (inesperado) e apagou a modificação que fiz (esperado). As soluções 1, 3 e 4 ainda não funcionam neste blog por isto tive que reaplicar a solução 2.

Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Modificações no blog

  • Por causa de um problema maluco que ocorreu no blog hoje eu tive que dar um “reset” no tema e reimplementar minhas customizações uma por uma. Como vocês podem ver, o formulário de comentários agora se repete abaixo de cada post em vez de estar por trás do link “Clique aqui para comentar”. Eu vou deixar assim por enquanto porque ocultar o formulário requer muitas alterações em comments.php e eu suspeito agora que essa modificação era a causa de alguns problemas que eu estava tendo;
  • O autor do plugin Demon Image Annotation (DIA) fez uma lambança que estava prejudicando o funcionamento de todo o blog desde agosto do ano passado. Graças ao autor de outro plugin eu resolvi o problema. DIA não funciona mais tão bem quanto antes mas enquanto eu não encontrar uma solução “sã” ele vai ficar do jeito que está;
  • Eu estava usando há alguns dias um editor WYSIWYG no formulário de comentários que tive que desativar porque aparentemente ele dependia da lambança feita por DIA para funcionar;
  • Eu reativei o plugin GD Star Rating, que estava desativado há muito tempo por conflitar com o plugin DIA. Agora vocês podem novamente dar notas a posts e comentários (onde você vê o contorno de cinco estrelas);
  • Agora meus avisos aparecem também na versão mobile do blog graças ao plugin Advanced Comment Form.

 

24 comentários
  • Jefferson - 6.253 Comentários

    Finalmente implementei “collapsible comments” (comentários encapsuláveis). :yahoo:

    Isso fica muito fácil com a ajuda do plugin Collapse-o-Matic.

    Eu tenho a opção de encapsular toda a seção de comentários, mas por enquanto eu preferi encapsular apenas o formulário.

    O que vocês acham? Seria melhor encapsular tudo?

    O processo é simples. Eu me baseei nesta dica. Basta abrir comments.php e adicionar o seguinte código no ponto a partir do qual você quer esconder tudo por default:

    E no final do arquivo acrescentar:

  • Jefferson - 6.253 Comentários

    E para evitar que a caixa de comentários seja oculta em “single pages”, é preciso acrescentar duas linhas de código PHP:

  • VR5 - 397 Comentários

    Uma coisa que não aparecia antes no blog antigo eram banners de propagandas… só se eu era muito distraído e nunca tinha visto antes…

  • Snow_man - 283 Comentários

    Jeff, se possível mantenha sempre os comentários mais recentes na lateral ; gosto de ver onde foram as últimas interações.

    Obs: cliquei num smile agora e não entra.

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      Eu mantive. Acho que você não estava vendo por causa do anúncio. Eu movi a seção agora para cima dele. E tenha em mente que você sempre pode fazer um link para o RSS de comentários (seção META).

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      Obs: cliquei num smile agora e não entra.

      Aparentemente só funciona depois que você acabou de deixar um comentário ou se você estiver logado. :dashhead1:

      • Jefferson - 6.253 Comentários

        Não. Na verdade só funciona quando você comenta em “single pages”. Comentar na página principal deixa o plugin confuso. Ele não sabe que existem diversas caixas de comentário na página e envia o emoticon para a primeira e não para a mais próxima.

  • Snow_man - 283 Comentários

    E as estrelas do rating também não.

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      Ahhhh… eu esqueci que o rating só funciona para usuários cadastrados no blog. Embora isso seja um problema mínimo tenho que checar se já existe um sistema de rating que se baseie apenas no endereço de email que você usa para comentar. Raios… :dashhead1:

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      Não dá. Acabo de lembrar que eu já avaliara esse problema antes e não há outra solução.

      Se eu liberar o voto “anônimo” vai virar bagunça. É inevitável. Eu teria que fazer como o Facebook e implementar apenas o “gostei” porque é inevitável que os trolls abusem do “não gostei”.

      Não dá para se basear simplesmente no email de quem comenta porque comentar e votar são ações distintas. Funcionaria se o plugin perguntasse seu email na hora do voto.

      Como as opções são muito complicadas, infelizmente, se você quiser votar e ser votado precisa ter cadastro no blog, como o Luciano.

      Mas outra hora eu vou ver se não é possível colocar um aviso junto com as estrelas.

      • Luciano - 442 Comentários

        Deve dar pra fazer algo elegante, se não estiver logado, ao passar o cursor por cima das estrelas, mostrar um tooltip dizendo que precisa estar logado pra avaliar. :)

  • Jefferson - 6.253 Comentários

    O plugin WP Comment Auto Responder, que manda mensagens do tipo “Registro de seu comentário” foi desativado. Ele estava em algumas circunstâncias indefinidas enviando emails duplicados para as pessoas.

    Eu vou mantê-lo desativado por enquanto. Minha idéia no momento é só reativá-lo se eu puder fazer modificações para tornar o envio dos emails opcional.

  • Jefferson - 6.253 Comentários

    A exibição pública da contagem de comentários foi temporariamente desativada. Eu precisei atualizar a versão do PHP no servidor para testes e esse plugin imediatamente deu erro.

  • Jefferson - 6.253 Comentários

    Exibição reativada. Site usando agora PHP 5.4 que é a versão default da Hostgator. Eu estava atrasado em duas versões.

  • Jefferson - 6.253 Comentários

    A atualização do PHP para a versão 5.4 aparentemente resolveu problemas bizarros do tipo “Unexpected T_STRING” que eu tinha para ativar diversos plugins.

    E olha que a versão estável mais recente do PHP é a 5.6.

  • Jefferson - 6.253 Comentários

    Eu tive que reativar o plugin Stop Spammers, que eu desativara em setembro de 2016 por estar bloqueando comentários legítimos. Um único spammer está colocando mais de 30 mensagens por dia no blog, que são corretamente marcadas como SPAM pelo Akismet. Mas o objetivo do Stop Spammers é justamente esse: me poupar de ter que procurar em centenas de mensagens (nesse ritmo são cerca de mil por mês) na caixa de SPAM por uma que pode ter sido legítima.

  • Jefferson - 6.253 Comentários

    Como eu havia removido o Comment Auto Responder, ontem eu configurei o plugin Subscribe To Comments para que quem comenta seja notificado de uma resposta por default (checkbox já marcado).

  • Jefferson - 6.253 Comentários

    Alguma atualização que fiz no blog na última semana fez a caixa de comentários voltar a ficar visível em todos os posts (Collapse-o-Matic não está funcionando). Ainda não tive tempo de checar a causa.

  • Jefferson - 6.253 Comentários

    Site agora usando PHP 5.6 e hospedado na Hostinger

  • Jefferson - 6.253 Comentários

    Reduzi a quantidade de posts a exibir na página inicial de 20 para 10

  • Jefferson - 6.253 Comentários

    Site agora usando PHP 7.0

    Desabilitei os plugins:

    collapse-o-matic
    Edit Parent Comment ID
    Feed Statistics
    GD-Star Rating
    NND Facebook Gravatar Grabber
    Importador do WordPress
    IJM Theme Switcher Bar
    Hide This
    Equation Editor
    QR Code Widget
    Recently registered
    Stop Spammers
    Theme My Login

    Isso consertou o problema de “Load More Entries” no tema móvel não funcionar, reportado por Ygor Almeida

  • Jefferson - 6.253 Comentários

    Eu finalmente consertei o login via Google, mas isso causou um problema. O plugin usado, WP Social Login, pede para fazer o cadastro no blog ou associar o login Google com um cadastro existente. Eu escolhi a segunda opção e isso fez com que eu perdesse meu avatar. O avatar agora é fornecido pela conta Google que usei para fazer o teste e não o do Gravatar. E não sei como consertar isso ainda.

Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Problemas com a versão mobile do blog

No mês passado eu finalmente atentei para o fato de que a versão mobile não exibe colunas, então eu movi o aviso sobre comentários Off Topic para a caixa de comentários.

Hoje eu descobri que:

  • A versão mobile não exibe nenhum dos meus avisos adicionados à caixa de comentários. Damnit!
  • Os smileys aparecem como opção, mas não são adicionados quando se toca neles;

E como vocês já devem saber

Aos poucos eu vou tentar resolver esses e outros problemas. Mas de qualquer forma eu recomendo fortemente que os leitores usem a versão Desktop.

1 comentário
  • Jefferson - 6.253 Comentários

    A versão mobile não exibe nenhum dos meus avisos adicionados à caixa de comentários. Damnit!
    Os smileys aparecem como opção, mas não são adicionados quando se toca neles;

    Eu resolvi esses problemas hoje

Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Blog atualizado para a versão 4.8.1 do WordPress

Eu estava com a versão 4.6.x e não podia testar o plugin Jetpack por isso. Me avisem se acharem algo anormal.

2 comentários
  • VR5 - 397 Comentários

    Bom dia! Comecei a rolar o blog essa manhã mas assim que chegou num comentário meu sobre o mapa de GOT apareceu isso no lugar do meu comentário: Fatal error: Call to undefined function comment_counter() in /home2/jeffryan/public_html/blogs/quicktalk/wp-content/themes/atahualpa/functions/bfa_custom_comments.php on line 51

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      Esse problema não é relacionado com o upgrade, mas obrigado pelo aviso assim mesmo. Eu estou em contato com o autor de um plugin tentando diagnosticar um problema e desativei quase todos os plugins do blog. Isso provocou o problema. Já reativei o plugin cuja falta provoca o erro.

Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Estou avaliando a viabilidade de mover Geringonças e Gambiarras para cá

O que eu preciso fazer:

  • Mover todo os 934 posts e cerca de 6000 comentários de Geringonças e Gambiarras para cá;
  • Dar um jeito de fazer os redirecionamentos de todos os posts automaticamente, evitando assim adicionar mais uma tarefa mortalmente tediosa. E me assegurando de que o Google entenda isso. Existem alguns tutoriais de como fazer isso como este que fazem a coisa parecer simples.

Opcional:

  • Mudar o nome deste blog para Geringonças e Gambiarras. Nunca gostei realmente do nome atual.
10 comentários
  • Luciano - 442 Comentários

    Eu, se fosse você importava  tudo o Geringonças e Gambiarras e criava um marcador pra ele e misturava tudo aqui mesmo. Porque? Bem… Google né? Mais cedo ou mais tarde eles resolvem passar o rodo, e ai já viu, barata avoa.

    Como é blogspot, da pra importar automaticamente, quando eu sai do blogspot e migrei pro WordPress self hosted, usei esta importação e funcionou pelo menos no meu caso sem o menor problema. Veio tudo, posts, comentários.

    Eu criaria um blog temporário, fazia a importação, adicionava o marcador e depois fazia o merge com o DB deste blog, se tudo deu certo, exportava o DB do blog temporário e trazia pra cá.

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      Eu criaria um blog temporário, fazia a importação, adicionava o marcador e depois fazia o merge com o DB deste blog, se tudo deu certo, exportava o DB do blog temporário e trazia pra cá.

      Eu tenho dois blogs temporários. Um em uma VM local e outro no meu site. Primeiro faço tudo na VM, depois testo de novo no que está online para só então aplicar aqui.

  • Luciano - 442 Comentários

    Ah… pode ser necessário um ajuste no path das imagens, eu precisei fazer, nada que não foi resolvido com um find & replace usando um software que faz isso automaticamente, o Auto Replace. No caso naquela época por não saber muito como funcionava bancos de dados em mysql e do poder do my php admim, eu acabei exportando o DB, editei num editor de textos (notepa 2) e fiz o find & replace nele mesmo, salvei o DB modificado e subi de volta pro host.

  • Jefferson - 6.253 Comentários

    Justamente o que deveria ser a parte mais simples do processo não está funcionando. Não consigo importar o XML do blogger no WordPress.

    O arquivo tem 17MB e foi exportado ontem.

    Tentei importar na VM. Parou silenciosamente repetidas vezes após o upload e a mensagem “import blogger” e logo antes de aparecer o último botão “submit”.
    Tentei importar no meu site. Acusou erro:

    Fatal error: Allowed memory size of 268435456 bytes exhausted (tried to allocate 80 bytes) in /xxxxx/yyyyyy/public_html/blogteste/wp-includes/SimplePie/Parser.php on line 323

    O importador precisa de mais de 256MB de RAM para importar um arquivo de 17MB? Tenho certeza de que a Hostgator não aprova isso.

    Baseado nessa dica voltei à VM. Configurei a máquina para usar 1GB de RAM (eram 512MB) e PHP.INI para usar no máximo 500MB (eram 128MB).
    A importação parece funcionar. Nenhuma mensagem de erro é dada e terminou com a mensagem de “All Done”.
    Mas nenhum post ou comentário apareceu. Olhando no banco de dados encontrei 4 posts, mas importados incorretamente. Aparentemente o importador está colocando o conteúdo inteiro do arquivo XML em cada post.

    Preciso encontrar os backups que fiz em 2009 e 2010 para prosseguir.

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      Dei um reset no banco de dados e tentei novamente. Continua sem importar nada mas desta vez não apareceram entradas no banco de dados com o conteúdo completo do XML. Isso pode ter sido gerado pelas tentativas anteriores com pouca RAM.

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      Eu exportei um dos meus blogs menores hospedados no Blogger e consegui importar no WordPress. O problema é só com o GeG. Como o arquivo de exportação vem com um monte de coisas desnecessárias como estilos, scripts, etc., eu experimentei:

      1)resetar o tema para o clássico e exportar assim

      Nada mudou

      2)editar o .xml para tirar tudo o que era evidentemente supérfluo

      Nada mudou

      Eu desisti por hora. Quando eu esbarrar nos backups que fiz em 2010 ou outra possibilidade eu tentarei de novo.

      • Luciano - 442 Comentários

        Quer que eu tente importar na minha instalação local que tenho o wordpress? É uma configuração mais conservadora e antiga. Se quiser me mande um email com um link para download, ou se o XML comprimido ficar num tamanho que caiba no gmail, pode anexar e mandar diretamente.

        Dando certo eu extraio o mysql e te devolvo e você trabalha nele.

        • Jefferson - 6.253 Comentários

          Não creio que vá adiantar. Nem mesmo o blogger está conseguindo importar o arquivo que criou. Usei um blog limpo para fazer a importação e o processo trava acusando erro de “HTML grande demais” e aparentemente nenhum comentário é importado.
          E sim, eu fiz a exportação mais de uma vez.

          • Luciano - 442 Comentários

            Mesmo assim, manda que eu tento, eu tenho um pouco mais de experiência com WordPress, derepente pode ser necessário algum ajuste manual no código do WP pra conseguir importar. Você não tem nada a perder. B)

Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »

Como exibir publicamente o número de comentários de cada pessoa no WordPress

Como autor do blog eu já tenho instalado há anos um plugin que me mostra isso nas páginas de administração. É bom ser lembrado do nível de engajamento de cada leitor antes de prosseguir. Mas eu queria exibir isso publicamente e a única opção “simples” que achei foi o plugin Comment Counter que tem muita coisa contra ele:

  • Atualizado pela última vez há oito anos;
  • Apenas 70 instalações registradas;
  • Nenhuma avaliação;
  • Você ainda precisa editar manualmente;
  • Não diz onde você tem que editar manualmente.

Tem tanta coisa contra o plugin que se você pesquisar pelo nome dele na página de adicionar plugins do blog não encontra, apesar de não existirem outros com o mesmo propósito nem com nomes parecidos. É preciso procurar por “Comment Counter Ocean90”.

Mas apesar de tanta coisa contra ele, era o único e estou pouco me lixando para o fato de um software não ser atualizado há oito anos. Decidi arriscar. E só tive dificuldade porque entendo pouco de WordPress e muito menos de PHP.

O procedimento por alto é o seguinte:

  • Instale o plugin;
  • Insira <?php wp_list_comments(); ?>  na função callback que exibe os comentários, no lugar onde você quer que apareçam;

Como achar essa função callback?

Essa é a parte mais difícil do processo para quem, como eu, só mexe com o wordpress uma vez a cada alinhamento planetário.

  • Comece abrindo o arquivo comments.php do seu tema;
  • Nele você vai encontrar a função wp_list_coments. Um dos parâmetros dessa função é a função “callback”. No meu caso ela se chama “bfa_comments”. Confira na linha 8:

  • Procure por essa função nos arquivos do tema. Como eu uso o tema Atahualpa, o arquivo é bfa_custom_comments.php.
  • Observando a função você vai ver como a caixa de comentário é construída. Escolha o lugar mais apropriado para você e insira o código que chama o plugin. No exemplo abaixo eu mostro a inserção na linha 16;

Não é de admirar que o plugin não faça isso automaticamente. Deve ser mais difícil para um programa fazer isso de forma confiável que todo o resto.

Mas é realmente muito simples quando você sabe fazer. O resultado você pode ver aqui no blog:

wordpress_comments_count_ryan.com.br

 

 

Eu também tive que editar o arquivo do plugin (comment_count.php) porque “Comentários” estava escrito em alemão, mas depois que você chega aqui, ter que editar o plugin é bobagem. Note que fui obrigado a usar entidades HTML Coment&aacute;rio para a acentuação aparecer corretamente.

Por default o plugin conta pelo endereço de email de quem comenta, mas você pode mudar esse e outros parâmetros editando a variável “$args” como mostrado na documentação do plugin. Como o default está bom para mim eu não vou abordar isso aqui agora mas o modo mais “simples” de fazer isso globalmente é editando diretamente a função comment_counter no arquivo do plugin.

Como contar pelo endereço de email lidando com comentários que não tem endereço de email

Esse é um caso incomum porque por default todo mundo tem que preencher um endereço de email ao comentar no wordpress. Tão incomum que o autor do plugin não levou em conta. Mas acontece e aí todo mundo nessa situação vai aparecer com a mesma contagem porque para o plugin todos são um cara com o endereço de email “”.

Se não acredita, veja os comentários.

Eu contornei fazendo as seguintes modificações no plugin:

e

Na primeira caixa foram acrescentadas as linhas 3, 4 e 12. Na segunda, a linha 1.

 

 

16 comentários
  • Jefferson - 6.253 Comentários

    Encontrei um problema. Todo comentário que foi importado do Buzz não tem email definido e por isso todo mundo nessa condição tem “3907 comentários”.

  • Luciano - 442 Comentários

    É… então não é beeeem um problema do plugin e sim da importação dos comentários que veio sem e-mail, né? B)

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      Sim, mas é um problema também do plugin ao achar que “” é um endereço de email.

      A propósito, posso unificar seus endereços de email no banco de dados? Você tem posts usando sua conta BOL que não fazem parte da contagem. E *acho* que você não participou no buzz.

      • Luciano - 442 Comentários

        Pode unificar sim, mas eu nunca tive email do BOL, eu acho que usava um do POP. Se tiver comentário perdido meu com algum outro email pode unificar tudo.

        Quanto ao Buzz, eu participava sim. Vá até este post aqui:

        https://ryan.com.br/blogs/quicktalk/2011/10/fonte-atx-automatica-por-um-preco-razoavel/

        Olha eu no segundo comentário lá. :lol:

        Quanto ao plugin achar que “” é um email, isso resolve molezinha com um filtro no PHP, verificando se o campo vem vazio, ignora a contagem.

        Gostei do plugin, vou pendurar ele aqui na lista de coisas a modificar numa futura mexidela que estou querendo fazer no meu blog, tem umas coisas lá que estão me irritando a cada update do WordPress.

      • Luciano - 442 Comentários

        Ah… lembrando que, o admin comment count eu ja uso a anos também. B)

      • Luciano - 442 Comentários

        Ai que falta faz uma opção de editar os comentários eheheh… outra não sei se isso já vai acontecer automaticamente quando você unificar os emails, mas se não acontecer, e quiser setar o avatar, pode usar este que está aparecendo.

        • Jefferson - 6.253 Comentários

          Ai que falta faz uma opção de editar os comentários eheheh…

          Eu desativei ontem um plugin de edição de comentários que estava ativo há anos porque não consegui ver funcionar. Estava ativo para você?

          não sei se isso já vai acontecer automaticamente quando você unificar os emails,

          É inteiramente automático baseado na sua conta no Gravatar. Não conheço modo de definir manualmente um avatar para cada pessoa que comenta.

          • Luciano - 442 Comentários

            Comentando tudo aqui num só.

            1) Quanto ao google mudar a URL do perfil, bem… isso não me srpreende, o google é a pior empresa que eu conheço que adora quebrar a compatibilidade das coisas, tanto que eu já passei a evitar ao máximo possível serviços do google, uso só o que não tem jeito mesmo, pois enche os picuás cada vez que eles resolvem atualizar alguma coisa e quebram toda a API anterior.

            Esses dias atrás mesmo tive que mexer no plugin que faz o login social, e adivinha quem que estava não funcionando???

            2) Não aparecia aqui pra mim a opção de editar, bem… pode ser porque normalmente eu não faço login, eu comento só usando nome e email.

            3) Ah certo, se está usando o serviço do Gravatar, beleza! Achei que você iria ter que fazer alguma gambiarra pra unificar, mas se só acrescentou o email no lugar essas url antigas do google, ótimo!

            • Jefferson - 6.253 Comentários

              Pelo menos os três URLs ainda funcionam! O que é muito decente e até inesperado vindo da Google. Mas o meu banco de dados não sabe que é tudo a mesma coisa.

  • Jefferson - 6.253 Comentários

    Já resolvi o problema editando o plugin. Agora “” no campo de email não é mais levado em conta.

  • Snow_man - 283 Comentários

    fui ver minha contagem, não tem :'(

    btw: inicialmente usava a conta do gmail, depois passei a usar um genérico, talvez
    seja por isso; Jefferson sabe qual é :D

    • Jefferson - 6.253 Comentários

      Homem de Neve, você está usando um endereço falso. Isso cria problemas para o funcionamento do blog.

      Eu respeito o direito ao anonimato de todo mundo, especialmente em casos como o seu, que não está usando o anonimato para tumultuar (por isso eu nunca reclamei), mas eu tenho que tomar medidas para evitar os problemas causados pelo endereço falso no servidor.

  • Jefferson - 6.253 Comentários

    Aparentemente o plugin só funciona até a versão 5.2 do PHP. Ao mudar para as versões 5.3 ou 5.4 dois erros são exibidos no lugar da contagem:

    Warning: explode() expects parameter 2 to be string, array given in …/plugins/comment-counter/comment_count.php on line 65

    Warning: array_intersect(): Argument #1 is not an array in …/plugins/comment-counter/comment_count.php on line 65

    Porblema aparentemente resolvido mudando o conteúdo da linha

    para:

  • Jefferson - 6.253 Comentários

    Agora o plugin só está mostrando a contagem pelo URL em vez de pelo email. Depois eu conserto isso.

Clique para comentar
(Prefira clicar em "Responder" se estiver comentando um comentário)

Deixe um comentário

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »