Sou uma das vítimas da remoção de The Great Suspender

A Google decidiu hoje, sem aviso, remover a extensão The Great Suspender da loja Chrome e desabilitá-la remotamente em todos os navegadores. Embora eu compreenda a preocupação, isso me fez perder dezenas, talvez centenas de abas.

Os sintomas começaram horas atrás. Eu tinha sete janelas abertas. De repente eu tinha seis. Minutos depois eu tinha cinco. Enquanto eu tentava entender o que estava acontecendo percebi que as abas nas janelas restantes também estavam sumindo. Quando eu finalmente fechei o navegador, de mais de 400 abas eu tinha apenas umas 15.

Achei que fosse uma doideira por eu estar há semanas sem reiniciar o computador. Reiniciei a máquina e, resignado, carreguei um backup de dois meses atrás (eu esqueci de fazer backups regulares) das minhas abas feito com a extensão Session Buddy. Foram 364 abas. Mas para meu espanto, minutos depois as janelas e abas começaram a desaparecer de novo.

Pensando que podia ser uma maldita atualização automática de extensão, fui checar a minha lista pensando em desabilitar uma por uma até minhas abas pararem de sumir. E lá estava a mensagem que The Great Suspender havia sido desabilitada por conter malware.

Fazendo uma pesquisa descobri que a extensão estava sob suspeita pelo menos desde janeiro.

Isso não seria um grande problema, se o maldito Chrome não fizesse tanta força para me impedir de evitar atualizações de extensões, que eu tenha backup das mesmas e que eu possa instalar facilmente versões antigas.

Ainda estou tentando descobrir como minimizar “o prejuízo”. Só não foi maior porque eu voltei a ter o hábito de salvar no meu HDD todas as páginas que tem informação valiosa. Mas com a perda das janelas e abas eu perdi dezenas ou centenas de páginas com a posição exata onde estavam abertas, o contexto (pela proximidade com as outras abas), etc.

12 comentários
  • Jefferson - 6.044 Comentários

    Existe um modo de reinstalar a versão 7.1.6 do Github, mas a extensão é instalada com outro ID e o resultado disso é que as centenas de abas que estão salvas como suspensas não são carregadas pela extensão, por ser essencialmente “outra” extensão. O meio indicado de consertar isso seria ir em cada uma das centenas de abas (ou à medida que eu precisasse) editar o URL, removendo o código adicionado pela extensão. Fácil, mas tedioso para 374 abas.

    Então eu fiz da seguinte maneira:

    Achei um backup que eu tinha com a versão 7.1.8 de The Great Suspender (TGS) e copiei do diretório extensions o diretório “klbibkeccnjlkjkiokjodocebajanakg”, que corresponde a essa extensão

    Desconectei da internet

    Usando o modo de desenvolvedor do chrome usei a opção “carregar sem compactação”, apontando para o diretório klbibkeccnjlkjkiokjodocebajanakg\7.1.8_2

    TGS apareceu como instalado.

    No TGS, em cada uma das janelas mandei recarregar todas as guias. Isso tem o efeito de remover o código adicionado pela extensão, deixando os URLs “limpos”. Nenhuma aba foi realmente carregada porque ainda estava desconectado da internet.

    Removi a extensão TGS 7.1.8.

    Reconectei à internet.

    Instalei a versão 7.1.6 do TGS do GITHUB

    Agora eu posso usar a opção “Suspender todas as outras guias” do TGS em cada uma das janelas, se eu não quiser esperar que o TGS faça isso automaticamente depois de uma hora.

    Se o modo como a Google “resolveu” o problema não tivesse me feito perder quase todas as minhas abas, me obrigando a restaurar um backup com dois meses, eu teria agora me recuperado 100%.

  • Ricardo - 119 Comentários

    Eu estou ficando meio de saco cheio do Chrome e da Google. Da empresa como um todo sei que ainda vai ser difícil me livrar, porque ainda sou muito dependente de muitos serviços deles.
    Porém já troquei o navegador padrão do celular pelo Firefox e por enquanto a experiência tem sido boa. Pretendo fazer o mesmo nos computadores do serviço e de casa em breve.
    O que está me motivando a isso é um aparente bug no Chrome que parou de mostrar a URL de destino de um link ao parar o mouse sobre ele. Algumas poucas vezes ele mostra, ainda não consegui determinar exatamente as condições para mostrar ou não.

  • Marcelo Neuri Haag - 51 Comentários

    Aqui na empresa estamos usando agora quase que 100% o Microsoft Edge (essa nova versão baseada no Chromium) e não tenho nada que reclamar… mas claro que cada caso é um caso…

    • Jefferson - 6.044 Comentários

      Eu tentei usar o Edge, mas ele não aprova a minha tara por abas.

      • André Ribeiro - 9 Comentários

        Jefferson, boa noite,

        Foi por isso que na quinta a tarde, no trabalho, do nada as abas desapareceram. Eu fui no histórico e reabri as 108 que possuía. De novo desapareceram, porém achei que era um bug.

        Agora sabendo o porquê, talvez eu migre de vez para o Edge, pois uso no PC de casa e por ele aceitar as extensões do Chrome.

        Quanto as abas, eu ainda não as abri no Edge na quantidade em que eu abria no Chrome. Além disso, no Edge tem a função Coleção, que eu ainda não utilizei…

        É uma pena a Google fazer isso. Deixei de usar o Firefox naquela mudança em que várias extensões deixaram de funcionar. Foi a gota d’água.

        Espero que eles revejam essa atitude.

        Grande abraço.

  • Jefferson - 6.044 Comentários

    O que eu recrimino no comportamento da Google:

    1)A página da extensão simplesmente desaparece. Não é a primeira vez, acontece também na loja Android e eu acho isso um absurdo. Não custa *nada* na prática para a Google manter a página no ar, simplesmente desabilitando o download da extensão. E ao apagá-la perde-se um pouco da história. Não se trata de uma extensão que foi criada na semana passada já com intenções maliciosas, mas de uma extensão que existia pelo menos desde 2013 (sete anos!) e tinha quantos? Milhões de usuários? Eu não sei dizer imediatamente porque a página foi apagada.Eu pensei que o Internet Archive possa me dar essa resposta porque ele existe justamente para contornar essas imbecilidades, mas a Google aparentemente faz mais alguma coisa imbecil em suas páginas da loja que impede a Wayback Machine de funcionar nelas.

    2)A Google deveria pelo menos dar ao usuário a oportunidade de fazer o backup do navegador antes de remover uma extensão que foi, inicialmente, voluntariamente instalada pelo mesmo.

  • Luciano - 429 Comentários

    Eu tento entender sua tara por abas, mas juro que não consigo. Não seria melhor jogar tudo o que não vai ser utilizado de imediato no favoritos? Pois quero ver algum addon ou decisão estúpida de empresa remover algo dos seus favoritos.

    Note, cada louco com sua mania. Mas eu chego a comparar o fato de guardar links em abas abertas similar a um sujeito que eu vi que guardava documentos na… lixeira!

  • Marcelo - 26 Comentários

    Eu tenho utilizado o FireFox como navegador principal há mais de dois anos.
    Consumo exagerado de recursos e bugs que me incomodavam.
    Fiz algumas customizações que fazem com que se pareça com o Chrome.
    É aquela velha história: parece MAS não é!!

  • Andre Ribeiro - 9 Comentários

    Boa noite,

    Pelo que eu pesquisei, o programador vendeu a extensão para desconhecidos. Depois disso, usuários detectaram scripts maliciosos nas versões após a 7.1.6, que foi a última lançada antes da venda. A partir daí, a Google removeu da loja.

    Na página de outra extensão que é baseada na TGS tem alguns procedimentos para tentar recuperar as abas.

    Não consegui por o link aqui, Jefferson, mas a extensão é a Marvellous Suspender

  • Ygor Almeida - 125 Comentários

    … O problema pra mim com o FF é compatibilidade. Na empresa a decisão de adotar mais e mais recursos integrados de domínio Microsoft e Office 365 sharepoint (beezy) federação e etc. Fez com que o FF não seja mais aceito. Mas estou usando o Edge Chrome e tem funcionado muito bem obrigado. Tanto no Windows como no MAC e no Linux.

Deixe um comentário

Siga as Regras de Participação, ou seu comentário será ignorado.

Não faça comentários sem relação com os posts. Comente neste post para assuntos genéricos

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

  

  

  

:) :( ;) O_o B) :lol: :huh: :S :D :-P 8-O :yahoo: :rtfm: :dashhead1: :clapping: more »